Falhou o “El Clásico”, mas foi à seleção. Bale marca dois golos e envia recado: “Deviam ter vergonha”

Peter Powell / EPA

O avançado galês Gareth Bale a festejar com os seus colegas.

O avançado galês Gareth Bale a festejar com os seus colegas.

Gareth Bale foi decisivo na vitória do País de Gales frente à Áustria e enviou um recado à imprensa espanhola, que o criticou por ter falhado o jogo com o Barcelona.

No passado domingo, Gareth Bale não foi opção de Carlo Ancelotti para o ‘El Clásico’, frente ao Barcelona — encontro que viria a perder por 0-4. O galês queixou-se de uma dor de costas e foi poupado do importante encontro.

No entanto, numa fotografia partilhada pela seleção do País de Gales, na terça-feira, Bale apareceu a treinar com os seus compatriotas sem qualquer problema aparente.

Na conferência de imprensa de antevisão à partida com a Áustria, o extremo do Real Madrid garantiu que estava pronto para jogar.

“Apesar de sentir algum desconforto, no geral estou em ótima forma. Venho a treinar há dois meses e meio e sinto-me muito melhor do que da última vez que cá estive. Estou preparado para jogar amanhã e só me foquei neste play-off”, disse Bale.

E assim foi. O jogador de 32 anos foi titular na partida desta quinta-feira e foi tudo menos um corpo presente. Bale marcou os dois golos na vitória por 2-1, que coloca a seleção galesa frente ao vencedor do duelo entre Escócia e Ucrânia, que foi adiado para junho devido à guerra.

Na flash interview no final do encontro, Bale foi questionado se a sua exibição e as celebrações seriam uma mensagem para as críticas de que tem sido alvo recentemente.

“Não preciso de enviar uma mensagem. Não preciso de dizer nada, é uma perda de tempo. É nojento. Deviam ter vergonha deles mesmos. Não estou preocupado. Fim”, disse à Sky Sports, depois de ter sido apelidado de “parasita” por um jornalista da Marca.

“Se jogar consigo marcar livres. Foi bom vê-la entrar. Um golo cedo acabou por nos dá o impulso e o segundo também foi bom. Tive algumas câimbras no final, o que é normal, mas corro pelo campo pelo meu país. Algo que todos fizemos hoje. Metade do trabalho está feito. Vamos desfrutar hoje. Ainda há um adversário duro pela frente, seja a Escócia ou a Ucrânia e temos de estar preparados para o que aí vem”, acrescentou.

Ao ser titular nesta última partida, Gareth Bale superou os minutos que tem pelo Real Madrid esta temporada. De acordo com o jornal Marca, desde setembro, o futebolista soma 325 minutos pelo País de Gales e apenas 270 minutos, em cinco jogos, pelos merengues.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.