Democratas sob ataque. Nove bombas interceptadas em três dias nos EUA

Justin Lane / EPA

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo (C), com o “mayor” Bill de Blasio (3ºD)

Um total de nove pacotes com engenhos explosivos foram enviados entre esta segunda e quarta-feira para diversas personalidades do panorama político norte-americano. Os alvos são políticos, empresários e até o actor Robert de Niro.

No que as autoridades estão a considerar como incidentes de “terrorismo doméstico“, os serviços secretos confirmaram ter interceptado, entre esta segunda e quarta-feira, um total de seis pacotes com pipe bombs enviados por correio a personalidades políticas ligadas ao Partido Democrata.

A primeira das encomendas armadilhadas foi enviada na segunda-feira para a residência do multimilionário e especulador financeiro George Soros, associado a ideais liberais.

De terça para quarta-feira, os serviços secretos norte-americanos interceptaram mais dois engenhos explosivos destinados às residências de Hillary Clinton e Barack Obama, em Washington.

O edifício da Time Warner em Manhattan, onde está sediada a redacção da CNN, foi evacuado depois de um quarto pacote suspeito também ter sido encontrado. Era dirigido a John Brennan, ex-diretor da CIA e crítico de Donald Trump. “Este é o pacote suspeito recebido esta semana no centro da Time Warner”, escreveu a estação no Twitter.

O quinto pacote suspeito, endereçado ao ex-procurador geral Eric Holder, foi encontrado no gabinete da congressista democrata Debbie Schultz. A sexta e sétima encomendas armadilhadas foram encontrada no Capitólio pela segurança que faz a triagem do correio dos congressistas. Eram endereçadas à democrata Maxine Waters, membro da Câmara dos Representantes.

A oitava bomba caseira a ser interceptada pelos serviços secretos norte-americanos foi enviada ao ex-vice-presidente de Barack Obama, o democrata Joe Biden, revelou esta quinta-feira o The Independent.

Segundo revela também esta quinta-feira o The Guardian, uma nona pipe bomb foi também enviada para o restaurante do actor Robert de Niro, cujas posições críticas sobre Donald Trump são conhecidas.

Os engenhos explosivos, de fabrico caseiro, apresentam características semelhantes, o que parece indiciar terem uma origem comum. O FBI, polícia federal norte-americana que lidera as investigações, não revelou até agora qualquer informação acerca da identidade dos autores do atentado, mas adiantou não haver indícios de “acção externa”.

Trump defende que não há lugar para “violência política”

O Presidente norte-americano, Donald Trump, emitiu um apelo pela unidade de todos os norte-americanos, após a interceção de pacotes com engenhos explosivos endereçados a Hillary Clinton e Barack Obama, defendendo que “a violência política” não é tolerável nos Estados Unidos.

Em momentos como este, devemos unir-nos“, declarou Trump a partir da Casa Branca. “Não há, nos Estados Unidos, lugar para atos e ameaças de violência política de qualquer natureza”, frisou o Presidente, que tem recorrido, em campanha, a uma retórica extremamente agressiva em relação aos seus adversários políticos.

Estamos muito zangados“, acrescentou, prometendo esclarecer totalmente o caso de de envio de encomendas armadilhadas para diversas personalidades políticas, e também para a redação de Nova Iorque da estação televisiva CNN.

Embora sem referir o seu antecessor na Casa Branca, Barack Obama, ou a sua adversária democrata nas eleições presidenciais de 2016, Hillary Clinton, Trump sublinhou que serão usados todos os meios necessários para levar a bom porto a investigação do FBI.

Segundo o presidente norte-americano, os materiais usados no fabrico das pipe bombs estão a ser investigados por peritos em explosivos, e entrou já em ação uma investigação federal de grandes dimensões.

Também a primeira-dama, Melania Trump, se pronunciou sobre os ataques de hoje, que classificou como ataques cobardes. “Condeno vigorosamente todos aqueles que optam pela violência” declarou.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Condeno qualquer ataque a qualquer cidadão, interessante é terem sido os Democratas, como por exemplo Maxine Waters a incitar o assédio a todos os Republicanos – no mínimo interessante.

    Agora o próximo passo da agenda dos Dems ‘snowflakes’ será culpar a direta/extrema-direita, utilizando a ‘cartada’ da vitimização numa manobra manifestamente politicizada.

    • Xiuuu Pedro Pinto, n diga isso, nem aquela do Eric Holder de quando eles baixam o nivel, nós damos um pontape. A ZAP não gosta. Fale mal do Trump

  2. A esquerdalha no seu melhor, estavam com falta de atenção, assim fazem de tudo mas mesmo de tudo para chamar a atenção, andam em pulgas para voltar a subir ao poder, e quem não tem a mesma opinião agora é de “direita ou extrema direita” … a democracia de esquerda no seu melhor quem não é por eles é contra eles, não importa se perdem as eleições querem é estar no poleiro a qualquer preço como… é o nosso caso, perderam mas estão lá a desgovernar … o problema é o que aí vem … aguardem, vai ser pior do que quando o Sócrates saiu …

  3. Vem aí as eleições intermediárias. Muito oportuno para os democratas estas coisas acontecerem a escaços dias das eleições. Muito oportuno. Por outro lado as practicas de violência e demonstrações de violência são feitas pelos democratas. Concluo que não passa de uma encenação destes.

RESPONDER

Pediatras pedem reabertura urgente das escolas. Professores querem ser consultados na elaboração do plano

A Sociedade Portuguesa de Pediatria defende a reabertura urgente das escolas especialmente o ensino pré-escolar e nos 1º e 2º ciclos do ensino básico, chamando a atenção para as consequências do fecho no desenvolvimento das …

Ventura propõe tirar subvenções a políticos condenados a mais de três anos de prisão

O deputado único do Chega entregou esta terça-feira no parlamento um projeto de lei para retirar, incluindo retroativamente, as subvenções vitalícias a ex-titulares de cargos políticos condenados por crimes "com pena de prisão superior a …

PGR analisa carta que culpa o Governo por "borla fiscal" à EDP na venda de barragens

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) está a analisar uma carta do Movimento Terra de Miranda que questiona a autorização dada pelo Governo à venda de seis barragens transmontanas por parte da …

Biden prevê vacinas para todos os adultos antes do fim de maio

Joe Biden assegura que até maio o país terá vacinas suficientes contra o covid para todos os adultos do país, dois meses antes do previsto. O presidente do EUA anunciou que até ao final de maio …

Pandemia não é “uma competição ou um concurso de beleza entre países”

O presidente da Aliança Global para as Vacinas (GAVI), Durão Barroso, defende que o processo de vacinação mundial contra a covid-19 não deve ser “uma competição ou um concurso de beleza entre países” e lança …

Sarkozy admite recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

O ex-Presidente francês admite recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos contra a sua condenação a três anos de detenção, um em prisão efetiva, por corrupção e tráfico de influência. Numa entrevista ao jornal Le Figaro, …

Apoio à família vai ser alargado a mais pais em teletrabalho. Tudo graças à oposição

Esta quarta-feira, vai subir a plenário o texto final que altera o apoio excecional à família para que chegue a mais portugueses. O alargamento do universo de potenciais beneficiários está no horizonte, nomeadamente com a …

"Espiar, atacar, reprimir". Militares em Myanmar usam tecnologia ocidental para enfraquecer manifestantes

Durante quase 50 anos de ditadura militar, os generais birmaneses usavam "ferramentas totalitárias" arcaicas. Agora, os militares que tomaram o poder em Myanmar têm "um arsenal muito mais sofisticado à sua disposição" Desde que o golpe …

Da "obsessão por cargos" à "subserviência ao PS". Críticos internos do BE descarregam na direção

A convenção do Bloco de Esquerda está marcada para os dias 22 e 23 de maio e os grupos críticos da direção do partido já têm preparada uma extensa lista de críticas. De acordo com o …

Pela primeira vez, a idade da reforma pode cair (e a culpa é da pandemia)

A idade da reforma é determinada pela esperança média de vida. No entanto, a pandemia e o consequente aumento da mortalidade podem fazer cair esse indicador, levando a um recuo histórico na idade da reforma. Até …