BE escolhe Mário Tomé como mandatário nacional para as legislativas

*Bloco / Flickr

O militar de Abril Mário Tomé será o mandatário do BE nas eleições legislativas, disse à Lusa fonte do partido, que salientou o seu percurso nas “lutas da esquerda e com uma posição antimilitarista”.

Em antecipação à agência Lusa, fonte oficial do BE revelou a escolha do ex-líder da UDP como mandatário nacional nas eleições de outubro, considerando que o perfil do militar de Abril traduz o compromisso com a defesa da paz e direitos humanos.

Mário Tomé, antigo deputado, já tinha sido mandatário bloquista às eleições europeias de 2014.

“A escolha de um militar de Abril, comprometido ao longo das últimas décadas com as lutas da esquerda e com uma posição antimilitarista, traduz o compromisso do Bloco com a defesa da paz e dos direitos humanos”, referiu a fonte.

Segundo o partido, “ao longo das últimas décadas, e os últimos anos não foram exceção, Portugal manteve um alinhamento externo marcado pela subserviência aos princípios da NATO e do eixo transatlântico”.

“O aumento de despesa com a defesa choca abertamente com a ausência de recursos para investir em serviços públicos essenciais”, critica o partido.

Num contexto em que “o extremismo de Trump representa a ameaça crescente de uma escalada belicista”, o BE garante assumir “um compromisso claro” com a defesa da paz e dos direitos humanos, argumentando que tal fica também provado com a escolha de Mário Tomé, antigo deputado.

Nas últimas eleições à Assembleia da República, em 2015, o BE convidou o então coordenador da Comissão de Trabalhadores da AutoEuropa, António Chora, para ser mandatário nacional do partido.

António Chora explicou então, aquando do anúncio do seu nome no Fórum Socialismo 2015, a rentrée bloquista, que aceitou o convite porque no BE “se discute política e alternativas de esquerda realizáveis e coerentes”, “numa altura em que o ilusionismo político é a arma do radicalismo da direita que nos governa”.

O BE já escolheu, na reunião da Mesa Nacional do passado fim de semana, os cabeça-de-lista nos vários círculos eleitorais, tendo aprovado também o programa nacional.

Pelo Porto e por Lisboa, o partido decidiu repetir a aposta das últimas eleições, apresentando a coordenadora Catarina Martins e a deputada Mariana Mortágua, respetivamente.

Voltam também a ocupar o primeiro lugar na lista Joana Mortágua pelo círculo de Setúbal, José Manuel Pureza por Coimbra, João Vasconcelos por Faro e Mariana Aiveca por Beja (em 2015 não foi eleita).

Nas últimas eleições legislativas, em 2015, o BE conseguiu a sua maior bancada parlamentar de sempre e, com 10,19% elegeu 19 deputados, tendo conseguido cinco mandatos nos círculos de Lisboa e Porto, dois em Setúbal e um por Braga, Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém, Faro e Madeira.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Caso de nova variante é de uma pessoa sul-africana residente em Lisboa

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul detetado ontem em Portugal é de uma pessoa sul-africana, residente em Lisboa, anunciaram as autoridades de saúde “O caso reporta-se a uma pessoa …

Na Rússia, dezenas de pessoas foram presas durante manifestações de apoio a Navalny

Dezenas de pessoas foram presas hoje durante manifestações organizadas na Rússia para exigir a libertação do opositor Alexei Navalny, que está em prisão preventiva, apesar das múltiplas ameaças das autoridades contra os protestos. De Moscovo a …

Arqueólogos egípcios encontram cópia de capítulo do "Livro dos Mortos"

Arqueólogos egípcios encontraram, em Sacara, uma cópia do Capítulo 17 do "Livro dos Mortos" numa zona de túmulos próximos da pirâmide do faraó Teti. De acordo com o site Live Science, que cita um comunicado do …

Senado avalia processo de destituição de Trump na semana de 8 de fevereiro

O Senado norte-americano irá ouvir na semana de 8 de fevereiro os argumentos iniciais do processo de destituição de Donald Trump por incitamento dos recentes motins do Capitólio, anunciou o senador democrata Chuck Schumer. "Todos queremos …

Portugal é o país do mundo com mais mortes. Vacinas da AstraZeneca vão chegar com atraso

Pela primeira vez, desde o início da pandemia da covid-19, Portugal é o país com maior número de vítimas mortais e mais casos de infeção por milhão de habitantes em todo o mundo. Más notícias, …

Fóssil de dinossauro dá novas pistas sobre como estes animais acasalavam

É verdade que já sabemos muitas coisas sobre dinossauros – como eram, o que comiam e a causa da sua extinção. Mas nenhum fóssil nos permitiu ainda perceber coisas tão simples como, por exemplo, em que …

Itália bloqueia TikTok após morte de menina de 10 anos em desafio na rede social

A rede social TikTok foi hoje bloqueada temporariamente em Itália, para utilizadores cuja idade não está confirmada, na sequência da morte de uma menina de 10 anos que participava num desafio naquela plataforma. A Autoridade para …

Infetados ocupam mais de metade das camas das UCI. Hospital de campanha de Lisboa recebe primeiros doentes

Os dados são do boletim divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde, mas reportam-se às 24 horas anteriores, nos cuidados intensivos estavam internados 715 doentes com covid. O hospital de campanha de Lisboa está pronto …

Circular entre concelhos, só para ir votar. A partir de hoje deixa de haver missas

As medidas decretadas pelo Governo para travar o avanço da pandemia em Portugal têm novas diretrizes. Num fim de semana de eleições presidenciais existem exceções para ir votar. Desde as 20h de ontem, e até às …

Nova terapia genética tratou mieloma múltiplo em ratos

Uma equipa de cientistas desenvolveu uma nova terapia genética que conseguiu tratar o mieloma múltiplo em ratos. Após duas semanas, os ratos já mostravam melhorias. O mieloma múltiplo é um cancro com origem nos plasmócitos da …