Baleias usam “redes de bolhas” para caçar as suas presas (e um vídeo raro prova-o)

Alguns cetáceos, como as baleias jubarte, usam “redes” para caçar as suas presas. Os animais mergulham e nadam em forma de anel em redor das suas presas, soprando bolhas à medida que avançam.

O anel ascendente forma uma coluna que captura os peixes, permitindo que outras baleias do grupo nadem por baixo, com as bocas abertas, através do cilindro da bolha para se deleitar.

Além das imagens dos drones que mostram uma impressionante vista aérea de um par de baleias jubarte a criar as redes de bolhas, biólogos marinhos da Universidade do Hawai, em Mānoa, prenderam câmaras e sensores nas baleias com recurso a ventosas para recolher uma grande quantidade de dados sobre o comportamento dos animais.

As baleias jubarte migratórias visitam o Alasca para se alimentar durante o verão, antes de voltar para as águas mais quentes do Hawai durante o inverno, onde se reproduzem e criam as suas criar

Durante esse período de reprodução, as baleias não comem, por isso precisam de armazenar enormes reservas de krill – conjunto de espécies de animais invertebrados semelhantes ao camarão – do Alasca para passar por esse período de alto custo energético.

Para descobrir a forma como as baleias usam essa técnica de caça para comer o suficiente, os investigadores equiparam-nas com câmaras e acelerómetros e gravaram vídeos de drones que os acompanhavam.

O que é fascinante sobre a alimentação com rede de bolhas é que, de acordo com o ScienceAlert, parece ser um comportamento aprendido. Nem todas as baleias jubarte caçam dessa maneira e as que o fazem podem ter técnicas variadas. Também é cooperativo, sendo que as baleias trabalham juntas para garantir que todas sejam alimentadas.

“As filmagens são bastante inovadoras”, disse Bejder, em comunicado. “Estamos a observar como estes animais estão a manipular as suas presas e a preparar a presa para captura. Isso permite obter novas ideias que realmente não tínhamos antes”.

As baleias de Bryde (Balaenoptera edeni) também se alimentam dessa maneira e os golfinhos (Tursiops) na costa da Flórida usam uma técnica de caça cooperativa semelhante chamada alimentação por anéis de lama, onde agitam um anel de sedimentos do chão de águas rasas para capturar peixes de cardume.

O número de baleias jubarte aumentou após a proibição da caça comercial de baleias em 1985 e o animal já não é considerado ameaçado. Porém, nos últimos cinco anos, houve um declínio substancial nas observações de baleias jubarte.

Esta investigação sobre técnicas de alimentação faz parte de uma tentativa de descobrir por que isso pode ocorrer, com possíveis causas, incluindo mudanças nas populações de alimentos, impactos antropogénicos no seu habitat e degradação climática.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …