Bolsonaro admite concorrer a um segundo mandato (e dá nota 10 a Moro)

Marcelo Sayao / EPA

Tomada de posse do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro

No cargo há seis meses, Jair Bolsonaro disse esta quinta-feira: “Meu muito obrigado a quem votou e a quem não votou em mim também. Lá na frente todos votarão, tenho certeza disso”.

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, admitiu esta quinta-feira que poderá concorrer para a reeleição em 2022, se “o povo quiser” e caso o Congresso não aprove “uma boa reforma política”. “Se eles [membros do Congresso] não aprovarem uma boa reforma política e o povo quiser, estamos dispostos a continuar por mais quatro anos”, afirmou o chefe de Estado, numa entrevista, após participar num evento com milhares de evangélicos em São Paulo.

“Se eles aprovarem uma boa reforma política, eu posso renunciar à possibilidade de reeleição”, acrescentou o capitão do Exército na reserva. No feriado do Corpo de Deus, 20 de junho, Bolsonaro disse que “foi Ele quem nos deu a Presidência” e agradeceu a oportunidade “de estar vivo”, numa referência ao atentado de que foi vítima ainda durante a corrida ao Palácio do Planalto.

Bolsonaro, um ex-crítico da possibilidade de reeleição e que na sua campanha eleitoral no ano passado disse que só aspirava a um mandato, admitiu duas vezes a sua intenção de continuar no cargo.

A primeira alusão foi feita durante uma visita a Eldorado, a sua terra natal, na qual, ante centenas de apoiantes que foram recebê-lo, agradeceu aqueles que votaram na eleição presidencial de 2018 e aqueles que votarão “mais tarde”.

Esta é a primeira vez que Bolsonaro admite a sua intenção de tentar um segundo mandato, já que, durante a sua campanha eleitoral no ano passado, chegou mesmo a prometer apresentar um projeto de lei para extinguir a possibilidade de reeleição de um Presidente. “Nesse caso, e se eu for eleito, serei o primeiro a não conseguir aspirar a um segundo mandato”, afirmou Bolsonaro, durante a campanha eleitoral.

Na conferência de imprensa, em São Paulo, o Presidente brasileiro reiterou que assumiu o Brasil com um “estouro financeiro”, mas que está a trabalhar para corrigir a situação, sendo por isso importante a aprovação de uma reforma para corrigir o deficit nas contas públicas do país, fundamental para atrair investimentos privados.

Não há atos de corrupção no meu Governo, não é o Presidente que gera empregos, mas a iniciativa privada, e queremos que os investidores tenham confiança em nós e recuperem os seus investimentos”, afirmou.

Depois de participar na “Marcha para Jesus”, em São Paulo, um dos mais importantes eventos dos evangélicos no Brasil, agradeceu o apoio que teve deste grupo, que na sua opinião foi fundamental para vencer a corrida eleitoral.

O número de evangélicos no Brasil cresceu cerca de 60% na última década, para perto de 42 milhões de fiéis no último censo (2010), em comparação com 123 milhões de católicos, e a participação ativa dos seus pastores na política tornou-se uma força importante no Congresso.

“Nota 10” para Sérgio Moro

Esta quarta-feira, numa audiência de nove horas no Senado, Sérgio Moro admitiu, pela primeira vez, a possibilidade de abandonar o lugar de ministro, caso se confirmem as irregularidades da sua conduta, depois de terem sido tornadas públicas as mensagens que trocou com os procuradores da chamada ‘força-tarefa’ do mega processo de combate à corrupção.

O juiz tem usado como defesa a suposta “ilegalidade” na obtenção das mensagens privadas, além do “sensacionalismo” da investigação. Todavia, no Senado, Moro chegou a argumentar, também, com uma alegada manipulação das mensagens.

Em reação à audiência do seu ministro, Bolsonaro deu “nota dez“. “Subiu no meu conceito. Apesar que ele não poderia crescer mais do que já cresceu. Quando você desconfia do seu marido, o que faz com ele? Eu não estou desconfiado de ninguém”, afirmou o Presidente brasileiro, citado pelo Expresso.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …

"Estavam prontos para bater". Atleta Ricardo dos Santos vai processar polícia londrina

O atleta português Ricardo dos Santos disse na segunda-feira que não demorou mais de 20 segundos a parar o carro, quando lhe foi pedido pelas autoridades em Londres, e garantiu que vai processar a polícia …

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …