“Bombeiro” é a Palavra do Ano 2013

Pedro Simões / wikimedia

-

A palavra do ano de 2013 é “bombeiro”, que obteve cerca de metade dos votos de 15.000 cibernautas, foi hoje anunciado na Biblioteca José Saramago, em Loures, pela Porto Editora, que organizou a iniciativa.

Bombeiro” fazia parte de uma lista de dez palavras, escolhidas pela equipa de linguistas do Departamento de Dicionários daquela editora, sujeita a votação “on-line” de 02 a 31 de Dezembro, e obteve 48% dos votos.

A lista das dez palavras foi feita “com base em critérios de frequência de uso e de relevância assumida, quer através dos meios de comunicação social e das redes sociais, quer da utilização dos dicionários da Porto Editora, nas suas versões online e mobile”, explicou à Lusa fonte da Porto Editora.

A escolha do vocábulo “bombeiro” foi justificado pela Porto Editora pelo facto de, no último verão, os bombeiros portugueses “terem demonstrado uma enorme coragem no combate aos violentos incêndios que destruíram florestas e roubaram vidas”.

No ano passado, registou-se em Portugal a maior área ardida desde 2005. Segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, os incêndios consumiram 145.385 hectares, mais 31,8 por cento do que em 2012. No combate às chamas morreram oito bombeiros e, dos 15.000 cibernautas que participaram na votação, 48% escolheu “bombeiro” como a “palavra do ano”.

No segundo lugar da lista, com 17%, ficou a palavra “irrevogável“, que foi como o ministro dos Negócios Estrangeiros Paulo Portas definiu a sua demissão do Governo, que não se concretizou, sendo actualmente vice-primeiro-ministro.

Com 10%, no terceiro lugar da votação, ficou a palavra “inconstitucional“, cujo uso se incrementou devido aos “chumbos” do Tribunal Constitucional a várias medidas apresentadas pelo executivo em funções.

Todas as restantes palavras da lista ficaram abaixo da fasquia dos 10%.

Grandolada” que, segundo a editora, “surgiu como uma acção de protesto contra a austeridade e o Governo, e se afirmou como tal pela sua originalidade”, recolheu 08% dos votos, seguindo-se, com 06%, “papa”, uma palavra que foi escolhida pela eleição em Março passado do cardeal argentino Jorge Bergoglio para liderar a Igreja Católica.

O eclesiástico é o primeiro sul-americano e o primeiro jesuíta a sentar-se na cadeira de S. Pedro, tendo tomado o nome de Francisco, numa alusão a S. Francisco de Assis.

Seguem-se, com 03% dos votos, cada, as palavras “pós-troika” e “swap“. O previsto fim da intervenção da troika em Portugal em meados deste ano levou a “tanto se falar do pós-troika”, justificou a Porto Editora, e, quanto a “swap”, “apesar de ser uma palavra estrangeira e da sua especificidade, o vocábulo entrou nas conversas dos portugueses por causa das notícias sobre esse tipo de contratos”, segundo a mesma fonte.

Com apenas 02% dos votos, cada, ficaram os vocábulos “co-adopção“, “corrida” e “piropo“.

Segundo a editora, a co-adopção por casais do mesmo sexo foi no ano passado alvo de discussão, enquanto “as corridas entraram na rotina de cada vez mais portugueses, que participam em número crescente nas muitas provas”, e “piropo”, é um ato visto por alguns como galanteio e entendido por outros como assédio verbal, tendo sido “um tema que foi debatido por vários sectores da sociedade”.

“Bombeiro” como “palavra do ano” sucede a “entroikado”, vocábulo eleito no ano passado. Anteriormente, em 2011, “austeridade” foi a palavra escolhida. Em 2010, no ambiente do Campeonato Mundial de Futebol, disputado na República da África do Sul, a palavra escolhida foi “vuvuzela”, e, em 2009, quando a iniciativa da Porto Editora se realizou pela primeira vez, a “palavra do ano” foi “esmiuçar”, um termo muito divulgado então por um programa televisivo.

A Porto Editora, a celebrar 70 anos de existência, tem uma componente histórica de especialização na área dos dicionários e da lexicografia.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …