“Barriga de cerveja?” O seu cérebro pode estar a encolher

Uma equipa de investigadores britânicos concluiu que quem acumula mais gordura na zona do abdómen apresenta uma maior probabilidade de redução do cérebro e de aparecimento de demência.

Com a linha da cintura em expansão, surgem também algumas preocupações. Um novo estudo, publicado recentemente na Neurology, fornece fortes evidências de que a massa corporal extra, nomeadamente a gordura que surge ao redor da barriga, está ligada a uma diminuição preocupante do volume cerebral.

“O estudo relacionou o encolhimento do cérebro ao declínio da memória e a um maior risco de demência, mas a pesquisa sobre se a gordura corporal extra é protetora ou prejudicial foi inconclusiva“, salvaguarda o principal autor Mark Hamer, da Universidade de Loughborough, na Inglaterra.

Alguns estudos sugeriram um declínio de alguns tipos de células cerebrais derivado do aumento dos níveis de gordura corporal. No entanto, nem todos os cientistas acreditam a 100% nestas descobertas, especialmente porque o peso pode variar nos anos anteriores ao diagnóstico de uma doença neurológica.

Para tentar desmistificar estes detalhes, os cientistas compararam as medições do índice de massa corporal (IMC) e o rácio de cintura para a anca com o volume de tecido nervoso portador da chamada “substância cinzenta” e o tecido de suporte da “substância branca” de 9.652 participantes com a idade média de 55 anos.

Além disso, os investigadores tiveram ainda em conta o impacto da idade, os índices de atividade física, de consumo de tabaco, álcool e de pressão arterial no cérebro.

A equipa apurou que 1.291 indivíduos com um alto IMC e com um elevada relação entre cintura e anca tinham igualmente os menores índices de matéria cinzenta no cérebro, cerca de 786 centímetros cúbicos.

Por sua vez, os 514 indivíduos que detinham um IMC elevado, mas um rácio de cintura-anca normal, tinham 793 centímetros cúbicos. Já os 3.025 voluntários com um peso saudável atingiam os 798 centímetros cúbicos. Relativamente ao volume de matéria branca no cérebro não se registaram alterações significativas.

Mark Hamer, da Universidade de Loughborough, no Reino Unido, disse ao The Telegraph que “pesquisas anteriores já haviam demonstrado que existe uma ligação entre a redução do cérebro e o declínio da memória e a probabilidade de surgimento de demência“. “A nossa pesquisa apurou que a obesidade, especificamente os índices elevados de gordura na zona abdominal, poderão estar relacionados com a diminuição do volume cerebral”.

Apesar de admitir que são necessárias pesquisas adicionais, o especialista considera ser possível, num futuro próximo, “medir regularmente o IMC e o rácio da cintura para anca de modo a determinar a saúde do cérebro“.

PARTILHAR

RESPONDER

Uma das plantas mais estudadas de sempre tinha uma parte desconhecida

Cientistas encontraram uma parte completamente nova numa das plantas mais estudadas de sempre. De acordo com o site Science Alert, a planta em questão chama-se Arabidopsis thaliana e é um organismo modelo, já tendo sido usada …

Informações contraditórias. Autoridades belgas só confirmam a morte de um português em Antuérpia

Apesar de três portugueses terem sido dados como mortos, as autoridades no local onde ruiu um prédio em construção em Antuérpia, na Bélgica, só confirmam a nacionalidade lusa de um óbito. De acordo com a TSF, …

António Joaquim entregou-se para cumprir 25 anos de prisão pela morte de Luís Grilo

António Joaquim apresentou-se hoje num estabelecimento prisional para cumprir os 25 anos de prisão (pena máxima) a que foi condenado pela coautoria do homicídio de Luís Grilo, disse à agência Lusa o seu advogado. “António Félix …

Afinal, a altura não depende apenas dos nossos genes

Vários especialistas em genética e biologia celular defendem que a altura não só depende dos genes transmitidos pelos nossos pais, mas também de fatores ambientais, como a dieta. Muitas vezes consideramos a nossa altura imutável, determinada …

Resolvido mistério de longa data sobre explosões colossais no Espaço

Cientistas desvendaram um antigo mistério sobre algumas das maiores explosões do universo, conhecidas como erupções de raios gama, ou Gamma Ray Bursts (GRB), em inglês. As erupções de raios gama são explosões extremamente energéticas que foram …

Programa de computador prevê os gostos de arte das pessoas

Um programa de computador criado por uma equipa de investigadores conseguiu prever com precisão os gostos de arte das pessoas. Gostos não se discutem. Seja a cor preferida, o carro que conduz ou o género de …

Bilardo foi "distraído" para não saber da morte de Maradona

Carlos Bilardo continua sem saber que Diego Maradona morreu. Família tenta proteger saúde do antigo selecionador argentino. Diego Armando Maradona morreu em novembro e Carlos Bilardo continua sem saber desse falecimento. A família tenta proteger a …

Processo de envelhecimento é imparável, revela estudo

Um novo estudo, que envolveu cientistas de 14 países, confirmou que provavelmente não podemos diminuir a velocidade com que envelhecemos, devido a restrições biológicas. A pesquisa, publicada na quarta-feira na Nature Comunications, inclui especialistas da Universidade …

Inglaterra 0-0 Escócia | Nulo total no dérbi britânico

A Inglaterra empatou hoje 0-0 com a Escócia, em jogo da segunda jornada do Grupo D do Euro 2020 de futebol, e desperdiçou a oportunidade de garantir já um lugar nos oitavos de final do …

Infeção pelo coronavírus pode não garantir proteção prolongada, revela estudo

Um novo estudo britânico sugere que uma infeção pelo SARS-CoV-2 não garante que o hospedeiro desenvolva uma resposta imunitária prolongada contra o vírus, sendo a imunidade "altamente variável de pessoa para pessoa". Segundo a pesquisa do …