“Acabou o recreio”. Marine Le Pen quer fim da escola gratuita para imigrantes clandestinos

A líder do partido Frente Nacional, Marine Le Pen, candidata de extrema-direita à eleição presidencial francesa de 2017, defendeu esta quinta-feira, em Paris, o fim da gratuidade no ensino público para alunos estrangeiros em situação irregular no país.

“A solidariedade nacional deve existir para os franceses. Não tenho nada contra estrangeiros, mas digo-lhes: se vierem para o nosso país, não esperem que sejam tratados, que os seus filhos sejam educados gratuitamente. Acabou o recreio“, declarou a candidata populista durante um encontro no Instituto de Pesquisa BVA.

Marine Le Pen defendeu ainda que é preciso acabar com a gratuidade na escola para “os filhos de clandestinos”.

Alegando que o país não tem mais meios para financiar a escolaridade gratuita para todos, Le Pen defendeu que a rede pública de ensino seja “reservada aos mais pobres, mais modestos e humildes”.

Para os alunos estrangeiros de famílias com residência legal no país, ela faz uma distinção. Os pais que pagam impostos, mesmo sendo estrangeiros, continuariam a ter acesso à escola pública gratuita.

Aqueles que forem estrangeiros e não alimentarem o caixa do Estado terão de pagar uma “contribuição” para o filho frequentar a rede pública, defende Le Pen.

“Imigrantes não trabalham”

Questionada sobre outros temas sociais, como a reforma e a imigração, Marine afirmou que “a população imigrante não trabalha”.

“Sem falar nos programas sociais que permitem que uma pessoa receba um auxílio velhice com o único critério de ter 65 anos, sem nunca ter trabalhado no país. Esses chegam a receber €750 por mês, €1.500 no caso de um casal, enquanto agricultores vivem com €300 ou €400 de aposentadoria”, acrescentou.

A fala da candidata omite detalhes da legislação em vigor. Segundo o programa de solidariedade para idosos, é previsto auxílio mensal aos estrangeiros legalizados, que tenham um visto de residência de no mínimo 10 anos e autorização de trabalho em França.

Essas condições não são exigidas aos estrangeiros apátridas, refugiados, que tenham combatido em guerras ao lado do Exército francês e membros da União Europeia e Suíça.

 ZAP / Agência Brasil

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Medida errada.
    Os putos não vão à escola, mais depressa se transformam em delinquentes (quem sabe em adeptos do Daesh).
    Se os imigrantes são clandestinos, devem ser expulsos do país, ao abrigo da lei.

O vento solar é estranhamente atraído para o Pólo Norte (e não se sabe porquê)

Durante anos, os cientistas pensaram que o vento solar era igualmente atraído para os Polos Norte e Sul da Terra. No entanto, estudos recentes mostram que estas partículas parecem preferir o Norte - e não …

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …

Identificado em Portugal o primeiro caso da variante da África do Sul

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul foi identificado esta sexta-feira em Portugal pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), adiantou à agência Lusa a instituição. O caso identificado …

Está a nascer o primeiro comboio português a hidrogénio (e vai substituir o Vouguinha)

Já arrancou o projecto para o desenvolvimento do primeiro comboio português a hidrogénio. A iniciativa visa transformar as automotoras a gasóleo que circulam na Linha do Vouga - o comboio chamado Vouguinha - por células …