Bebé morre após parto ser transferido de Faro para Lisboa por falta de incubadoras

Uma grávida com 32 semanas foi transportada de Faro para Lisboa devido à falta de incubadoras, escreve o Correio da Manhã. Já no hospital Amadora-Sintra, acabou por dar à luz, tendo o seu bebé morrido minutos depois de nascer.

Na passada sexta-feira, 2 de agosto, os médicos do hospital de Faro acharam ser necessário provocar o parto à mulher de 32 anos, uma vez que esta apresentava sintomas semelhantes a uma pré-eclâmpsia, situação que provoca hipertensão e riscos para a mãe e para o feto, conta o matutino esta terça-feira.

A jovem acabou por ser transferida para o Hospital Amadora-Sintra, em Lisboa, nessa mesma sexta-feira porque todas as 10 incubadoras de Faro estavam ocupadas.

Na manhã do dia seguinte, a 3 de agosto, o bebé nasceu através de uma cesariana, tendo acabado por morrer minutos depois, de acordo com o mesmo jornal.

Em declarações ao CM, fonte médica adiantou que o bebé, que tinha nascido com prognóstico reservado devido a um descolamento da placenta, morreu minutos após o seu nascimento. A mesma fonte garantiu que o bebé nasceu em condições de asfixia grave.

Contudo, frisa o jornal Observador, não há qualquer informação sobre se a viagem diminuiu as hipóteses de sobrevivência do bebé.

A rádio Observador contactou a Administração Regional de Saúde do Algarve, que remeteu esclarecimentos para o Centro Hospitalar de Faro.

Contactado pelo mesmo jornal, a unidade hospital de Faro nega qualquer falha, garantindo que foram cumpridos todos os procedimentos. O caso foi reencaminhado  para o hospital mais próximo da rede de referenciação hospitalar, que é o Amadora-Sintra a 290 quilómetros de distância.

Grávidas “saltam de hospital em hospital”

As maternidades da região de Lisboa e do sul do país estão todas a funcionar a meio gás e as grávidas andam a “saltar de hospital em hospital”, afirma o presidente da secção regional Sul da Ordem dos Médicos.

Sem querer referir-se ao caso avançado pelo Correio da Manhã esta quarta-feira em concreto, o presidente da secção regional Sul da Ordem, Alexandre Valentim Lourenço, lamenta que não tenham sido tomadas medidas para assegurar um funcionamento adequado das maternidades durante o período do verão.

Em declarações à agência Lusa, o médico obstetra lembrou que faltam profissionais no período do verão em todas as maternidades e serviços obstetrícias do sul do país.

O representante da Ordem dos Médicos no sul do país indica que a maioria dos obstetras já entregou pedidos de escusa de responsabilidade, o que fará com que as responsabilidades por eventuais acidentes por falta de meios recaiam sobre os responsáveis hospitalares ou mesmo sobre o Ministério da Saúde.

Segundo Alexandre Valentim Lourenço, terão de ser os diretores hospitalares e dirigentes do Ministério a ser responsabilizados por falhas de organização nas maternidades.

A Lusa contactou o Hospital Amadora-Sintra e o Ministério da Saúde para tentar obter mais esclarecimentos sobre o bebé que acabou por morrer mas ainda não obteve resposta.

Também esta quarta-feira, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) pediu à Ordem dos Médicos para avaliar disciplinarmente os responsáveis clínicos dos hospitais que elaboram escalas de urgências sem o número adequado de profissionais.

Em declarações ao jornal Público, o SIM afirma que o problema de falta de médicos podia ter sido antecipado: “Há dois anos que se sabia da situação que está hoje a ocorrer”. E que, ao contrário do que tem sido garantido pelo Governo, problemas como o da falta de clínicos nos serviços de Obstetrícia “não estão ultrapassados”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

    • É… por isso é que é dos países do mundo com melhores indicadores na taxa de mortalidade infantil!…
      De “terceiro mundo” é a ignorância a mania de falar sem nada saber sobre o caso.
      Tu nem tens capacidade para interpretar uma noticia, quanto mais para “avaliar” um país!
      “Contudo, frisa o jornal Observador, não há qualquer informação sobre se a viagem diminuiu as hipóteses de sobrevivência do bebé.”

  1. Não procurem os responsáveis, pois eles são já bem conhecidos e já todos sabemos à míngua que levaram os Hospitais com as suas políticas. Preferiram não investir no SNS, para ter dinheiro para dar alguns bónus para a captação de votos. E parece que os portugueses gostam … até um dia quando o mal lhes bater à porta.

  2. Triste e angustiante noticia ! . A falta de possibilidade de actuação de Emergência no Hospital de origem (Faro), tem de ser cabalmente apurada. Esperamos de saber, se assistida em Faro, o recém nascido prematuro teria mais probabilidades de sobreviver. Se SIM os responsáveis (Governo e Clínicos) por esta situação devem ser condenados.

    • Não houve “falta de actuação”; ela foi assistida em Faro!…
      Mas, tal como está na noticia, há 10 incubadoras e estavam todas ocupadas!!

      • Caro “EU!” , descriminei duas situações diferentes (possibilidade de actuação) que se deveu a falta de incubadoras e probabilidade de sobrevivência se fosse praticado o parto nessa Unidade . Não referi “falta de actuação” . Leia bem primeiro e eventualmente conteste depois!…Respeitosamente, ATENTO .

  3. Não se preocupem. O importante é o Centeno e o governo fazerem boa vista em Bruxelas com aquilo que poupam em Portugal. “haja saúde”…ou não.

  4. Não se preocupem. Podem morrer à vontade. O que é preciso é o Centeno e o Governo fazerem boa vista em Bruxelas com aquilo que poupam em Portugal. “Haja saúde!”…ou não

  5. Infelizmente notícias relacionadas com a saúde e por motivos negativos vêm sendo cada vez mais frequentes na comunicação social e neste sector parece estarmos cada vez mais africanizados, responsáveis não existem!.

RESPONDER

Reembolsos do IRS já começaram a ser processados (e chegam “a meio desta semana”)

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) já começou a processar os primeiros reembolsos do IRS e o valor deverá chegar à conta dos contribuintes a meio desta semana, avançou à Lusa o secretário de Estado …

Todos os anos, caem mais de 5 mil toneladas de poeira extraterrestre na Terra

A Terra está constantemente sob uma chuva de poeira espacial. Após duas décadas de recolha de material na Antártida, uma equipa de cientistas conseguiu quantificá-la: caem cerca de 5.200 toneladas de micrometeoritos a cada ano. Os …

Encontradas três "estrelas fracassadas" ultrarrápidas. Estão prestes a autodestruir-se

Uma equipa de cientistas identificou as três anãs castanhas de rotação mais rápida já encontradas. Estas estrelas, conhecidas como "estrelas fracassadas" estão a girar tão depressa que podem estar prestes a desfazer-se. Usando dados no Spitzer …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Sporting 1-1 Famalicão | Leão volta a tremer e vê Porto a 6

Segundo empate consecutivo do Sporting na Liga NOS, e pelo mesmo resultado, 1-1. Na recepção ao Famalicão, o líder do campeonato começou bem, marcou, mas sofreu um golo de imediato e nunca mais se encontrou …

Arqueólogos descobrem túnel medieval na Polónia. Tinha restos mortais de 18 carmelitas

Uma equipa de arqueólogos descobriu um cemitério medieval onde estava sediado um mosteiro do século XIV. No local foi ainda encontrado um túnel com dezoito esqueletos de padres carmelitas. A descoberta ocorreu em Jaslo - uma …

Militantes apoiados pelo Al-Qaeda defendem uso de mel contra a covid-19

O Al-Shabaab, um grupo rebelde islâmico apoiado pela Al-Qaeda, apela ao boicote à vacina da AstraZeneca contra a covid-19. A alternativa é "cominho preto e mel". A vacina da AstraZeneca não está apenas a levantar preocupações …

Em menos de um ano, a polícia foi chamada a intervir pelo menos nove vezes na mansão dos Sussex

A vida nos Estados Unidos não tem sido fácil para os duques de Sussex. No último ano, a polícia da Califórnia foi chamada pelo menos nove menos à mansão onde o casal habita desde que …

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …

Variante sul-africana pode resistir à Pfizer. China pondera misturar vacinas

A variante do coronavírus descoberta na África do Sul pode "romper" a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech até certo ponto, concluiu um estudo em Israel, embora a sua prevalência no país seja baixa e …