Casos de “bebés roubados” durante décadas em Espanha vão ser investigados

O Ministério Público espanhol vai investigar os presumíveis casos de roubo de quase 60 bebés ocorridos entre 1952 e 1987 em Espanha, na sequência de uma denúncia coletiva feita recentemente por várias associações de vítimas, foi esta terça-feira divulgado.

O procurador-chefe do Secretariado Técnico do Ministério Público espanhol, Álvaro Ortiz, enviou uma carta à porta-voz da Plataforma Fórum Internacional de Vítimas de Desaparecimentos Infantis Forçados, Maria Mercedes Bueno, a informar que as autoridades espanholas irão investigar estes eventuais casos, segundo avançou a agência EFE.

Na missiva, datada de 4 de janeiro, Álvaro Ortiz comprometeu-se a dar início a um “processo de coordenação para o acompanhamento centralizado de todas as ações realizadas e da análise conjunta das informações”, com o objetivo de “apurar o alcance e a relevância criminal dos factos recolhidos na denúncia”.

O representante indicou que este processo pretende “manter uma coordenação necessária” e “unificar as ações do Ministério Público em todo o país”.

Várias associações de vítimas apresentaram no passado dia 19 de novembro junto do Ministério Público espanhol uma denúncia conjunta para que fossem investigados 58 alegados casos de roubo e sequestro de recém-nascidos ocorridos em várias comunidades espanholas entre 1952 e 1987.

Ao longo dos anos, muitos destes casos foram denunciados a outros órgãos e entidades competentes, mas sem qualquer resultado ou desenvolvimento.

No documento apresentado em novembro passado, as várias associações denunciaram que estes 58 casos envolvem, por exemplo, crimes de violência de género, de alteração de filiação ou de desaparecimento forçado de crianças.

Ainda no âmbito destes presumíveis casos, as associações de vítimas denunciaram crimes contra a humanidade, falsificação de documentos e partos simulados, bem como destacaram a violação dos direitos da mulher com base em tratados e convenções internacionais assinados por Espanha.

Na mesma carta, Álvaro Ortiz expressou “o especial compromisso” do Ministério Público em “dar respostas a todas as mães, filhos e famílias que suspeitam terem sido vítimas” de um alegado caso de roubo ou sequestro, realçando, porém, “as evidentes” dificuldades associadas a este tipo de investigação.

Como tal, frisou o representante, é necessária uma “investigação completa, eficaz e eficiente” de todos os casos, incluindo daqueles que já foram posteriormente investigados e que poderão ser reabertos caso sejam descobertos “novos indícios”.

As associações que avançaram com a denúncia coletiva saudaram, entretanto, a decisão do Ministério Público espanhol, manifestando uma esperança que “desta vez uma investigação completa seja realizada”.

“Esta decisão representa um grande avanço para as vítimas”, disse o diretor da Fundação Internacional Baltasar Garzón (FIBGAR), Rodrigo Lledó, citado pela EFE.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão nas Canárias em erupção e destrói casas. Cinzas podem chegar à Madeira

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou este domingo em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. A …

Cientistas queriam estudar a propagação das borboletas, mas criaram uma matriosca de parasitas

Objetivo dos cientistas era perceber, através da introdução da espécie de borboletas Glanville fritillary qual o seu poder de dispersão numa ilha finlandesa. No entanto, acabaram com um retrato alarmante para todos os investigadores que …

Marcelo encontra-se em Nova Iorque com Presidentes das Maldivas e Peru

O Presidente da República tem agendados encontros bilaterais com cinco chefes de Estado, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), entre os quais os presidentes das Maldivas e …

Erupção do Fagradalsfjall dura há seis meses. É a mais longa na Islândia em 60 anos

A erupção vulcânica perto de Reykjavik se tornou a mais longa da história da Islândia desde 1960, marcando seis meses de expulsão de gás, pedra e lava no domingo (18). Milhares de espectadores ficaram maravilhados com …

Cientistas foram à procura de matéria escura e acabaram por encontrar energia escura

Uma equipa de cientistas foi à procura de matéria escura e pode ter encontrado energia escura em vez disso. Os investigadores querem ter a certeza que não foi uma casualidade. A energia escura é uma forma …

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …