Biden aprova medidas para reunificação de menores migrantes com as famílias

patquinnforillinois / Flickr

Joe Biden, Presidente dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai ordenar hoje a constituição de um grupo de trabalho sobre reunificação de menores que foram separados dos pais após cruzarem a fronteira do México.

A separação de famílias tinha sido imposta pela anterior administração de Donald Trump.

Esta primeira iniciativa faz parte de um pacote de ordens executivas sobre imigração que Biden vai assinar hoje na Casa Branca e pretendem inverter o legado de Trump sobre a matéria.

Joe Biden “deixou claro que é uma prioridade inverter as políticas migratórias do governo de Trump que separaram milhares de famílias na fronteira”, disse uma alta funcionária da Casa Branca numa conferência de imprensa telefónica.

O grupo vai trabalhar com os países aliados do continente americano para encontrar os países dos menores que ainda se encontram sob custódia do governo.

Apesar de não existir um número exato sobre o número de menores separados pelo governo de Trump sob a estratégia “tolerância zero”, estima-se que podem ser cerca de mil.

De acordo com um documento judicial de dezembro, 628 menores continuavam separados, dos quais 333 tinham os progenitores nos Estados Unidos e 295 nos países de origem.

Biden vai assinar uma segunda ordem executiva sobre a gestão da migração na fronteira, tendo definido a política de Trump como “caótica, cruel e confusa”.

Entre outras medidas, a ordem executiva tem como objetivo “restabelecer o sistema de asilo”, criando vias para que os requerentes da América central possam entrar nos Estados Unidos.

Além do mais, o presidente ordenou ao Departamento de Segurança Nacional (DHS) para rever o programa “Permaneçam no México”, que Biden pretende suspender.

Finalmente, a terceira ordem executiva procura modificar totalmente todas as medidas recentes aprovadas pelo governo de Trump que estabeleceram “barreiras” ao sistema legal de imigração, como as penalizações pelo uso de “benefícios públicos”.

“O governo anterior promulgou centenas de políticas que contrariam a nossa hist​​​​​​ória e atingem o caráter dos Estados Unidos como terra aberta e de acolhimento”, disse a funcionária.

As ordens executivas sobre imigração juntam-se a outras aprovadas por Biden no primeiro dia após ter tomado posse como chefe de Estado, entre as quais ordenou suspender a construção do muro fronteiriço com o México, levantar o veto aos migrantes de países de maioria muçulmana e blindou o programa DACA que outorga autorizações de trabalho e residência a 650 mil jovens indocumentados.

Entretanto, altos responsáveis da administração disseram à France-Presse que o​​​​​​ presidente dos Estados Unidos, Joe Biden vai ordenar à administração para facilitar a naturalização de nove milhões de migrantes com a cidadania norte-americana.

Esta medida pode também vir a ser incluída nas medidas que Joe Biden vai assinar hoje na Casa Branca.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …