Brexit. Nova ronda negocial com cenário de “no deal” à vista

Andy Rain / EPA

Boris Johnson

Esta segunda-feira, inicia a oitava ronda de negociações sobre a relação no pós-Brexit entre a União Europeia e o Reino Unido.

A União Europeia (UE) e o Reino Unido começam, esta segunda-feira, em Londres, a oitava ronda de negociações sobre a relação no pós-Brexit, mas a perspetiva de um acordo está cada vez mais longe, face à persistente ausência de progressos.

O “período de transição”, contemplado no Acordo de Saída negociado entre as partes e consumado em janeiro, termina a 31 de dezembro, mas, por questões processuais e jurídicas, as partes devem chegar a um acordo sobre as relações futuras, designadamente a nível comercial, o mais tardar até final de outubro, cenário que se afigura cada vez menos provável à luz da evolução das negociações e das recriminações de parte a parte.

Numa entrevista ao Mail on Sunday, o negociador-chefe britânico, David Frost, sublinha que o Reino Unido “não receia” deixar em definitivo o bloco europeu sem um acordo e diz que Londres está a preparar-se para esse cenário, uma posição em tudo idêntica à do seu homólogo europeu, Michel Barnier, que há muito tem exortado os 27 a prepararem-se para o “não acordo”.

A ronda negocial que se inicia esta segunda-feira em Londres tem lugar duas semanas após a sétima, celebrada em Bruxelas, e que terminou uma vez mais sem quaisquer progressos tangíveis e com acusações recíprocas.

No final da ronda negocial de agosto, Barnier afirmou-se “desiludido e preocupado” com a ausência de progressos, argumentando que, “tal como na ronda de julho, os negociadores britânicos não mostraram qualquer vontade de progredir em questões fundamentais para a UE”.

Barnier lamentou que, “apesar de toda a flexibilidade” demonstrada pela UE nos últimos meses para “trabalhar nas três linhas vermelhas” traçadas por Boris Johnson para esta negociação – o papel do Tribunal de Justiça da UE, a autonomia legislativa do Reino Unido e as pescas -, ainda não se tenha observado “uma preocupação recíproca” do lado britânico com as matérias prioritárias para os 27, que, sublinhou, “são as mesmas desde 2017”.

Já David Frost acusou na altura a UE de estar a tornar as negociações da saída do bloco europeu “desnecessariamente difíceis”, por querer impor um compromisso para manter Londres vinculada a políticas europeias de apoios estatais e pescas antes de avançar noutros dossiês.

A fase de transição que foi negociada após a saída formal do Reino Unido da União Europeia, a 31 de janeiro deste ano, e que manteve o acesso do país ao mercado único europeu e à união aduaneira, termina a 31 de dezembro.

Se UE e Reino Unido não conseguirem chegar a um acordo atempadamente, apenas as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), nomeadamente os direitos aduaneiros, serão aplicáveis a partir de janeiro de 2021 às relações comerciais entre Londres e os 27.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nicarágua. Ex-rainha de beleza detida (e libertada) após candidatar-se às eleições

As autoridades de Nicarágua detiveram na quarta-feira, libertando de seguida, a ex-rainha de beleza Berenice Quezada, dois dias após esta se registar como candidata nas eleições de 7 de novembro. Segundo a coligação Citizens for Liberty, …

DGS autoriza competições da FPF com 33% de público

Os jogos das competições organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) podem ter uma ocupação de 33% dos recintos desportivos, segundo um parecer técnico da Direção-Geral da Saúde (DGS) a que a agência Lusa teve …

Novas "caixas" transformam eletricidade e areia em painéis solares

A Terrabox é uma espécie "fábrica de células solares" que só necessita de areia e eletricidade. Se for um sucesso, a tecnologia vai à Lua e a Marte. A Maana Electric, uma empresa sediada no Luxemburgo, …

Tribunal europeu autoriza hospital britânico a retirar o suporte de vida a bebé. Pais recusam

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos rejeitou um recurso da família de Alta Fixsler, uma bebé de dois anos, que não come ou respira sozinha, autorizando o Manchester University NHS Foundation Trust a retirar-lhe o …

Equipa com astrónomos portugueses descobre planetas que podem ter água

Uma equipa internacional de astrónomos, incluindo portugueses, descobriu um sistema de planetas fora do Sistema Solar que podem ter água à superfície, no interior ou na atmosfera, divulgou esta quinta-feira o Observatório Europeu do Sul …

México processa fabricantes de armas dos EUA para tentar deter comércio ilegal

O Governo do México lançou uma ação civil num tribunal do Massachusetts, nos Estados Unidos (EUA), contra um conjunto de fabricantes por "comércio negligente", visando deter o "tráfico ilegal" de armas através da fronteira, destinadas …

Afinal, Messi não vai renovar com o Barcelona

O internacional argentino não vai renovar contrato com o FC Barcelona, confirmou, esta quinta-feira, o clube catalão. Em comunicado publicado no seu site oficial, o FC Barcelona explica que, "apesar de ter chegado a acordo" com …

A Guerra Fria eclodiu nas piscinas de Tóquio. E promete continuar pelos Olímpicos fora

Após a final dos 200 metros costas, o nadador norte-americano Ryan Murphy sugeriu que acabara de participar numa prova que "provavelmente não foi limpa". O comentário foi interpretado como uma acusação a Evgeny Rylov, medalhado …

Moderna admite a necessidade de terceira dose da vacina este ano

A empresa biotecnológica norte-americana Moderna admitiu esta quinta-feira que será necessária uma terceira dose da sua vacina contra a covid-19 antes do fim do ano, devido ao esperado aumento de contágios causado pela variante Delta …

Marcelo insiste na vacinação dos jovens dos 12 aos 15. "Temos de ter paciência"

O Presidente da República considerou, esta quinta-feira, que as dúvidas relativas à vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos não são "tanto dúvidas de princípio, quanto de momento", afirmando que "tudo tem …