Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

Andy Rain / EPA

Boris Johnson

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes de que foi alvo o pessoal médico.

Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, tem sido alvo de várias críticas ao longo do período de crise desencadeado pela pandemia de covid-19. Depois de ter sido acusado de ter atrasado o país na resposta ao surto, o governante é agora acusado de desleixo por apenas cerca de dois mil técnicos de saúde terem feito o teste de despistagem.

O primeiro-ministro tem sido apontado como um dos principais culpados pelo rápido crescimento do surto no Reino Unido. De acordo com várias fontes consultadas pelos meios de comunicação britânicos, as acusações são disparadas de todos os lados, com vários responsáveis a tentarem descartar quaisquer culpas pelo atraso no combate à pandemia.

Aliás, segundo o Jornal Económico, são vários os que se tentam afastar de qualquer responsabilidade pelo eventual aconselhamento para que Boris dissesse, numa primeira instância, que via com bons olhos a infeção social como forma de ganhar imunidade.

O secretário do gabintete, Mark Sedwill, é um dos apontados como responsáveis pelo fraco nível de resposta à pandemia. Uma fonte de Downing Street confessou que existe uma “raiva crescente” contra Sedwill, que tem demonstrado não estar à altura dos acontecimentos. Downing Street desmente.

O conselheiro Dominic Cummings também é alvo de críticas: segundo algumas fontes, Cummings estaria por trás da tese da infeção coletiva.

Há, contudo, a possibilidade de as culpas pela pandemia de covid-19 caírem sobre Boris Johnson, o que colocará a sua carreia política em cheque.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Tivesses concorrido a Primeiro Ministro de Portugal – por aqui poderias cometer as negligências que quisesses que ainda eras um senhor ….

RESPONDER

PCP desafia Governo a renacionalizar os CTT

O secretário-geral do PCP desafiou hoje o Governo a responder "à chantagem" do "grupo Champalimaud", retirar-lhe a concessão do serviço postal e renacionalizar os CTT. A proposta foi feita por Jerónimo de Sousa depois de estar …

"Covid persistente" atinge cerca de 20% dos curados (mas não recuperados)

Um novo estudo britânico indica que vários pacientes podem apresentar sintomas e sequelas durante vários meses, mesmo depois de testarem negativo. Os casos de “covid persistente” afetam maioritariamente mulheres e idosos. Há ainda muito por descobrir …

Acuña já é destaque em Espanha: "Não é bom nos 100 metros, mas..."

O ex-jogador do Sporting será uma referência para Lopetegui e já demonstrou um grande nível no jogo da Liga dos Campeões contra o Rennes. Marcos Acuña chegou a Sevilha há um mês e meio mas começa …

Portagens devem manter preços em 2021

Os preços das portagens nas autoestradas deverão voltar a manter-se em 2021, a confirmar-se a estimativa da taxa de inflação homóloga, sem habitação, de -0,18% em outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A fórmula …

Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O …

Pelo menos 140 pessoas afogam-se no naufrágio mais mortal de 2020

Pelo menos 140 migrantes morreram afogados ao largo da costa senegalesa depois de a embarcação em que seguiam se ter incendiado e naufragado, avançou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O barco transportava 200 pessoas …

Nélson Évora terminou contrato com o Sporting

Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008, vai deixar o Sporting após o fim do contrato com o clube, no sábado, confirmou à "Lusa" fonte oficial do Sporting, esta sexta-feira. O atleta, …

Nova Zelândia aprova eutanásia. Mas rejeita legalização da marijuana

Os neozelandeses aprovaram a eutanásia voluntária, mas rejeitaram a legalização da marijuana para uso recreativo, em dois referendos realizados em 17 de outubro, anunciou esta sexta-feira a Comissão Eleitoral. Cerca de 65,2% dos neozelandeses votaram a …

Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro …

Cova da Piedade não joga: "Prefiro perder três pontos do que alguém perder a vida"

O jogo entre Estoril e Cova da Piedade, como se esperava, não vai ser realizado e deverão ser atribuídos três pontos ao Estoril. Diretor do Cova da Piedade não poupa nas críticas. Mais uma partida da …