Bolsonaro admite nomear o filho para embaixador do Brasil nos EUA

“Ele é amigo dos filhos do Trump, fala inglês, fala espanhol, tem vivência muito grande do mundo. No meu entender, poderia ser uma pessoa adequada e daria conta do recado”, disse o Presidente.

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, admitiu na quinta-feira a possibilidade de nomear o seu filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro para embaixador do Brasil nos Estados Unidos da América, segundo a imprensa local.

“É uma coisa que está no meu radar, sim, existe essa possibilidade. Ele [Eduardo] é amigo dos filhos do [Donald] Trump, fala inglês, fala espanhol, tem vivência muito grande de mundo. No meu entender, poderia ser uma pessoa adequada e daria conta do recado perfeitamente em Washington”, declarou o chefe de Estado quando questionado por jornalistas acerca dessa eventualidade.

O mandatário frisou que para tal acontecer, Eduardo Bolsonaro, o seu terceiro filho, que assume também o cargo de presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, teria que renunciar ao seu mandato atual de parlamentar para assumir a função de embaixador.

Jair Bolsonaro disse que já equacionou essa possibilidade no passado, tendo em conta a aceitação que essa nomeação teria.

“Já foi pensado no passado, levamos em conta custo e benefício. Como a situação seria compreendida naquele país. Fiquei pensando: imagina se estivesse aqui no Brasil o filho do Macri [Maurício Macri, Presidente da Argentina] como embaixador da Argentina. Obviamente, que o tratamento dado a ele seria diferente de outro embaixador, normal”, afirmou o governante.

Após as declarações de Bolsonaro, o seu filho Eduardo frisou, em entrevista à GloboNews, que vai “cumprir da melhor maneira” a missão que receber do “Presidente”, “onde quer que for”.

“Quero conversar com o ministro Ernesto Araújo [Relações Exteriores] e com o Presidente antes de falar alguma coisa, até porque não recebi nada oficial. Mas a missão que o Presidente me der, eu vou cumprir da melhor maneira, onde for”, frisou o deputado do Partido Social Liberal (PSL), formação política de Jair Bolsonaro.

De acordo com o deputado, o facto de não ter carreira diplomática não será um impedimento para a função.

“Óbvio, não sou diplomata de carreira, não fiz concurso público, mas depende da missão que o Presidente vai passar. Muitas vezes, é até comum que isso aconteça, os países entendem que uma indicação política demonstra um compromisso maior na aproximação da relação entre os países”, acrescentou Eduardo Bolsonaro.

“Acredito que a nomeação ou indicação de uma pessoa tão próxima ao Presidente seria vista com bons olhos pelo lado americano e daria a confiabilidade necessária para que venhamos a desenvolver um trabalho resgatando o crédito do Brasil no exterior”, argumentou o parlamentar em declarações à GloboNews.

A representação do Brasil em Washington, capital norte-americana está sem embaixador desde abril, quando o diplomata Sérgio Amaral, que ocupava o cargo, foi transferido para o escritório do Ministério das Relações Exteriores do Brasil em São Paulo.

Na ocasião, Jair Bolsonaro justificou a mudança com o facto de a sua própria imagem estar a ser criticada no exterior, segundo a imprensa brasileira.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Confinamento ao fim de semana é pouco eficaz, diz estudo

Um novo estudo avaliou as medidas aplicadas em Portugal contra a covid-19, e chegou à conclusão que o impacto da inibição de circulação entre concelhos não é assim tão eficaz. Pelo contrário, optar pelo ensino …

Ação liderada por Ana Gomes reclama indemnização de 400 milhões à Mastercard

Uma associação de defesa de consumidores liderada por Ana Gomes, candidata à Presidência da República, entregou no Tribunal da Concorrência uma ação popular que visa indemnizar todos os consumidores portugueses por práticas lesivas da Mastercard, …

Prémio para profissionais de saúde. Dias de isolamento e doença também contam para receber compensação

O prémio de desempenho para profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que trabalharam no combate à covid-19 na primeira vaga da pandemia foi publicado esta sexta-feira em Diário da República. "O diploma vem …

Injeção no Novo Banco sem Retificativo? Especialistas levantam dúvidas

O Governo diz conseguir fazer a injeção no Novo Banco sem recurso a um Orçamento Retificativo no próximo ano, mas especialistas em finanças públicas consultados pelo ECO duvidam. Tanto António Costa como João Leão dizem que …

Tudo pronto para Marcelo anunciar recandidatura. Mas recolha de assinaturas está a ser dificultada

Marcelo Rebelo de Sousa já tem o discurso escrito e o local escolhido, mas é improvável que o anúncio da recandidatura avance esta semana. De acordo com o Público, Marcelo Rebelo de Sousa está preparado para …

Biden vai pedir aos norte-americanos 100 dias com máscara (e convida Fauci para a sua equipa)

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou esta quinta-feira que vai pedir aos americanos para usarem máscaras faciais durante 100 dias para ajudar a reduzir a disseminação de covid-19 no país. "Vou pedir às …

PSD ataca o Congresso, PCP as Festas Nicolinas. Tudo pelo cumprimento das regras anticovid

Esta quinta-feira, o PSD e o PCP trocaram farpas sobre o cumprimento das regras impostas pela pandemia no Congresso dos comunistas e nas Festas Nicolinas de Guimarães. João Oliveira, líder parlamentar do PCP, defendeu a opção …

"Um péssimo orçamento". Teodora Cardoso arrasa OE2021 e realça "os estragos" que provoca

A antiga presidente do Conselho das Finanças Públicas, Teodora Cardoso, critica duramente o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) aprovado no Parlamento, considerando que é "péssimo" e apontando "os riscos" que acarreta. "Este é, a todos …

Vacina da Moderna confere imunidade de pelo menos três meses

Um novo estudo publicado esta quinta- feira, mostra que a vacina da Moderna contra a covid-19, que recentemente demonstrou ter 94 por cento de eficácia, faz com que o sistema imunológico humano produza anticorpos que …

Ljubomir Stanisic acusado de corromper polícia com garrafas para furar confinamento

O chef Ljubomir Stanisic, um dos empresários da restauração que esteve em greve de fome durante sete dias, está a ser acusado pelo Ministério Público (MP) de ter corrompido um agente da PSP para poder …