Autoridades admitem que vírus detetado na China possa ser transmissível entre humanos

Jeon Heon-Kyun / EPA

As autoridades de saúde de Wuhan, no centro da China, admitiram pela primeira vez esta quarta-feira a possibilidade de que a doença respiratória que matou uma pessoa e infetou 40 seja transmissível entre seres humanos.

Numa declaração publicada no portal oficial, a Comissão Municipal de Saúde de Wuhan explicou que, embora não haja nenhum caso de contágio entre seres humanos comprovado, a possibilidade de ocorrência “limitada” não pode ser descartada, noticiou a agência Lusa.

As autoridades locais sublinharam, porém, que “o risco de infeção entre humanos é baixo”.

Os casos de pneumonia viral alimentaram receios sobre uma potencial epidemia, depois de uma investigação ter identificado a doença como um novo tipo de coronavírus, uma espécie de vírus que causam infeções respiratórias em seres humanos e animais e são transmitidos através da tosse, espirros ou contacto físico.

Alguns destes vírus resultam numa constipação, enquanto outros podem gerar doenças respiratórias mais graves, como a pneumonia atípica ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), que entre 2002 e 2003 matou mais de oito mil pessoas em todo o mundo.

O alerta de disseminação do vírus foi dado depois de o primeiro caso detetado fora da China ter sido conhecido esta semana, o de um tailandês que visitou Wuhan.

As investigações sugeriram que a doença teve origem num mercado de mariscos situado nos subúrbios de Wuhan, cidade do centro da China e um importante centro de transporte doméstico e internacional.

Bin-Cai/Flickr

Mais de 700 desses pessoas que mantiveram “contacto próximo” com os infetados estão a ser monitorizadas, além de pessoal médico que tratou inicialmente pacientes sem a proteção adequada. O período de quarentena e observação estabelecido pelas autoridades é de 14 dias, explicou a Comissão.

Entre as 41 pessoas infetadas com a nova pneumonia viral, um homem de 61 anos de idade morreu na semana passada. Sete outras estão em estado crítico, disseram as autoridades de saúde de Wuhan.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou na terça-feira que medidas de prevenção e controlo da infeção foram implementadas em hospitais em todo o mundo, perante o surgimento do novo coronavírus e da possibilidade de uma epidemia. Por enquanto, não emitiu alertas sobre visitas a Wuhan, nem estabeleceu uma comissão de emergência.

Segundo um porta-voz da agência, os laboratórios chineses já sequenciaram o genoma do coronavírus e forneceram os dados à comunidade mundial de saúde para ajudar a diagnosticar possíveis casos fora do país.

Segundo a OMS, entre 14 e 15% dos casos de SARS terminam em morte, enquanto no caso da síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS), uma doença também causada por um coronavírus, o número aumenta para 35%.

Até o momento, os sintomas descritos para a pneumonia viral de Wuhan são febre e fadiga, acompanhados de tosse seca e, em muitos casos, falta de ar.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …

Esqueletos revelam que fosso entre ricos e pobres começou a abrir-se há 6.600 anos

A análise a ossos encontrados numa sepultura na Polónia mostram que o fosse entre ricos e pobres na Europa começou a abrir-se muito antes daquilo que se pensava. O desaparecimento da classe média é um problema …

Super-Terras quentes podem ter atmosferas metálicas brilhantes

Os cientistas querem perceber porque é que as super-Terras quentes possuem um brilho tão chamativo - e já há uma hipótese em cima da mesa. Os exoplanetas, chamados de super-Terras quentes, podem ser particularmente brilhantes e …

As larvas de peixe-sol são adoráveis (mas crescem e tornam-se gigantescos "nadadores")

Uma equipa de cientistas australianos e neozelandeses descobriram as fases iniciais da larva gigante de peixe-sol. Pela primeira vez, o sequenciamento de ADN identificou as larvas do peixe-sol (Mola alexandrini). O peixe-sol, conhecido cientificamente como Mola …

Telescópio Webb vai estudar Júpiter, os seus anéis e duas intrigantes luas

Júpiter, que tem o nome do rei dos antigos deuses romanos, comanda a sua própria miniversão do nosso Sistema Solar de satélites circundantes; os seus movimentos convenceram Galileu Galileu de que a Terra não era …

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …