Benfica vai processar ex-eurodeputada Ana Gomes

European Committee of the Regions / Flickr

Ana Gomes, ex-eurodeputada do Partido Socialista

O Benfica anunciou, esta sexta-feira, que vai processar a ex-eurodeputada socialista pelo comentário feito sobre a transferência milionária de João Félix para o Atlético de Madrid.

Em causa está a resposta de Ana Gomes a um tweet, no passado dia 27 de junho, no qual a ex-eurodeputada questiona se a transferência de João Félix para o Atlético de Madrid não se trataria de um “negócio de lavandaria”.

“A sua declaração foi objeto de significativa repercussão na imprensa nacional e estrangeira, gerando enorme indignação no Sport Lisboa e Benfica, nos membros dos seus órgãos sociais, sócios e adeptos”, declarou o clube numa nota publicada no seu site.

O Benfica considera que “a declaração em causa não configura um caso de mero exercício da liberdade de expressão e que, pelo contrário, tem o exclusivo propósito de denegrir o nome do Benfica e dos membros dos seus órgãos sociais”.

Por isso, justificam os encarnados, o clube “tem o dever, perante os seus sócios e adeptos, de solicitar, desta vez, a apreciação desta questão pelos órgãos constitucionalmente competentes para o efeito, os Tribunais, o que fará pela instauração de um processo através dos seus advogados”.

Esta quinta-feira, Ana Gomes apelou à investigação das transferências no futebol português e enviou a várias entidades nacionais e europeias documentação do Football Leaks que “exemplifica esquemas de triangulação e de bridge transfer“.

A carta enviada às entidades apela à investigação às transferências dos clubes portugueses por eventuais crimes “de fraude e evasão fiscal e branqueamento de capitais” e considera que algumas destas transferências envolvem “somas faraónicas”.

“A carta que ontem enviei às autoridades portuguesas, remetendo a enviada a instâncias europeias, alertando para riscos de evasão fiscal e branqueamento em contratos bridge transfer entre clubes de futebol. Não podem pretender não saber“, alertou a socialista num tweet publicado ontem.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Vamos lá a ver, uma pergunta não é uma declaração. Uma declaração tem valor de verdade e por isso pode ser verdadeira ou falsa. Uma questão não é verdadeira nem falsa, é uma questão apenas. Precisa de ser respondida para poder ser verdadeira ou falsa. Perguntar se o João Félix tem vinte anos não é o mesmo que afirmar que João Félix tem vinte anos. Ora Ana Gomes não responde, apenas levanta uma questão, não afirma que o negócio João Félix foi um negócio de lavandaria. A questão deixa em aberto essa possibilidade, de facto, mas não invalida a possibilidade contrária, isto é, falta-lhe a assertividade de uma afirmação ou declaração; não afirma, pergunta. Por isso, a acusação do Benfica de que Ana Gomes terá declarado que a transferência de João Félix foi um negócio de lavandaria é, pelo menos, destituída de sentido lógico.

RESPONDER

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …