Boris Johnson pede novo adiamento do Brexit (e reitera que não o quer)

Will Oliver / EPA

Depois do Dia D que pouco ou nada definiu no Parlamento britânico, o primeiro-ministro Boris Johnson assegurou esta sábado ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que vai fazer um novo pedido de adiamento do Brexit.

Donald Tusk anunciou ao fim da noite ter recebido da parte de Londres um pedido de adiamento do ‘Brexit’, na sequência de um voto dos deputados britânico. “Agora vou começar a consultar os dirigentes da União Europeia sobre a forma de reagir”, acrescentou.

O presidente do Conselho europeu não precisou se a carta era assinada pelo primeiro-ministro britânico Boris Johnson. No entanto, e segundo uma fonte de Downing Street citada pela agência noticiosa AFP, o chefe do Executivo de Londres não assinou a carta que solicita um adiamento do ‘Brexit’.

Johnson terá decidido enviar uma segunda carta, essa assinada, especificando que não pretendia este atraso, que terá de ser aplicado por motivos legais. Uma terceira carta terá sido ainda escrita pelo embaixador britânico na UE, Tim Barrow, para precisar que a missiva que solicita um adiamento foi unicamente enviada para não contrariar a lei.

A lei que forçou Boris Johnson a pedir esta extensão do prazo foi designada “Benn Act”, o nome do deputado trabalhista Hillary Benn (oposição) que a apresentou na Câmara dos comuns. Este documento estipula que caso não seja aprovado pelo parlamento britânico qualquer acordo de saída até 19 de outubro, o primeiro-ministro deverá solicitar um adiamento do ‘Brexit’ para 31 de janeiro de 2020.

“O objetivo desta lei é de garantir que o Reino Unido não sairá da União Europeia sem acordo”, explicou Hillary Benn. Segundo fonte europeia, Donald Tusk teria recebido a confirmação sobre o envio da carta que solicita o adiamento durante uma conversa telefónica mantida durante a tarde com Boris Johnson.

Este pedido é a consequência de um voto dos deputados britânicos, que no início da tarde de sábado decidiram por curta maioria adiar a decisão sobre o acordo de divórcio anunciado na quinta-feira entre Londres e Bruxelas.

Desta forma, Johnson seria legalmente forçado a formular à União Europeia um novo pedido para a data do ‘Brexit’, já adiado por sete meses e quando estava inicialmente previsto para 29 de março de 2019.

No entanto, e para sublinhar a sua determinação para garantir a saída do seu país do clube europeu até 31 de outubro, Boris Johnson tinha afirmado perante os deputados, pouco após a votação, que não pretendia “negociar o adiamento” com os 27 Estados-membros.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

A Via Láctea pode ter sido esmagada por campos magnéticos quando ainda era um "bebé cósmico"

Nos primeiros dias do Universo, quando a Via Láctea ainda era apenas um bebé cósmico, campos magnéticos poderosos podem tê-la esmagado e ter tido um grande impacto no seu crescimento. Em entrevista ao NewScientist, astrofísicos da …

Veneno de caracol marinho usado para criar insulina híbrida promissora no tratamento da diabetes

Cientistas criaram uma versão minimalista e híbrida de insulina, a partir da hormona humana e de um caracol marinho, que pode vir a melhorar o tratamento da diabetes, divulgou a universidade norte-americana de Ciências da …

Sequelas da covid-19 em doentes mais graves ainda estão por compreender

O acompanhamento depois da alta para doentes que estiveram internados com covid-19 é um dos grandes desafios do sistema de saúde para compreender que sequelas, por enquanto desconhecidas, a doença poderá deixar. “Só daqui a seis …

Criança nasce com duas bocas nos EUA. É o 35.º caso registado desde 1900

A menina, nascida nos Estados Unidos, foi operada ao seis meses para remover a cavidade oral secundária, que incluía dentes, língua e um lábio. Uma bebé nasceu nos Estados Unidos com duas bocas, devido a uma …

Funcionários do Facebook em "greve virtual" face à recusa de Zuckerberg em agir contra Trump

Os funcionários do Facebook estão insatisfeitos com a decisão do fundador da rede social de manter uma postura neutra perante as recentes publicações do Presidente dos Estados Unidos. De acordo com o jornal The Guardian, os …

Inteligência Artificial recria "verdadeiro" rosto de Napoleão Bonaparte

Recorrendo a uma técnica de Inteligência Artificial, um artista holandês criou um retrato em alta definição do imperador francês Napoleão Bonaparte. O fotógrafo freelancer holandês Bas Uterwijk, cujo pseudónimo é Gandbrood, recorreu a uma rede neuronal …

"Apito" da covid-19. Novo teste deteta novo coronavírus em apenas um minuto

Uma equipa de cientistas da Universidade Ben-Gurion, em Israel, desenvolveu um novo dispositivo que é capaz de detetar a presença do novo coronavírus no organismo humano em apenas um minuto. O novo teste, desenvolvido pelos investigadores …

"We Call it Alentejo". Novo filme promocional destaca as maravilhas alentejanas

A gastronomia e vinhos, as pequenas aldeias, a sustentabilidade e a natureza são atributos do Alentejo evidenciados no mais recente filme promocional do território, lançado pela agência regional de promoção turística para chamar visitantes estrangeiros. Com …

Curandeiro convocou cerca de 100 pessoas para se abraçarem contra a "farsa" da pandemia

Josep Pàmies, um agricultor espanhol defensor das terapias alternativas, convocou cerca de 100 pessoas a abraçarem-se a beijarem-se contra a "farsa" da pandemia. No sábado, cerca de uma centena de pessoas juntaram-se em Balanguer, na província …

Rússia anuncia início de ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19

A Rússia vai começar os ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19 em 50 soldados que se ofereceram para participar nos testes, anunciou esta terça-feira o Ministério da Defesa. "Para verificar a segurança e eficácia …