Bem vindo ao futuro, Marty McFly!

Dia 21 de outubro de 2015, deveria ser um dia normal. O que acontece é que este dia, por coincidência, é o dia em que Doc e Marty McFly, personagens fictícias no filme “Regresso ao Futuro 2” tinham escolhido para visitar… em 1989.

21 de outubro de 2015 às 16h29. É exactamente essa a data e hora que aparece no painel do DeLorean no filme “Regresso ao Futuro 2”, no qual as personagens de Marty McFly e Doc Emmett Brown acabam por calhar.

O filme, produzido em 1989, é a sequela do aclamado “Regresso ao Futuro” de 1985. A saga deu-se por completa com o lançamento do último volume, no ano seguinte. A trilogia muito aclamada foi realizada por Robert Zemeckis e foi inclusivamente premiada com um Óscar, para o primeiro filme.

As personagens principais de Marty McFly e do Dr. Emmett Brown, interpretados por Michael J. Fox e Christopher Lloyd, viajam pelo tempo num DeLorean, um carro adaptado por “Doc” para o efeito. Aí, metem-se em aventuras para tentar regressar ao seu próprio presente sem prejudicar nada.

A icónica trilogia está gravada na memória de todos e, por isso, despertou-se esta quarta-feira, na chegada do mítico dia, uma enorme onda de saudosismo. Um pouco por todo o lado veem-se tributos e referências a este dia.

A parte mais interessante é analisar a forma como o futuro era visto pelos criadores da trilogia em 1989. Como era de esperar, o futuro é bem diferente daquilo que Zemeckis e os seus escritores tinham pensado.

Mesmo assim, por mais estranho que possa parecer, também houve bastantes aspetos em que o filme conseguiu acertar. Destas, destacam-se a capacidade de videochamada, assim como a existência de filmes em 3D.

Além dessas, também há semelhanças com aspetos do filme que, embora não sejam completamente idênticas, são bastante parecidas, como a presença de tablets – presentes para assinar uma petição no filme – os drones, que não são automatados ou os “óculos telefónicos” usados por Marlene McFly no filme, que são parecidos com os Google Glass.

Mas é verdade que há outras coisas que também simplesmente não estão presentes no nosso dia-a-dia: os “hoverboards” (pranchas flutuantes) ou os “humidificadores” de comida que, embora já existam na realidade, não funcionam como no filme e se encontram ainda assim em desenvolvimento. A Nike está também a tentar desenvolver sapatilhas com atacadores automáticos iguais aos demonstrados no filme.

Apesar disso, um pouco por todo o mundo, as pessoas – e as marcas – estão a celebrar a ocasião e recordar com carinho o filme lançado há 26 anos. O jornal americano “USA Today”, por exemplo, lançou esta quarta-feira como capa uma igual à versão que pode ser vista no filme, tendo inclusive a mesma notícia de destaque.

Já a aclamada sala de espetáculos Radio City Hall também preparou dois dias de concertos da banda sonora do filme. A Pepsi  também contribuiu ao lançar uma garrafa de edição limitada igual à que estava representada nesse filme. O próprio Facebook destaca a curiosidade do dia na caixa de texto disponível para criar um post.

JPN

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …

Macaulay Culkin, o Kevin de "Sozinho em Casa", apela para que participação de Trump no filme seja retirada

A estrela do filme "Sozinho em Casa", Macaulay Culkin, fez comentários nas redes sociais onde apelou a que a participação especial de Donald Trump no filme seja removida digitalmente e substituída por uma versão mais …