Bloco ficou fora do governo de Costa por causa do Tratado Orçamental

José Coelho / Lusa

Catarina Martins, porta-voz nacional do Bloco de de Esquerda, exerce o seu direito de voto para as eleições legislativas.

O secretário-geral do PS garante ter condições para apresentar imediatamente o programa e a composição do Governo e admitiu que o compromisso alcançado com o BE e o PCP não permitiu a integração dos partidos no executivo socialista.

Numa entrevista à revista Visão, António Costa justifica a ausência dos bloquistas e dos comunistas no elenco do possível futuro executivo por si liderado com o grau de compromisso alcançado.

“O compromisso que obtivemos não permite ir mais além, mas estão garantidas condições de estabilidade e governabilidade. É um resultado que nos deixa confortáveis a todos e que não impede evoluções futuras que permitam consolidar e alargar o que construímos agora”, sublinha.

Em entrevista à RTP, esta quarta-feira à noite, Catarina Martins confirmou que o Bloco de Esquerda não aceitou participar no governo socialista porque “o PS só aceitou fazer alterações ao seu programa desde que respeitasse o Tratado Orçamental, excluindo a possibilidade da reestruturação da dívida”.

A porta-voz do BE explicou que esta exigência “impede medidas que para o Bloco de Esquerda são tão essenciais como, por exemplo, responder às 700 mil pessoas que estão em situação de desemprego sem subsídio social de desemprego”.

Catarina Martins acrescentou ainda que “com este constrangimento orçamental não temos margem para isso e, portanto, não chegámos tão longe na convergência política”.

A participação de Catarina no Executivo de Costa poderia acontecer “se tivesse tido as condições políticas”, mas a porta-voz do Bloco sublinha que tal não significa que o acordo alcançado ” seja mais frágil por causa disso”.

Programa e ministros prontos a apresentar

O líder socialista assegura, por seu lado, que está em condições de apresentar no imediato o programa e a lista dos membros do seu governo.

“Temos condições para responder imediatamente, quer com a apresentação do programa de Governo, quer com o elenco governativo“, garante.

António Costa volta a manifestar-se contra a possibilidade de um governo de gestão, no caso de o Presidente da República se recusar a dar-lhe posse no cargo de primeiro-ministro.

Costa diz existir “um grande consenso nacional” relativamente à ideia de que “um governo de gestão seria a pior das soluções para o país”. “Não há nenhum empresário que não diga que essa incerteza é a pior opção. E não há nenhum analista de mercados que não diga o mesmo”, acentua.

O secretário-geral do PS aproveita para sublinhar que “os instrumentos fundamentais de governação, discutidos na Assembleia da República (AR), como sejam os Orçamentos de Estado, terão de ser aprovados ao longo da legislatura”.

Critica ainda a postura da coligação PSD-CDS relativamente ao acordo de governo do PS com o Bloco de Esquerda, o PCP e o PEV.

“Não me passa pela cabeça que este ressabiamento nervoso que a direita apresenta neste momento não lhe passe ao fim de uns meses e que não passe a ter uma postura responsável”, declara.

A formação de um executivo do PS com o apoio parlamentar do BE, PCP e PEV colocou-se após a aprovação, na Assembleia da República, de uma moção de rejeição do programa do XX Governo Constitucional liderado por Pedro Passos Coelho.

A moção de rejeição do PS foi aprovada na terça-feira com 123 votos favoráveis de socialistas, BE, PCP, PEV e PAN, o que implica a demissão do executivo PSD/CDS-PP.

Esta moção teve 107 votos contra provenientes das bancadas do PSD e do CDS-PP.

A rejeição do Programa do Governo exige o voto de uma maioria absoluta dos deputados em efetividade de funções, ou seja, pelo menos 116 parlamentares e, segundo o artigo 195º da Constituição, implica a demissão do executivo, que se manterá em gestão até à posse de um novo Governo.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Devo ser muito burra porque não consigo entender como é que um governo de ps (que só por acaso perdeu as eleições ) Consegue ser mais seguro do que a coligação (que só por acaso ganhou as eleições) sozinho. Tendo assim ainda menos deputados que a coligação. Não será por acaso como se estivesse a tentar governar com um governo de gestão ???!!!

    • Não deve ser burrice já que a frase está bem construida… 🙂 a pergunta que devia pôr é como é que 126 deputados dão maior segurança do que 104, mas aí a resposta era obvia e era contrária às conclusões que quer tirar…

    • Olá Sónia até compreendo o que diz mas também pode-me dizer o que ganhou nestes 4 anos, eu pessoalmente ganhei desemprego e uma vida bem pior daquela que tinha, e tanto sacrifício para que eu no inicio até acreditei que o Pais poderia chegar a algum lado mas infelizmente assim não foi pois fiquei sem trabalho e tão pouco esperança que rapidamente melhore, o maior problema aqui é que a divida do Pais na realidade aumentou e nestes últimos anos com isso + desemprego+destruição+corrupção+de tudo o que é mau por isso a minha pergunta final.
      De que valeu tamanhos sacrifícios de quem trabalha no duro se o Pais se encontra pior ?

  2. Não digo que é melhor ou pior uma vez que todos os governos são por tentativas mas também já não chegaríamos a lado nenhum com o actual a tentar uma politica só de austeridade para agradar a Europa e entalando o povo que trabalha e não teve culpa de Portugal chegar onde chegou por más governações desde o 25 Abril, sim porque nessa altura pelo menos os cofres estavam cheios e havia muitas fabricas e trabalho.

    • E dai é como já referi mais 975 milhões ou menos 975 milhões para o comum dos trabalhadores é sempre igual, nem que o estado de repente ganhasse mil e um milhões o povo nunca vê nada desse dinheiro, qual a parte que o povo ainda não entendeu, andaram a poupar alias a roubar dinheiro aos reformados e aos trabalhadores e para que se ao fim de 4 anos ainda estamos pior ou dúvida ?
      É que se dúvida deve viver noutro Pais que não Portugal e não sou do PS ou de outro partido a esquerda, todos os gastos com o estado subiram e não foi para pagarem mais por exemplo a quem varre ruas pois a esses também tiraram ordenado,como disse anteriormente só quando acabarem a mama dos partidos a que o Pais pode melhorar ou também duvida disto que digo ?

    • Sabe quanto este governo gastou em carros novos em 2014? 360 milhões…. E depois não sabem onde o PS pode ir buscar a compensação para o dinheiro que se destina a aliviar a vida das pessoas… E os portugueses continuam a votar no mesmo? Devem ser sádicos…

  3. Vamos só supor o PSD continuava no governo com a mesma austeridade não gastava estes 975 milhões e até poderia receber de alguém que doasse mais 975 milhões ,ou seja aqui ficaria com 1.950 Milhões, AGORA SEJA SINCERA ACHA QUE PARA O PRÓXIMO ANO TERÍAMOS O PAIS EM MELHORES CONDIÇÕES ?
    Até poderiam ter mais dinheiro ou este desaparecia na fumaça ,mas o PAIS continuava cada vez mais aumentar o desemprego pois se não se investe nesta situação uma das duas ou passa a haver só pobres e ricos ou o PAIS MORRE .
    Se os trabalhadores não tiverem dinheiro de sobra também não existira economia e isso ficou provado nestes quatro anos onde só conseguiram dinheiro a roubar directamente nos ordenados de quem trabalha mas mesmo os patrões deviam ver isto como mau pois se a classe media não tiver alguma folga também não lhes compram as coisas.
    Todos os negócios de lojas de rua praticamente fecharam ficando apenas as grandes superfícies porque o que perdem vão ganhar em regalias indo buscar pessoas ao fundo de desemprego.
    Realmente acho que o Povo está mesmo adormecido em relação a realidade

  4. O dinheiro não evapora, portugal Espanha França Itália Grécia e tantos outros
    países incluindo América colocada em risco.
    pergunto?
    para onde foi o dinheiro
    só não se ouve dizer nada da suíça será que foi lá parar todo ou parte dele,
    eu sou leigo na Politica, no dinheiro nem gosto de falar, só quero ter o suficiente
    para o dia, o ditado dita tudo que é demais é erro, eu não quero errar.
    Se me permitem, a minha modesta opinião, tudo isto é derivado a ganancia
    mas é apenas opinião de resto vale o que vale.

    A. B.

    • Uma opinião que respeito imenso pois eu também me revejo nisso, como pessoa de trabalho apenas preciso para poder viver sem problemas financeiros e o resto é paisagem pois vamos todos parar ao mesmo sitio e ninguém o leva, e claro o maior mal do Mundo actual é mesmo a ganancia e é por essa que estamos tanto em Portugal como no resto do Mundo assim.
      Actualmente alguém abre um negocio e quer logo ser rico, alguém sai da universidade e quer logo ganhar para cima de 5.000 euros, alguém entra para o governo e sai ao fim de 4 anos com uma riqueza que antes não tinha, patrões das multinacionais ficam ricos a custa da segurança social ao empregarem apenas pessoas que vão buscar ao fundo de desemprego ou primeiro emprego, e tudo só porque querem ter mais que o vizinho do lado, simples e bem dito GANANCIA É MESMO A PALAVRA LEI ACTUAL DO MUNDO.

  5. Pois tenho lido muitas asneiras ultimamente,mas pensem bem se este Costa tem uma soluçāo para o pais,porque nāo a meteu em pratica quando era o N°2 no governo anterior,que nos arruinou…Pois muitos ficaram desempregados nestes ultimos 4 anos,mas eu fiquei no governo do PS e tive de emigrar e andar aos caidos de lado em lado,graças ao governo PS.Mas nestes ultimos 4 anos houve alguma melhoria e isso vê melhor uma pessoa que está fora do Pais e vem de vez em quando cá,pois á 4 anos atrás os hipermercados estavam vazios mas estes ultimos 2 anos estāo sempre cheios.Pergunta qual é a diferença????mais nivel de vida claro.
    Este homem se é governo ficamos outra vez no caminho da penuria.E mais uma mudança ao juiz caso marquês e tudo inocente e os portugueses a pagar mais uma ideminizaçāo……

RESPONDER

Milhares de aves encontradas mortas junto a lago na Índia. Desconhecem-se ainda as razões

No passado domingo, 2.400 pássaros - incluindo 20 espécies migratórias - foram encontrados mortos perto do Sambhar Salt Lake, na Índia. Os locais alertaram as autoridades florestais, que esperam os resultados das análises para determinar …

João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana

O internacional português João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana e pode mesmo vir a ser opção do Atlético de Madrid para o jogo frente ao Granada, marcado para o próximo dia 23 …

Vítimas do franquismo pedem investigação à origem das jóias que a família Franco vai leiloar

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica (ARMH), que inclui familiares das vítimas do franquismo, pediu ao Governo espanhol que investigue a origem das jóias que a família Franco vai leiloar. De acordo com …

"Sem dúvida". Montenegro diz que era capaz de derrotar Costa

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que é agora candidato à liderança do partido, afirmou, em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, que era capaz de derrotar António Costa.  "Acho que era …

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …