Bentz pede desculpa e diz que história do assalto foi culpa de Lochte

Patrick B. Kraemer / EPA

O nadador norte-americano Ryan Lochte

O nadador norte-americano Ryan Lochte

O nadador norte-americano pediu desculpas pela história do falso assalto mas insiste que tudo começou por causa de Ryan Lochte.

Gunnar Bentz, um dos quatro nadadores norte-americanos implicados no falso assalto no Rio de Janeiro, já pediu desculpas pelo sucedido mas acusou Ryan Lochte de ser o principal culpado deste escândalo.

“Lamento que esta situação tenha desviado a atenção dos Jogos Olímpicos, que foram incrivelmente bem organizados pelo Brasil e pelos seus cidadãos”, afirmou o atleta da delegação dos EUA num comunicado divulgado pela Universidade de Georgia, onde estuda e compete.

O pedido de desculpas acontece um dia depois de Lochte ter também lamentado por ter mentido às autoridades brasileiras.

Os quatro atletas envolveram-se numa discussão com seguranças de uma gasolineira, tendo posteriormente denunciado um incidente como um assalto à mão armada.

Bentz, de 20 anos, assegura que no meio da confusão foi uma “testemunha e não suspeito” e que tudo começou porque o rival de Phelps “atirou ao chão um painel publicitário”.

Quando os seguranças se terão apercebido da confusão, exigiram aos atletas que pagassem pelos estragos mas estes ignoraram.

Foi então que os vigilantes do posto de combustível pegaram nas suas armas para parar os atletas.

Segundo relata Bentz, Lochte “começou a gritar” e “teve uma grande discussão”, no entanto, “sem qualquer contacto físico”.

O incidente acabou por resolver-se quando os quatro atletas deram tudo o que tinham, “cerca de 50 dólares”, para pagar o que tinham estragado.

Entretanto, o Comité Olímpico Internacional anunciou hoje a abertura de um inquérito disciplinar aos quatro nadadores norte-americanos.

ZAP / RT

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Tiveram muita sorte, porque os vigilantes não dispararam, se fosse nos USA, teriam regressado na horizontal, já que os americanos disparam primeiro e perguntam depois.

RESPONDER

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …