BCE questiona reposição das 35 horas

European Central Bank / Flickr

Peter Praet, membro do conselho executivo do BCE

Peter Praet, membro do conselho executivo do BCE

Peter Praet, membro do conselho executivo do BCE, considera que as reformas em Portugal “têm de ser continuadas”, mas questiona as implicações como a reposição das 35 horas de trabalho semanais.

“Quais são as implicações orçamentais, por exemplo, se se voltar para a semana das 35 horas? Este ainda é um período em que existem pontos de interrogação“, afirma Peter Praet, numa longa entrevista ao Público.

Na sexta-feira, o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse que as promessas são para cumprir, recordando que o dia 01 de julho é a data limite para a aplicação da reposição do horário de trabalho nas 35 horas.

No mesmo dia, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, considerava que a aplicação das 40 horas de trabalho pelo anterior executivo não tinha surtido efeitos positivos na generalidade dos serviços da administração pública.

Por outro lado, o jornal Público, na edição de domingo titulava que “Marcelo ameaça vetar as 35 horas na função pública”, noticiando que o Presidente da República “tem dúvidas sobre a oportunidade” do regresso ao horário de trabalho das 35 horas, que tinha sido alargado para as 40 horas pelo anterior Governo PSD/CDS-PP.

Quando questionado pelo Público sobre as posições do executivo sobre a mudança das reformas para a qualificação e a coesão social, o belga Peter Praet diz que as medidas “têm de ser continuadas”, mas que cabe aos políticos decidir sobre a distribuição e “onde” se devem prosseguir com as prioridades.

“No final, o que queremos é um país mais estável, com mais produtividade e menos stress financeiro”, afirma o membro do conselho executivo do Banco Central Europeu (BCE).

Na mesma entrevista, Praet diz observar que o rumo orçamental em Portugal foi confirmado, mas frisa que há “uma série de coisas” que ainda não estão claras para o Orçamento do Estado de 2016, acrescentando que o número previsto para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nominal parece ser elevado.

Apesar de reconhecer que existe por parte do Governo uma declaração de continuidade no seguimento das regras europeias, existem “algumas dúvidas” acerca dos detalhes e sobre os pressupostos macroeconómicos.

“Portanto, isto é algo que estamos a seguir e eu penso o Governo está bem ciente da fragilidade da situação”, afirma Peter Praet, que se encontra em Lisboa para participar numa conferência.

“Há algumas reformas que foram revertidas, precisamos, por isso de levantar uma série de questões”, sublinha o membro do conselho executivo do BCE e que lidera o departamento que prepara as recomendações para as decisões de política monetária.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Livre declara apoio oficial a Ana Gomes

O Livre anunciou, esta segunda-feira, o seu apoio oficial à candidata Ana Gomes, nas eleições Presidenciais, depois de uma consulta interna na qual a ex-eurodeputada recolheu 88,9% dos votos de membros e apoiantes. Em comunicado, o …

"Ponto crítico" no Reino Unido. Especialistas vão fazer apelo público em direto na TV

Esta segunda-feira, dois dos mais graduados conselheiros científicos do Governo britânico vão fazer um apelo aos britânicos, em direto na televisão, a alertar que o Reino Unido atingiu um "ponto crítico". Dois conselheiros científicos do Governo …

11 contabilistas investigados por suspeitas de falsificação para aceder a apoios à covid-19

A Ordem dos Contabilistas Certificados revela que abriu inquéritos disciplinares a 11 profissionais por terem, alegadamente, cedido a pressões para falsificarem dados de facturação, de modo a permitir que empresas tivessem acesso às linhas de …

Itália está a ter uma preciosa ajuda para travar a segunda vaga: o trauma

O início da pandemia castigou a Itália de tal forma que, agora, o país europeu está a conseguir conter a curva, numa altura em que países como França ou Espanha lidam com o aumento do …

Soares a caminho da China. Aboubakar poderá rumar à Turquia

Os avançados brasileiro e camaronês deverão deixar o FC Porto nos próximos dias. Soares ruma à China ainda esta semana e Aboubakar interessa ao campeão turco.  De acordo com o jornal Record, Tiquinho Soares já aceitou a …

Gonçalo Ramos recebe duas propostas. Benfica faz das tripas coração para o segurar

Em dois jogos feitos na equipa B, Gonçalo Ramos marcou cinco golos. Jesus conta com o jogador para a equipa principal, mas o jovem já recebeu duas propostas do estrangeiro e pode sair. O SL Benfica …

Marques Mendes antecipa "princípio do fim do ciclo de António Costa"

No seu habitual espaço de comentário televisivo na SIC, Luís Marques Mendes disse que os recentes erros de António Costa nas últimas semanas revelam "sinais de que estamos no princípio do fim de um ciclo …

Para o Bloco, só há uma saída para vencer a crise: proteger o emprego

Para vencer a crise provocada pela pandemia de covid-19, as soluções apresentadas pelo Governo devem "responder às pessoas", considera Catarina Martins. A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considerou este domingo que “proteger o emprego …

Nélson Semedo está a caminho do Wolverhampton

Há mais um português a caminho do Wolverhampton. Nélson Semedo deverá ser oficializado esta semana, voltando a aumentar o contingente português na equipa de Nuno Espírito Santo. Nélson Semedo está muito perto de ser anunciado como …

Plano Costa e Silva. Costa procura consensos, partidos apresentam lista de preocupações

António Costa vai receber hoje e amanhã os partidos para falar sobre o programa de recuperação da economia, com o plano de Costa Silva como ponto de partida do encontro. Os partidos já deixaram algumas pistas …