Cientistas avançam na construção do “Santo Graal” da energia ilimitada

Vários projetos energéticos ambiciosos mostram que os cientistas estão a progredir na construção de um reator de fusão nuclear eficiente, feito que poderia fornecer ao planeta uma fonte de energia limpa praticamente inesgotável.

O maior destes projetos é o Reator Experimental Internacional de Tokamak (ITER), um enorme projeto que está a ser desenvolvido em França desde 2010, contando com o financiamento de mais de trinta países, entre os quais estão os Estados Unidos, a Rússia, a China, o Japão, a Coreia do Sul e a Índia, elenca a Russia Today.

O reator de plasma projetado para o ITER é a máquina mais complexa já projetada: pesa 23.000 toneladas e ficará num prédio com 60 metros de altura.

A construção do ITER está a avançar. De acordo com o Power Technology, um consórcio internacional assinou um contrato para construir o tokamak ITER, uma câmara de pressão em aço inoxidável semelhante à forma de um anel onde se gerará a energia.

No interior do tokamak, os cientistas pretendem aproveitar a energia libertada durante a criação de átomos pesados a partir de outros mais leves, processo conhecido como fusão nuclear, o “Santo Graal” da energia ilimitada.

A reação ocorre a cerca de 150 milhões de graus Celsius, temperatura que supera os valores mais altos registados no núcleo solar. É uma temperatura tão alta que não se conhecesse nenhum material na Terra que a conseguisse suportar.

Por tudo isto, a fusão nuclear requer métodos e tecnologias de ponta, uma vez que é necessário gerar campos magnéticos fortes o suficiente para conter o plasma – um dos estados físicos da matéria, semelhante ao gás – onde se realiza a reação sem tocar em nenhum componente do reator.

Este processo, que tenta replicar a forma como o Sol produz energia, revelou-se uma tarefa extremamente cara e complicada: os cientistas não conseguiram ainda fazer com que os reatores nucleares produzam mais energia térmica do que a que consomem.

Contudo, o ITER poderá ser a chave para superar essa barreira, uma vez que a sua produção térmica estimada está fixada nos 500 megawatts (MW) e o seu consumo ronda os 300 MW. No entanto, importa ainda frisar, o uso imediato do ITER não está destinado à produção de energia elétrica.

O financiamento desta mega-projeto que conta com apoios de várias nações, cuja conclusão está prevista para 2025, ultrapassa os 20 mil milhões de euros, precisa o portal Interesting Engineering.

A revista Forbes dava também conta em meados em abril que passado que os cientistas estão mais perto de alcançar a fusão nuclear, destacando os reforços da China, que planeia finalizar antes do fim deste ano o desenvolvimento de um sol artificial que tem como objetivo gerar energia renovável e quase infinita.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …

Balneários proibidos e 3 metros de distância. As regras da DGS para a prática de exercício físico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma distância mínima de três metros entre pessoas que pratiquem exercício físico, no âmbito das medidas de prevenção da pandemia de covid-19. A orientação, intitulada “Procedimentos de Prevenção e Controlo …

Astronautas da NASA já se preparam para voo histórico a bordo do foguetão da Space X

Dois astronautas da NASA já estão a equipar-se para o lançamento histórico de um foguetão concebido e construído pela empresa SpaceX, de Elon Musk, apesar de as previsões meteorológicas indicarem mais tempestades. Com o voo já …

Há dez anos, Portugal adotou a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Portugal adotou há 10 anos a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após um debate fraturante que remeteu para mais tarde a adoção de crianças por estes casais, possível apenas desde …