Brasil manda soltar todos os presos que dependam de pagamento de fiança

Para evitar a transmissão do novo coronavírus, o Superior Tribunal de Justiça do Brasil decidiu libertar todos os presos do país que necessitavam somente de pagar fiança.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) brasileiro autorizou, esta quarta-feira, a libertação de todos os presos do país que precisarem apenas de pagar fiança para deixar a prisão, como medida para conter a pandemia de covid-19.

A Terceira Secção do STJ atendeu a uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com base nas medidas de contenção da pandemia do novo coronavírus, e concedeu um habeas corpus coletivo para assegurar a libertação de todos os presos aos quais foi concedida liberdade provisória condicionada ao pagamento de fiança, mas que não o puderam fazer por falta de capacidade económica.

No julgamento de quarta-feira, o tribunal manteve uma decisão provisória datada de abril, que já autorizava que pessoas nessas condições fossem libertadas.

Em abril, o juiz Sebastião Reis, relator do caso, atendeu a um pedido da Defensoria Pública (advogados oficiosos) do Espírito Santo, direcionada aos presos daquele estado. Contudo, posteriormente, acolheu o requerimento da Defensoria Pública da União e estendeu a decisão a todo o país.

“O quadro fático apresentado pelo estado do Espírito Santo é idêntico aos dos demais estados brasileiros: o risco de contágio pela pandemia do coronavírus é semelhante em todo o país, assim como o é o quadro de sobrelotação e de insalubridade dos presídios brasileiros, razão pela qual os efeitos desta decisão devem ser estendidos a todo o território nacional”, afirmou o magistrado.

Segundo o juiz, estudos mostraram que as pessoas que vivem em aglomerações, como em prisões, estão mais sujeitas a contrair a doença, mesmo quando proporcionados equipamentos de proteção individual.

Sebastião Reis destacou ainda que tanto a Organização das Nações Unidas (ONU) quanto a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) recomendaram a adoção de medidas alternativas ao cárcere para mitigar os riscos elevados de propagação da doença no ambiente das prisões.

Os prisioneiros que estavam detidos sob outras condições, sem necessidade de pagar fiança para deixar a prisão, continuarão na mesma situação.

A decisão determinou ainda que os tribunais de Justiça locais avaliem a necessidade ou não de aplicar medidas cautelares que funcionem como alternativas à fiança – que agora está desobrigada apenas quando esse é o único entrave que mantém o investigado ou réu preso.

O sistema penitenciário brasileiro, considerado um dos piores do mundo, tem um défice de cerca de 350.000 vagas, o que há anos agrava a sobrelotação nas prisões, e pode fazer aumentar a propagação do novo coronavírus nas cadeias.

O surgimento do novo coronavírus, que já fez mais de 5,1 milhões de infetados e 151.747 óbitos em todo o país, complicou ainda mais a situação nas prisões brasileiras.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …

Antes da invasão ao Capitólio, Bannon ajudou a planear estratégia para "matar a presidência de Biden no berço"

O estrategista-chefe da campanha de Donald Trump, Steve Bannon, revelou que falou com o ex-Presidente antes da invasão ao Capitólio, a 06 de janeiro, discutindo as condições para "matar a presidência de [Joe] Biden no …

Costa prepara novo alívio de restrições para vigorar a partir de 1 de outubro

António Costa prepara-se para anunciar, na quinta-feira, o levantamento de um conjunto de restrições que vigoraram por causa da covid-19. O primeiro-ministro, António Costa, prepara-se para anunciar na quinta-feira o levantamento de um conjunto de restrições …

IPO Porto. Cirurgias fora do horário suspensas desde julho

As intervenções cirúrgicas feitas fora do horário normal estão suspensas no bloco central do IPO do Porto desde o dia 1 de julho. Os profissionais de saúde do IPO do Porto estão indisponíveis para realizar intervenções …

Rio critica "vigarice" das sondagens. Líder do PSD acredita na vitória de Moedas

Esta tarde, ao lado de Francisco Rodrigues dos Santos e de Carlos Moedas, Rui Rio apelou a que não se acredite nas sondagens que, "ou são mal feitas, ou são encomendadas: uma vigarice". O presidente do …

A prova que precisava: Sim, as máscaras protegem contra a covid-19 (mas há uma predileta)

As máscaras funcionam? Se sim, será melhor utilizar uma N95, uma máscara cirúrgica ou uma máscara de pano? No último ano e meio, os investigadores produziram muitas evidências laboratoriais sobre a eficácia das máscaras. Para muitas …

Trump processa sobrinha e New York Times por investigação sobre os seus impostos

O antigo Presidente norte-americano processou a sobrinha e o jornal The New York Times devido à divulgação de um artigo no qual é alegado que Donald Trump estaria envolvido em "esquemas de evasão fiscal". Donald Trump …

Há 31 surtos ativos em ATL, creches e jardins-de-infância

Dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) revelam que existem, atualmente, 31 surtos ativos em estabelecimentos de ensino como centros de atividades de tempos livres (ATL), creches e jardins-de-infância. Na última segunda-feira, "foram registados 31 surtos ativos …