Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido.

“No contexto de uma pandemia global, temos que continuar a analisar os dados em todos os países para os quais os britânicos desejem viajar. Onde for necessário impor restrições ou impor um sistema de quarentena, não hesitaremos em fazê-lo”, afirmou aos jornalistas.

Depois de Espanha, Andorra e Bélgica terem sido removidas da lista de países considerados seguros nas últimas duas semanas, a imprensa britânica tem especulado sobre a exclusão de França, onde o número de casos tem vindo a aumentar.

Todos as pessoas que cheguem ao Reino Unido do estrangeiro estão obrigadas a ficar em isolamento durante duas semanas, exceto de uma lista de cerca de 70 países e territórios identificados pelo governo britânico como sendo de baixo risco.

Portugal ficou de fora dos corredores de viagem internacionais, mas a imprensa britânica tem vindo a especular sobre a possível entrada para a lista e isenção de quarentena a partir do final de agosto. “Portugal fez muitos progressos, mas o processo de suspensão da quarentena é muito mais gradual, onde monitorizamos o progresso em semanas em vez de dias”, disse uma fonte do governo ao jornal The Sun no sábado.

O consultor de viagens Paul Charles, promotor da campanha Quash Quarantine iniciada pelo setor do turismo contra o sistema de quarentena britânico, escreveu na revista Travel Weekly que o número de casos “continuam teimosamente altos”, tal como na Suécia.

Segundo Charles, o principal critério usado pelas autoridades para identificar impor quarentena é que os países ultrapassem o teto de 20 casos por 100.000 habitantes, algo que outros países como Holanda, Suíça, Polónia e Malta, estão em risco de alcançar.

Escolas são para abrir em setembro

Também nesta segunda-feira Boris Johnson mostrou-se esta segunda-feira determinado em reabrir as escolas em Inglaterra em setembro, indicando que vão ser uma prioridade mesmo se forem necessárias restrições para combater um surto local.

“A forma como estamos a tentar gerir a pandemia de covid-19 é ter medidas locais implementadas e testes e rastreamento locais para introduzir restrições onde for necessário. Mas, como todos nós já dissemos, a última coisa que queremos é fechar as escolas. A educação é a prioridade do país e é simplesmente justiça social”, afirmou esta segunda-feira aos jornalistas, após uma visita a uma escola em Londres.

As aulas nas escolas britânicas foram interrompidas para a maioria dos alunos em meados de março, quando foi introduzido um confinamento para travar a pandemia, continuando apenas abertas para os filhos de trabalhadores de serviços críticos.

Em junho voltaram algumas turnas dos primeiros anos e dos finalistas do ensino primário, mas muitas escolas não o fizeram devido a dificuldades em fazer cumprir as restrições em vigor. Esta segunda-feira, o ministro da Educação, Gavin Williamson, disse existirem “poucos indícios” científicos de que o novo coronavírus é transmitido nas escolas, procurando contrariar insegurança dos pais ou de professores sobre o regresso às aulas.

O governo tem estado sob pressão para melhorar o sistema de rastreamento da doença covid-19 e para se comprometer a fechar setores como bares ou restaurantes e outras lojas não essenciais no caso de serem necessárias restrições para controlar surtos locais, protegendo o funcionamento das escolas.

As escolas vão reabrir a partir de terça-feira na Escócia, onde o ano letivo começa mais cedo, na Irlanda do Norte a partir de 24 de agosto e no País de Gales a partir de  1 de setembro.

O Reino Unido registou até agora 46.574 mortes, o número mais alto na Europa e o terceiro maior no mundo atrás dos Estados Unidos e Brasil. Em Portugal, morreram 1.759 pessoas das 52.825 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Suíça 3 - 1 Turquia | Seferovic e Shaqiri “abrem o livro”

A Suíça venceu de forma categórica a Turquia por 3-1, afastou os turcos da prova e terminou o Grupo A no terceiro lugar, com quatro pontos, esperando agora pelo final da fase de grupos para …

Presidente eleito do Irão promete governo "revolucionário e anticorrupção"

O Presidente eleito do Irão, o clérigo ultraconservador Ebrahim Raissi, prometeu hoje formar um governo "trabalhador, revolucionário e anticorrupção", aludindo ao estrito cumprimento dos princípios do sistema teocrático do país. Num comunicado, Raissi apresentou-se como “um …

Na Coreia do Norte, um pacote de café pode chegar aos 80 euros

Residentes norte-coreanos dizem que uma pequena embalagem de chá preto ou um pacote de café podem chegar aos 60 e 80 euros, respetivamente. Esta semana, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, reconheceu que o …

Mais de 2200 armas entregues à PSP em menos de quatro meses

Mais de 2200 armas de fogo, a maioria das quais espingardas, foram entregues de forma voluntária à PSP, entre 24 de Fevereiro e 15 de Junho, anunciou este domingo aquela força policial. Em comunicado, a PSP …

O Arco do Triunfo vai ser embrulhado em tecido azul e corda vermelha durante 16 dias

O projeto foi pensado por Christo Vladimirov Javacheff e Jeanne-Claude no início dos anos 60, mas nunca se realizou. Agora, o monumento será embrulhado em azul e vermelho entre 18 de setembro e 3 de …

Netanyahu irá deixar residência oficial do primeiro-ministro a 10 de julho

O ex-primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu irá deixar a residência oficial em Jerusalém a 10 de julho, depois de um acordo alcançado com o sucessor, Naftali Benet, que lhe dera um prazo de duas semanas …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Venha o tubarão

Portugal desilude e complica o apuramento. Segue-se a França. Itália, Bélgica e Países Baixos nos oitavos-de-final. O Campeonato da Europa visto da Linha de Fundo. Na corda bamba Portugal – Alemanha (2-4) “A vida é como uma corda 
De …

Praga de milhões de ratos está a aterrorizar a Austrália

O fim da seca de três anos e dos consequentes incêndios florestais permitiu à Austrália respirar de alívio. Em contrapartida, criaram-se as condições perfeitas para a pior praga de ratos da última década. "As pessoas estão …

Banca com nova vaga de saída de trabalhadores e admite despedimentos

Os grandes bancos vão reduzir milhares de trabalhadores este ano, um processo que vem acontecendo desde a última crise mas que em 2021 deverá atingir um novo pico, tendo mesmo BCP e Santander Totta admitido …

Cuba está a criar o seu próprio smartphone (e conta com a ajuda da Huawei)

O Governo cubano está a trabalhar na produção de um novo smartphone, que terá um sistema operativo original e conta com a ajuda da empresa chinesa Huawei. De acordo com a revista Vice, o projeto é …