/

Bolsonaro contradiz novo ministro da Saúde (e diz que não vale a pena ficar em casa)

3

jeso.carneiro / Flickr

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil

Jair Bolsonaro fez as declarações, minutos depois de Marcelo Queiroga, o seu novo ministro da Saúde, ter pedido à população para usar máscara e manter o distanciamento social durante a Páscoa.

Apesar do esforço de auxiliares do governo e de parlamentares, o Presidente do Brasil continua a seguir na direção contrária às recomendações sanitárias.

Bolsonaro voltou a desvalorizar a pandemia e disse que não adianta ficar em casa, declarações que contrastam com as recomendações feitas pelo atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Segundo o Público, o novo governante participou de uma manifestação conjunta após a primeira reunião do comité de combate à crise do novo coronavírus, criado na quarta-feira passada.

No evento, Queiroga apelou ao uso de máscara e ao distanciamento social durante o feriado de Páscoa, apesar de se dizer ser contra medidas “extremas”.

Poucos minutos depois, no salão ao lado, no segundo andar do Palácio do Planalto, Bolsonaro apareceu para anunciar o calendário da nova rodada do auxílio emergencial e proferiu palavras bastante diferentes.

“Tínhamos e temos dois inimigos, o vírus e o desemprego. É uma realidade. Não é ficando em casa que vamos solucionar este problema”, afirmou o Presidente.

Bolsonaro disse que o Governo não pode continuar a pagar apoios porque “custa para toda a população e pode desequilibrar a nossa economia”.

“Queremos voltar à normalidade o mais rápido possível”, disse o Presidente, que também voltou a falar em medo de “problemas sociais gravíssimos no Brasil”. “Se a pobreza continuar avançando, não sei onde poderemos parar”.

Enquanto isso, em audiência na Câmara, Marcelo Queiroga voltava a defender o distanciamento, contudo mantém-se reticente quanto a um confinamento geral, como tem acontecido em vários países da Europa.

  ZAP //

3 Comments

  1. Para este Cantinflas o “jogo” ainda não terminou. O Brasil ainda pode ultrapassar os EUA e conquistar o título. Brasil em 1°, um sempre…

    • É uma democracia e não uma ditadura.

      Infelizmente o Bolsonaro não pode passar por cima.. Isso pode te ajudar:

      https://m.youtube.com/watch?v=i9EwmjmAVGE

      Dê uma olhada pra entender um pouco.

      Ele resume no 14:32. (Infelizmente por causa disso o único que bolsonaro pôde fazer foi criar o auxilio-emergencial)

      Ministros? Brasil é uma democracia logicamente tem ministros e outros cargos e toda uma “hierarquia”.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE