Boris Johnson pede novo adiamento do Brexit (e reitera que não o quer)

Will Oliver / EPA

Depois do Dia D que pouco ou nada definiu no Parlamento britânico, o primeiro-ministro Boris Johnson assegurou esta sábado ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que vai fazer um novo pedido de adiamento do Brexit.

Donald Tusk anunciou ao fim da noite ter recebido da parte de Londres um pedido de adiamento do ‘Brexit’, na sequência de um voto dos deputados britânico. “Agora vou começar a consultar os dirigentes da União Europeia sobre a forma de reagir”, acrescentou.

O presidente do Conselho europeu não precisou se a carta era assinada pelo primeiro-ministro britânico Boris Johnson. No entanto, e segundo uma fonte de Downing Street citada pela agência noticiosa AFP, o chefe do Executivo de Londres não assinou a carta que solicita um adiamento do ‘Brexit’.

Johnson terá decidido enviar uma segunda carta, essa assinada, especificando que não pretendia este atraso, que terá de ser aplicado por motivos legais. Uma terceira carta terá sido ainda escrita pelo embaixador britânico na UE, Tim Barrow, para precisar que a missiva que solicita um adiamento foi unicamente enviada para não contrariar a lei.

A lei que forçou Boris Johnson a pedir esta extensão do prazo foi designada “Benn Act”, o nome do deputado trabalhista Hillary Benn (oposição) que a apresentou na Câmara dos comuns. Este documento estipula que caso não seja aprovado pelo parlamento britânico qualquer acordo de saída até 19 de outubro, o primeiro-ministro deverá solicitar um adiamento do ‘Brexit’ para 31 de janeiro de 2020.

“O objetivo desta lei é de garantir que o Reino Unido não sairá da União Europeia sem acordo”, explicou Hillary Benn. Segundo fonte europeia, Donald Tusk teria recebido a confirmação sobre o envio da carta que solicita o adiamento durante uma conversa telefónica mantida durante a tarde com Boris Johnson.

Este pedido é a consequência de um voto dos deputados britânicos, que no início da tarde de sábado decidiram por curta maioria adiar a decisão sobre o acordo de divórcio anunciado na quinta-feira entre Londres e Bruxelas.

Desta forma, Johnson seria legalmente forçado a formular à União Europeia um novo pedido para a data do ‘Brexit’, já adiado por sete meses e quando estava inicialmente previsto para 29 de março de 2019.

No entanto, e para sublinhar a sua determinação para garantir a saída do seu país do clube europeu até 31 de outubro, Boris Johnson tinha afirmado perante os deputados, pouco após a votação, que não pretendia “negociar o adiamento” com os 27 Estados-membros.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

EUA oferecem recompensa de 4,7 milhões por ex-ministros venezuelanos

Os Estados Unidos anunciaram esta quarta-feira que oferecem uma recompensa de cinco milhões de dólares (4,7 milhões de euros) pelo ex-ministro da eletricidade venezuelano, Luis Alfredo Motta Domínguez, e pelo ex-ministro das Finanças, Eustiquio José …

PAN não terá candidato próprio nas presidenciais (e deverá apoiar Ana Gomes)

O Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) não vai ter candidato próprio às eleições presidenciais de 2021 e vai anunciar esta quinta-feira o candidato que irá apoiar. O semanário Expresso avança que, até agora, a única certeza é que …

Cientistas mostram que os corvos são capazes de pensar de forma consciente

Um novo estudo descobriu que os corvos não são só inteligentes, como mostram também ter uma forma de consciência, sendo capazes de estar conscientes do mundo à sua volta no presente. De acordo com o site …

"Alto risco". África do Sul proíbe entrada de turistas de Portugal

Os turistas oriundos de Portugal não vão ser autorizados a entrar na África do Sul, quando o país africano reabrir as fronteiras internacionais na quinta-feira, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior sul-africano. Portugal consta de …

Descoberta rara. Encontrado vapor de água salgada em torno de duas estrelas bebé gigantes

Uma equipa de investigadores descobriu um par de estrelas bebé massivas rodeadas por vapor de água e sal de cozinha, de acordo com um novo estudo. As duas estrelas bebé têm uma massa combinada 25 vezes …

Sonda da NASA deteta nanojatos na coroa solar (e desmistifica a sua extrema temperatura)

Uma equipa de cientistas, liderada pelas Universidades de Northumbria e St. Andrews, em cooperação com a NASA, descobriu um novo tipo de atividade dentro da atmosfera do Sol que poderia explicar como é que a …

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …