Caso do bebé sem rosto. Médico suspenso não viu que menina tinha duas vaginas, um rim e espinha bífida

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos suspendeu preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu, em Setúbal, com malformações graves. Entretanto, surgem novos dados sobre suspeitas atribuídas ao médico noutros casos e o Bastonário pede “urgência” para avaliar estas situações.

O caso do bebé de Setúbal que nasceu sem rosto e sem parte do crânio é “complexo” e “grave”, mas que não é a norma, alerta o bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, em declarações à TSF. “Não podemos confundir a árvore com a floresta”, salienta.

Todavia, Miguel Guimarães admite que há lapsos neste caso do obstetra que tem vários processos contra si, devido ao mesmo tipo de suspeitas. O Bastonário pede mesmo que seja implementado “uma espécie de Plano Marshall” para “recuperar todos os casos pendentes” no Conselho Disciplinar da OM para que estes casos sejam “rapidamente avaliados” e as pessoas envolvidas sejam “julgadas” e as devidas “penas aplicadas”.

As palavras de Miguel Guimarães visam directamente o Conselho Disciplinar da Região Sul da OM que tem vários processos pendentes contra o obstetra. Terá sido, aliás, por insistência do Bastonário que o órgão disciplinar se reuniu de urgência, nesta semana, acabando por suspender preventivamente o médico Artur Carvalho.

“Indícios muito fortes” de que cometeu “infracções”

A suspensão foi confirmada à Lusa por fonte oficial da OM, após reunião realizada em Lisboa. O Conselho Disciplinar do Sul da OM justifica a decisão com a “gravidade das infracções imputadas ao médico” que é arguido em vários processos e aos “indícios muito fortes de que efectivamente as cometeu”.

A OM constata ainda o “desprestígio” que a conduta do médico implica para a profissão “ao pôr em causa a confiança na qualidade dos serviços médicos obstétricos prestados em Portugal”.

“Tendo também em consideração o risco da continuação por parte do médico arguido da sua conduta, foi deliberada pelo Conselho Disciplinar Regional do Sul a suspensão preventiva”, acrescenta o comunicado, salientando que o processo disciplinar foi instaurado com a concordância de todos os membros do órgão disciplinar.

O Conselho Disciplinar Regional do Sul adianta ainda que, após a análise feita aos vários processos pendentes contra o médico, “existem fortes indícios de que as queixas poderão ter fundamento, sendo de realçar que não constam dos autos dos processos quaisquer respostas do arguido que possam contrariar tal convicção”.

A posição da OM surge no seguimento da gravidade das acusações contra o obstetra que, nas ecografias realizadas numa clínica de Setúbal, não detectou malformações graves no rosto e no crânio de um bebé que nasceu a 7 de Outubro no Hospital São Bernardo.

Malformações genitais, espinha bífida e só um rim

Além deste caso do bebé de Setúbal que nasceu sem rosto, o obstetra está também implicado num caso de uma bebé que nasceu com duas vaginas, dois retos, dois úteros, espinha bífida e só um rim, como relata o Observador.

A menina “já vai para a sexta cirurgia”, constata a publicação sobre mais um dos casos que implica o obstetra Artur Carvalho.

O médico também já respondeu por acusações após um parto que culminou com a morte de um bebé com seis meses de vida. Acabou ilibado das acusações, conforme avança o Público.

“A justiça ilibou-o duplamente de responsabilidades, primeiro a nível criminal e depois no tribunal cível”, aponta o diário.

Este caso reporta a uma gravidez de alto risco de uma mulher de 38 anos que deu entrada no Hospital de Setúbal, em Maio de 2007, com problemas de hipertensão.

A grávida ficou internada e foi-lhe induzido o parto, mas não tendo ainda dilatação suficiente para a criança nascer, acabou por ficar várias horas no serviço de urgência, durante o turno do obstetra.

Dêem-lhe chazinho, bolachas e um comprimido para as dores, que amanhã a médica dela resolve”, terá dito o médico aos enfermeiros perante as queixas de dores fortes e os apelos para que lhe fizessem uma cesariana.

Foi um enfermeiro que, por volta das 3 da madrugada, após cerca de 4 horas em trabalho de parto, detectou que o feto não apresentava batimentos cardíacos.

Perante a situação, teve de ser realizada uma cesariana de urgência. “A criança nasceu inanimada e com graves problemas de saúde por ter ficado asfixiada dentro da barriga da mãe”, aponta o Público.

Em declarações ao jornal, a grávida lamenta que “o médico ainda apareceu a dizer no final da cesariana: ‘Conseguimos salvar-lhe o útero’“.

O bebé acabou por morrer ao fim de seis meses de vida.

Apesar da queixa-crime apresentada contra o médico, o processo nunca chegou a tribunal “por falta de indícios suficientes da prática de crime”, refere o Público. No tribunal cível, o médico foi absolvido em 2017, depois de o colégio de obstetrícia da OM ter considerado que ele seguiu a “terapêutica correcta e adequada” para “a sobrevivência” de mãe e bebé, embora com “sequelas graves” para este.

Quanto ao caso que actualmente é notícia, o Conselho Disciplinar Regional do Sul da OM refere que “foram já desenvolvidas as diligências instrutórias necessárias” para ouvir os “esclarecimentos por parte do médico arguido” e para obter “todos os registos clínicos”, nomeadamente os “originais das ecografias obstétricas” e os “demais exames complementares de diagnósticos relativos à assistência médica prestada durante a gravidez e no pós-parto”.

Entretanto, o Conselho Disciplinar acrescenta que o relator dos vários processos que implicam o obstetra, um dos quais já tem mais de cinco anos, fez “uma exposição detalhada sobre cada um deles” e informou sobre “as diligências instrutórias adicionais que, entretanto, ordenou”, mas sem avançar o que se seguirá, nem esclarecer a demora das conclusões.

Entretanto, a Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS) decidiu não abrir um inquérito autónomo ao caso, anunciando que acompanha o inquérito instaurado pelo Centro Hospitalar de Setúbal.

O Ministério Público já abriu um inquérito, no seguimento de uma queixa apresentada pela mãe.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pirlo tem plano para gerir cansaço de Cristiano Ronaldo

O novo treinador da Juventus, Andrea Pirlo, tem um plano para gerir a forma física de Cristiano Ronaldo ao longo da temporada. O internacional português tem 35 anos e cumpre a sua 19.ª temporada como …

Entre lágrimas e após três tentativas, lista dirigente de Ventura foi aprovada

O presidente do Chega conseguiu, este domingo, à terceira tentativa, a maioria de dois terços dos votos exigida para eleger a sua direção na II Convenção Nacional, em Évora. Apenas às 20h02 foram proclamados os resultados …

Marcelo é o único que resiste ao desgaste da pandemia. Governo e oposição em queda

O único que está a conseguir resistir ao desgaste político provocado pela pandemia de covid-19 é o Presidente da República, numa altura em que o PS e o PSD surgem em queda nas intenções de …

Três camisolas e uma vitória histórica. Tadej Pogacar é o vencedor do Tour

O ciclista esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) venceu a 107.ª Volta a França, ao cortar a meta, nos Campos Elísios, integrado no pelotão, no final da 21.ª e última etapa conquistada pelo irlandês Sam Bennett …

Afinal, os vikings não eram loiros nem tinham olhos azuis (e também não eram da Escandinávia)

Um estudo revelou que os Vikings afinal não eram loiros nem provenientes da Escandinávia. O estudo, realizado através da análise de ADN, conclui ainda que indivíduos que não eram vikings foram enterrados como tal. Normalmente, a …

Emmys 2020: "Succession" é a série do ano, "Schitt’s Creek" e "Watchmen" em destaque

A segunda temporada de “Succession”, da HBO, venceu esta madrugada o prémio de Melhor Série Dramática na 72.ª cerimónia dos prémios Emmy, que decorreu em Los Angeles, EUA, sem público por causa da pandemia. Centrada em …

Aulas do 1.º ciclo em escola de Lisboa suspensas. Escola em Viseu fecha portas

As aulas do 1.º ciclo na escola pública das Laranjeiras, em Lisboa, foram suspensas, devido à falta de funcionários em número suficiente, já que um destes testou positivo para a covid-19. De acordo com o Agrupamento …

PCP de "espírito aberto" para conversações sobre OE, mas recusa "chantagens"

O PCP encara as conversações sobre o Orçamento do Estado de 2021 com “espírito aberto”, sem “linhas vermelhas ou azuis”, mas recusa “chantagens” e “pressões” do primeiro-ministro, disse este domingo o secretário-geral dos comunistas. Numa conferência …

Os dinossauros conquistaram o mundo após uma extinção em massa na Terra

Uma equipa internacional de cientistas identificou um evento anteriormente desconhecido de extinção massiva da vida na Terra que ocorreu há 223 milhões de anos e desencadeou a conquista do mundo pelos dinossauros. O estudo liderado por …

FinCEN Files. Isabel dos Santos e marido envolvidos em investigação aos maiores bancos mundiais

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo estão entre os clientes confidenciais de bancos que foram reportados às autoridades norte-americanas, segundo uma investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ). A empresária angolana Isabel dos Santos …