Beber álcool não afeta a eficácia da vacina contra a covid-19 (mas é preciso ter moderação)

Depois de um longo ano e de muita expectativa, ser vacinado contra a covid-19 pode ser motivo de comemoração, o que para muitos pode significar beber uma bebida e brindar à imunidade recém-adquirida. Mas será que o álcool pode interferir na resposta imunológica?

Para já, não há evidências de que beber um ou dois copos de álcool possa reduzir a eficácia de qualquer uma das vacinas contra a covid-19.

Alguns estudos descobriram que o consumo a longo prazo de pequenas ou moderadas quantidades de álcool pode até beneficiar o sistema imunológico ao reduzir a inflamação.



Por outro lado, vários especialistas afirmam que o consumo excessivo de álcool, principalmente a longo prazo, pode suprimir o sistema imunológico e potencialmente interferir na resposta à vacina.

“Se a pessoa bebe moderadamente, não há risco de consumir álcool na altura em que vai tomar a vacina”, disse Ilhem Messaoudi, diretor do Centro de Pesquisa de Vírus da Universidade da Califórnia, que conduziu pesquisas sobre os efeitos de álcool na resposta imune.

Contudo, o investigador alerta: “é preciso estar ciente do que realmente significa beber com moderação. É perigoso beber grandes quantidades de álcool porque os efeitos em todos os sistemas biológicos, incluindo o sistema imunológico, são bastante graves e ocorrem com bastante rapidez quando se sai dessa zona moderada”.

O consumo moderado de álcool é geralmente definido como não mais do que dois copos por dia para homens e um copo por dia para mulheres, enquanto o consumo excessivo de álcool é definido como quatro ou mais copos de álcool por dia em ambos os sexos.

O The New York Times recorda que uma bebida padrão são 148 mililitros de vinho, 44 ​​mililitros de bebidas destiladas ou 355 mililitros de cerveja.

Tendo em conta os vários estudos feitos neste âmbito, uma coisa que fica clara é que o consumo excessivo de álcool prejudica a resposta imunológica e aumenta a suscetibilidade a infeções bacterianas e virais.

Isto impede que as células do sistema imunológico se movam para os locais de infeção e realizem as suas funções, como destruir vírus, bactérias e células infetadas, tornando mais fácil para os patogénicos invadirem as células e causar uma série de outros problemas.

Outro motivo para moderar o consumo de álcool é que beber excessivamente pode causar ressaca e essa condição pode amplificar os efeitos colaterais que a vacina pode ter, tal como a febre, mal-estar ou dores no corpo.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Grande novidade… Já assim diziam os antepassados no que respeita ao tratamento das gripes: “Abifa-te, avinha-te e abafa-te!!”

RESPONDER

40 mortos em manifestações contra Governo na Colômbia. Presidente anuncia investigação a abusos policiais

Mais de 40 pessoas morreram nas manifestações contra o governo da Colômbia que começaram há duas semanas, segundo a organização não-governamental (ONG) Temblores. Em relatório divulgado na terça-feira, a ONG colombiana contabiliza pelo menos 40 mortes …

Netanyahu avisa: Hamas "vai receber ataques que não espera"

A escalada de violência continua em Israel e nos territórios palestinianos ocupados e já há vítimas mortais dos dois lados. O Conselho de Segurança das Nações Unidas volta a reunir-se de emergência esta quarta-feira. As forças …

Pela primeira vez, Governo admite que aplicação Stayway Covid não funcionou

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, um dos primeiros governantes a ver o protótipo da aplicação de rastreio de casos de covid-19, admitiu que a StayAway Covid não funcionou. Segundo Manuel Heitor, …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: Sporting campeão (Boavista é o próximo)

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/sporting-1-0-boavista-o-musical Sei que esta música já foi incluída neste espaço radiofónico. A versão foi outra mas a música era a mesma. Abriu a emissão sobre o FC Porto-Benfica, em janeiro deste ano. Porque esses eram os …

Entidade para a Transparência. Governo quer que o processo seja célere, mas leva atraso de 2 anos

O Governo quer celeridade no processo de criação e instalação da Entidade para a Transparência, um organismo que já foi aprovado há dois anos. Numa audição na Comissão da Transparência, sobre a criação e instalação da …

Jogos da última jornada da Liga NOS vão ter adeptos nas bancadas

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta quarta-feira, que os jogos da última jornada da I Liga vão poder ter público nas bancadas. "Os jogos da última jornada da Liga NOS vão ter público nas …

"Mudou radicalmente". Diretor da PJ diz que Rui Pinto está a colaborar com a Justiça

O diretor nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, enfatizou esta quarta-feira a importância da colaboração estabelecida com Rui Pinto e sublinhou que o principal arguido do processo Football Leaks "mudou radicalmente" de atitude há …

Pessoas sem-abrigo vão poder indicar autarquias como morada

Os portugueses sem endereço postal físico vão poder indicar a morada de uma autarquia, de um serviço local da Segurança Social ou de uma associação da sociedade civil sem fins lucrativos quando fazem o cartão …

Marcelo sobre festejos do Sporting: "Quem deve prevenir não conseguiu prevenir"

O Presidente da República defendeu, esta quarta-feira, que "quem deve prevenir" aglomerados de pessoas como os dos festejos do Sporting, em Lisboa, "não conseguiu prevenir", esperando que tal "não tenha custos" para a saúde pública …

Em 2040, reformas vão cair para metade em Portugal

A Comissão Europeia prevê que, até 2040, os pensionistas passem a viver com pouco mais de metade do salário que tinham. Discrepância entre os últimos rendimentos do trabalho e as pensões de reforma dos portugueses …