Cientistas mais perto de produzir na Terra a fusão nuclear gerada pelo Sol

Produzir na Terra uma energia semelhante à que é gerada pelo Sol seria um feito extraordinário, uma vez que libertaria o nosso planeta de energias poluentes e não renováveis. Apesar de difícil, os cientistas estão mais perto de a alcançar.

A conclusão é da revista Forbes que dá conta que estão a ser conduzidos vários estudos, em diferentes partes do mundo, que visam replicar a fusão nuclear do Sol para a Terra. “O Sol é a fonte de quase toda a energia”, pode ler-se na publicação que sublinha a forma “fascinante” como o nosso astro cria energia.

De forma simples, a fusão é a forma perfeita de criar energia através de uma reação: transforma pequenas quantidades de matéria em enormes quantidades de energia.

Ao contrário da fissão nuclear, que separa átomos pesados criando produtos potencialmente radioativos, a fusão nuclear funde, tal como indica o nome do processo, os átomos leves e cria – no caso do hélio – um hélio estável.

Para replicar esta fusão é necessário recorrer a “blocos de construção” maiores, uma vez que os cientistas pretendem acelerar um processo que o Sol levou milhões de anos para atingir. Por isso, para gerar hélio a partir do hidrogénio, os cientistas têm usado dois tipos de hidrogénio pesados, como o deutério e o trítio. A combinação destes elementos produz hélio e um neutrão energético, cuja energia é depois extraída para gerar turbinas elétricas.

Contudo, é complicado importar as condições do Sol para a Terra. Apesar de os cientistas terem os elementos, é necessário atingir uma temperatura de 100 milhões de graus para que a fusão ocorra. Os cientistas conseguiram aproximar-se destas temperaturas graças ao desenvolvimento de dois métodos.

O confinamento inercial é um dos processos, que recorre a lasers poderosos para aquecer e pressurizar um material, fazendo com que os grânulos de combustível finalmente explodam. O outro procedimento é o confinamento magnético, que usa ímanes para pressionar o plasma das paredes do seu recipiente, de forma a que este possa ser aquecido a altas temperaturas por métodos externos.

As investigações e os estudos têm ainda um longo caminho a percorrer, mas os cientistas têm investido nesta área porque sabem que alcançar a fusão nuclear significaria alcançar uma fonte de energia inesgotável e limpa.

Contributo da China

A China é um dos países que trabalha com este tipo de tecnologia, planeando finalizar antes do fim deste ano o desenvolvimento de um sol artificial que visa gerar energia renovável e quase infinita. Para isso, o país recorrerá a uma fusão nuclear controlada, com a qual tentará repetir o processo que ocorre em estrelas como o Sol.

O projeto, batizado de HL-2M Tokamak, tem como objetivo fazer com que a temperatura do plasma ultrapasse os 100 milhões de graus.

Também na Alemanha se juntam esforços em prol da fusão nuclear. Cientistas do Instituto Max Planck de Física de Plasmas conseguiram que o seu reator estelar elevasse a temperatura do plasma até 40 milhões de graus.

Por sua vez, Europa e Japão constroem conjuntamente o reator Tokamak JT-60SA, que procura também gerar energia limpa e renovável, enfrentando o desafio de atingir 100 milhões de graus de temperatura.

Pode ser um caminho longo, recorda a Forbes, mas estamos mais próximos de conseguir replicar as condições solares na Terra. “Certamente percorremos já um longo caminho desde que o Homem antigo adorou o Sol como portador de vida”, remata a revista.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu não pensei que as coisas andasse tão rápido. Tinha esperança de que os homens compreendessem o perigo de suas experiências mais me enganei,ninguém foge do destino.essa experiência vai destruir o nosso planeta.e o fim de tudo que existe aqui na terra.

    • Qual experiência vai destruir nosso planeta? A fusão nuclear é sem riscos e nos livrará dos combustíveis poluentes… Parece que não leu a reportagem…

  2. só explicando pra galera que tem medo diferente da reação nuclear em usinar normais se algo dar errado “explode” e solta radiação a fusão não tem isso pois cada reação dura em torno de 1 segundo e se algo sair de errado em menos de 1 segundo tudo desmorona ou seja o processo para de imediato não tem risco o resíduo que sai é hélio

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …