Bolsonaro responde a Merkel: “Têm muito a aprender connosco” na questão ambiental

Abir Sultan / EPA

Jair Bolsonaro

O Presidente do Brasil disse, esta quinta-feira, que a Alemanha tem muito a aprender com o seu país sobre questões ambientais, respondendo a críticas feitas pela chanceler alemã.

Temos exemplo para dar para a Alemanha, inclusive sobre meio ambiente. A indústria deles continua sendo fóssil, em grande parte de carvão, e a nossa não. Então, eles têm a aprender muito connosco”, disse Jair Bolsonaro, após desembarcar em Osaka, no Japão, onde participará na cimeira das 20 maiores economias do mundo (G20).

Na última quarta-feira, Angela Merkel disse numa sessão do Parlamento alemão que pretendia falar com o Presidente brasileiro sobre o avanço da desflorestação no Brasil durante o encontro.

“Vejo com grande preocupação a questão das ações do Presidente brasileiro e, se for possível, aproveitarei a oportunidade no G20 para ter uma discussão clara com ele“, afirmou a chanceler aos deputados alemães.

Ao ser questionado por jornalistas sobre estas declarações, Bolsonaro disse que “não é como alguns Presidentes anteriores”, que iam ao G20 “para serem advertidos por outros países”. “A situação aqui é de respeito para com o Brasil. Não aceitaremos tratamento como no passado”, disse.

O chefe de Estado brasileiro também colocou em dúvida a veracidade das declarações da chanceler alemã, alegando que soube do caso ao ler reportagens escritas que podem não ser verdadeiras. “Eu vi o que está escrito. Temos de fazer a devida filtragem para não nos deixarmos ser contaminados por parte dos média escritos, em especial”, concluiu.

A declaração de Merkel foi uma resposta a perguntas feitas pela deputada do Partido Verde alemão, Anja Hajduk, sobre a deterioração das questões ambientais no Brasil.

Recentemente, mais de 300 ONG europeias e sul-americanas, incluindo a Greenpeace e o grupo Amigos da Terra, questionaram o acordo comercial entre União Europeia e o Mercosul (bloco fundado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai), face ao receio de que a expansão das atividades agrícolas no Brasil, fortemente apoiada pelo Governo de Bolsonaro, incentive a desflorestação da floresta amazónica.

As organizações não-governamentais exigiram que o Governo brasileiro adote “medidas rigorosas” contra a desflorestação e compromissos a favor do acordo de Paris sobre o clima, celebrado em 2015.

Segundo dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazónia (Imazon) divulgados na sexta-feira, a desflorestação da Amazónia Legal (área delimitada na Amazónia brasileira em que são permitidas algumas atividades de exploração humana) aumentou 26% em maio de 2019 face ao mesmo período do ano anterior.

Os dados indicam que quase 800 quilómetros cúbicos da Amazónia legal foram desflorestados, enquanto no mesmo período do ano anterior a área foi de 634 quilómetros cúbicos.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este fracassado ignorante tem uma lata!…
    Quando um palerma que acha que foi enviado por Deus, quer dar lições à Alemanha seja do que for, algo vai muito mal…

  2. Fonix, este Bolsonaro é mesmo uma bosta, este discurso populista não antecipa nada de bom…
    estes tipos são todos iguais e estão a espalhar-se que nem cogumelos, trump, bolsas, putin, erdogan, kim e por aí fora. Diplomacia, têm ZERO! Populismo, têm milhões!
    Então o Brasil é ponto de referencia nas energias renováveis? Não sabia!
    Acha que a desflorestação da Amazónia contribui para o progresso ambiental?

    • Querida
      A Alemanha destruiu todas as suas florestas…
      No Brasil estão quase estintas usinas a carvão.
      Pra alguém abrir qualquer fabrica, loja ou qualquer outro empreendimento são 500 páginas de burocracia ambiental.
      Porque se preocupam tanto conosco?
      Porque não boicotam a Noruega que caça baleias?

RESPONDER

Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro …

Reino Unido vai tornar públicos registos de avistamentos de OVNIs

A Força Aérea britânica vai disponibilizar todos os documentos sobre os avistamentos de OVNIs online. Até então, os registos eram mantido sob segredo. A Força Aérea Real do Reino Unido decidiu tornar públicos os registos de …

Sobreviventes a um cancro na infância têm maior probabilidade de vir a ter outro

Sobreviventes a um cancro têm uma maior probabilidade cinco vezes maior de vir a ter outro em comparação com a população em geral. O risco vai diminuindo ao longo do tempo desde o primeiro diagnóstico. Pessoas …

Lineker: "Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados"

"Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados", disse Gary Lineker, antigo internacional inglês, que agora é comentador da BBC. Em entrevista ao The Guardian, o antigo avançado da seleção …

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …

Jóias de ouro e prata com plástico. Justiça não vê mal nenhum e iliba marca Tous

O processo de investigação aberto à marca TOUS por alegada fraude com jóias de ouro e plástico contendo plástico no seu interior, foi arquivado. A Justiça espanhola entende que, apesar de as jóias conterem plástico, …