Bolsonaro responde a Merkel: “Têm muito a aprender connosco” na questão ambiental

Abir Sultan / EPA

Jair Bolsonaro

O Presidente do Brasil disse, esta quinta-feira, que a Alemanha tem muito a aprender com o seu país sobre questões ambientais, respondendo a críticas feitas pela chanceler alemã.

Temos exemplo para dar para a Alemanha, inclusive sobre meio ambiente. A indústria deles continua sendo fóssil, em grande parte de carvão, e a nossa não. Então, eles têm a aprender muito connosco”, disse Jair Bolsonaro, após desembarcar em Osaka, no Japão, onde participará na cimeira das 20 maiores economias do mundo (G20).

Na última quarta-feira, Angela Merkel disse numa sessão do Parlamento alemão que pretendia falar com o Presidente brasileiro sobre o avanço da desflorestação no Brasil durante o encontro.

“Vejo com grande preocupação a questão das ações do Presidente brasileiro e, se for possível, aproveitarei a oportunidade no G20 para ter uma discussão clara com ele“, afirmou a chanceler aos deputados alemães.

Ao ser questionado por jornalistas sobre estas declarações, Bolsonaro disse que “não é como alguns Presidentes anteriores”, que iam ao G20 “para serem advertidos por outros países”. “A situação aqui é de respeito para com o Brasil. Não aceitaremos tratamento como no passado”, disse.

O chefe de Estado brasileiro também colocou em dúvida a veracidade das declarações da chanceler alemã, alegando que soube do caso ao ler reportagens escritas que podem não ser verdadeiras. “Eu vi o que está escrito. Temos de fazer a devida filtragem para não nos deixarmos ser contaminados por parte dos média escritos, em especial”, concluiu.

A declaração de Merkel foi uma resposta a perguntas feitas pela deputada do Partido Verde alemão, Anja Hajduk, sobre a deterioração das questões ambientais no Brasil.

Recentemente, mais de 300 ONG europeias e sul-americanas, incluindo a Greenpeace e o grupo Amigos da Terra, questionaram o acordo comercial entre União Europeia e o Mercosul (bloco fundado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai), face ao receio de que a expansão das atividades agrícolas no Brasil, fortemente apoiada pelo Governo de Bolsonaro, incentive a desflorestação da floresta amazónica.

As organizações não-governamentais exigiram que o Governo brasileiro adote “medidas rigorosas” contra a desflorestação e compromissos a favor do acordo de Paris sobre o clima, celebrado em 2015.

Segundo dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazónia (Imazon) divulgados na sexta-feira, a desflorestação da Amazónia Legal (área delimitada na Amazónia brasileira em que são permitidas algumas atividades de exploração humana) aumentou 26% em maio de 2019 face ao mesmo período do ano anterior.

Os dados indicam que quase 800 quilómetros cúbicos da Amazónia legal foram desflorestados, enquanto no mesmo período do ano anterior a área foi de 634 quilómetros cúbicos.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este fracassado ignorante tem uma lata!…
    Quando um palerma que acha que foi enviado por Deus, quer dar lições à Alemanha seja do que for, algo vai muito mal…

  2. Fonix, este Bolsonaro é mesmo uma bosta, este discurso populista não antecipa nada de bom…
    estes tipos são todos iguais e estão a espalhar-se que nem cogumelos, trump, bolsas, putin, erdogan, kim e por aí fora. Diplomacia, têm ZERO! Populismo, têm milhões!
    Então o Brasil é ponto de referencia nas energias renováveis? Não sabia!
    Acha que a desflorestação da Amazónia contribui para o progresso ambiental?

    • Querida
      A Alemanha destruiu todas as suas florestas…
      No Brasil estão quase estintas usinas a carvão.
      Pra alguém abrir qualquer fabrica, loja ou qualquer outro empreendimento são 500 páginas de burocracia ambiental.
      Porque se preocupam tanto conosco?
      Porque não boicotam a Noruega que caça baleias?

RESPONDER

Salgado. "A montanha vai parir um rato" (mas ainda vamos saber o que aconteceu)

A defesa de Ricardo Salgado disse, esta sexta-feira, que ficou claro, na instrução da Operação Marquês, que o mais provável é a absolvição do ex-presidente do BES dos crimes de corrupção e que “a montanha …

Covid alastra na América. EUA bate recorde diário com mais de 60 mil infetados

Os Estados Unidos registaram 754 mortos e 60.383 infetados (um novo recorde) por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com um balanço da Universidade Johns Hopkins. Depois de a Europa ter sucedido à China como …

Os maiores tubarões do mundo têm pequenos "dentes" nos olhos (e já se sabe porquê)

Uma investigação sobre os olhos dos tubarões-baleia, os maiores tubarões do mundo, revelaram que os seus olhos estão cobertos por pequenos dentes chamados "dentículos dérmicos". O tubarão-baleia (Rhincodon typus) é o maior peixe do oceano, com …

Astrónomos localizaram com precisão o centro do Sistema Solar

Pela primeira vez, uma equipa internacional de cientistas foi capaz de localizar com precisão o centro de gravidade do Sistema Solar. De acordo com o portal Science Alert, que recorda que o baricentro (centro gravidade) …

Misteriosa cruz de mármore com 1.200 anos encontrada no Paquistão

Uma cruz de mármore foi recentemente descoberta no cimo das montanhas do Baltistão, no Paquistão. Os investigadores acreditam que tem cerca de 1.200 anos e que pode ser um sinal da presença de uma antiga …

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …