Bastonária dos Enfermeiros solidária com líder sindical em greve de fome

Mário Cruz / Lusa

Ana Rita Cavaco, Bastonária da Ordem dos Enfermeiros

A bastonária dos enfermeiros foi manifestar solidariedade para com o presidente do Sindicato Democrático dos Enfermeiros, que entrou em greve de fome, e alertou para o risco de radicalização da luta dos enfermeiros.

Ana Rita Cavaco foi esta quarta-feira ao início da tarde demonstrar apoio a Carlos Ramalho, que está desde as 12h30 junto ao Palácio de Belém, em Lisboa, em greve de fome como protesto pela forma como o Governo tem tratado a greve cirúrgica dos enfermeiros e exigindo o retomar das negociações.

“Para nós, aqui não está o presidente do sindicato, está o enfermeiro Carlos Ramalho, membro da ordem e, portanto, merece a nossa solidariedade”, afirmou Ana Rita Cavaco aos jornalistas, acrescentando que um outro enfermeiro do norte se vai associar também a esta greve de fome.

A bastonária admite que esta medida é extrema, mas lembrou que tem avisado para que os enfermeiros não fossem encostados à parede “para que não houvesse esta radicalização”. “Tememos que outras coisas se sigam e não faz sentido nenhum este braço de ferro e estamos disponíveis para ajudar a mediar o conflito”, declarou.

Ana Rita Cavaco frisou que as reivindicações dos enfermeiros são justas e que o Governo tem obrigação de negociar. Para a bastonária, “há uma má vontade em negociar com os enfermeiros”, aludindo a que várias classes profissionais, como os professores, vão sendo chamadas para negociações.

Carlos Ramalho, presidente do Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor), anunciou esta terça-feira que ia fazer greve de fome até que as negociações entre Governo e sindicatos sejam retomadas. “Vamos manter a luta e vamos levá-la até onde for necessário”, avisou.

Se era necessário um mártir, ele está aqui, sou eu, Carlos Ramalho, presidente do Sindepor”. “Perante um ataque sem precedentes que tem sido feito, nós entendemos que tem que haver uma reação sem precedentes, como nunca foi feito neste país.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. È triste o que se está a passar.
    Por este andar os médicos sem fronteiras, também vão fazer greves.
    Pena das pessoas que precisam. Mas quem se preocupa com os doentes? Desde que não sejam familiares, pelo procedimento que tem, são “máquinas” para prestar um serviço, desde quer tenha “oleo”.
    Parece-me que já lá vai o tempo do amor ao próximo.
    Será este o futuro que estamos a dar aos nossos filhos? Quando houver um médico sem fronteiras, será que vão compreender o que é? Quanto mais a um serviço, mesmo que esteja mal pago ( se está)?
    Não há hipoteses de haver amor a quem precisa de um coração novo?
    Para pensar no futuro que nos espera e o exemplo que estamos a deixar aos nossos filhos.

RESPONDER

Texto recentemente traduzido revela segredos sobre "poderes sobrenaturais" dos samurais

Um texto samurai recentemente traduzido - designado "Doze Regras da Espada" - revela os segredos de uma escola onde ensinavam a combater espadas, que desenvolveu e dominou determinada técnica que parecia fornecer aos seus praticantes …

Jesus orientou primeiro treino no Flamengo, pediu compromisso e deu lição

O treinador português Jorge Jesus iniciou hoje a ‘aventura’ na equipa de futebol do Flamengo, pedindo aos jogadores “compromisso” em prol do conjunto do Rio de Janeiro, antes de orientar o primeiro treino dos ‘rubro-negros’. “O …

Maher e Safa deixaram sonhos para trás. Mas reencontraram a paz em Portugal

Os sonhos de Maher e de Safa ficaram adiados com a guerra na Síria, mas reencontraram a paz em Portugal, onde residem há dois anos ao abrigo de um programa de acolhimento de refugiados. É no …

São Francisco poderá ser a primeira cidade a proibir venda de cigarros eletrónicos

Se esta decisão for aprovada pela FDA, São Francisco vai tornar-se a primeira cidade a banir a venda de cigarros eletrónicos. De acordo com o Observador, a Câmara de Supervisores de São Francisco, nos EUA, aprovou uma …

Nunca houve tantos deslocados no mundo. São mais de 70 milhões

Um novo recorde foi quebrado no mundo em 2018, com 70,8 milhões de pessoas deslocadas das suas casas ou dos seus países, devido às guerras ou perseguições, anunciou esta quarta-feira as Nações Unidas. O relatório anual …

A monogamia foi inventada pelas mulheres (e o casamento, pelos homens)

A poligamia é natural no ser humano e a monogamia foi criada por imposição para a mulher, diz o investigador português Rui Diogo, que usa a ciência e a história para explicar a relação entre …

Morreu o DJ Zdar do duo electrónico Cassius. Caiu da janela de um prédio em Paris

O músico, produtor e DJ francês Philippe Cerboneschi, mais conhecido por Zdar, morreu aos 50 anos após ter caído da janela de um apartamento em Paris. O seu agente confirmou a "queda acidental" sem revelar …

PS quer o Estado a pagar licença sabática aos portugueses para voltarem a estudar

A criação de uma licença sabática para qualificar trabalhadores e um sistema de prémios e penalizações para combater a desigualdade salarial são medidas que o PS inclui no seu projecto de programa eleitoral. O director do …

Putin reconhece: as condições de vida dos russos pioraram nos últimos anos

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu esta quinta-feira que as condições de vida no país pioraram nos últimos anos, mas assegurou que as autoridades russas trabalham para reverter essa tendência, e enumerou os primeiros …

Marcelo, o "verdadeiro professor", é estrela em promo de La Casa de Papel

O novo vídeo promocional de La Casa de Papel tem um protagonista improvável. Marcelo Rebelo de Sousa, ou, na verdade, uma imitação do Presidente da República, faz uma chamada para a inspetora Raquel. Na chamada telefónica, …