Autoridades britânicas negam estatuto de religião aos Jedi

djwudi / Flickr

Cavaleiros Jedi e os seus icónicos sabres laser

Cavaleiros Jedi e os seus icónicos sabres laser

A Comissão da Caridade, o órgão do governo britânico que regista e fiscaliza organizações de beneficência, determinou que o Jediísmo – a adoração da mitologia dos cavaleiros Jedi da série de filmes “Guerra nas Estrelas” – não é uma religião.

O departamento rejeitou um pedido que daria o estatuto de instituição de caridade ao Templo da Ordem de Jedi.

A decisão afirma que “o Jediísmo não promove melhorias éticas ou morais” especificadas na legislação que regula este tipo de instituição em Inglaterra e no País de Gales.

Além disso, justifica que o movimento “não possuía os elementos espirituais e não seculares” que fundamentam uma religião.

Segundo o órgão, não há provas suficientes de que a “melhoria moral” está no centro das convicções e práticas do Jediísmo, além de não haver a “coerência, coesão ou seriedade”, características de um verdadeiro sistema de crenças.

Para ser classificada como uma religião, esclarece a comissão, seria necessário comprovar os impactos positivos na sociedade em geral e, na percepção do órgão, o Jediísmo tem um focus nos seus próprios membros.

Dados do Censo de 2011 no Reino Unido revelam que 177 mil pessoas se declaram jediístas quando questionadas sobre a sua religião, o que a tornaria a sétima mais popular no país.

De piada a crença

Tudo começou como uma resposta irónica de alguns ateus no Censo de 2001 do Reino Unido, ano em que a pergunta sobre crença religiosa foi incluída pela primeira vez.

Em protesto com a inclusão da questão, 390 mil pessoas disseram-se “seguidoras da Força”.

Mas enquanto alguns apenas ironizavam, outros decidiram levar a sério as mensagens de Guerra nas Estrelas e propuseram-se criar um sistema de crenças e um código religioso inspirado na série de filmes.

E, embora o número de adeptos tenha caído no decorrer do tempo por causa da queda da popularidade da “brincadeira”, no Reino Unido, de acordo com os dados do Censo de 2011, o Jediísmo tem mais seguidores que os rastafaris e os jainistas .

Segundo o líder da Igreja do Jediísmo no Reino Unido, Daniel Jones, os Jedis vão continuar a fazer trabalhos de caridade mesmo sem o estatuto legal.

O líder “religioso” afirmou ainda estar convencido que o movimento mudará de estatuto dentro de cinco anos, conquistando o título de religião.

Para Kenneth Dibble, consultor jurídico-chefe da Comissão de Caridade, “a lei relativa ao que é e não é uma caridade evolui continuamente e, como neste caso, pode ser influenciada por decisões em outras áreas.  O nosso papel é interpretar e explicar o que a lei considera uma instituição de caridade”.

O Jedeísmo também não conseguiu estatuto de religião oficial na Nova Zelândia, onde o ano passado o Ministério da Administração Interna negou à Sociedade Jedi o título de  “entidade religiosa caritativa” – o que a obriga a pagar impostos, como todo o mundo.

O que é o Jediísmo?

De acordo com a Ordem do Templo de Jedi, o Jediísmo é baseado na observação da “Força”, descrita como “um poder ubíquo e metafísico” que os Jedis acreditam ser a natureza subjacente e fundamental do Universo.

Os Jedis não acreditam num deus; a sua fé é na “Força” e no valor inerente de toda a vida dentro dela. Acreditam na vida eterna através da “Força” e, por isso, não são “obcecados com o luto por aqueles que morrem”.

A definição de Jediísmo diz que a religião é “uma inspiração e um modo de vida” para os que assumem “o manto de Jedi”. A Doutrina Jedi reconhece que há “espaço para que os seguidores simplesmente vejam o Jediísmo como uma filosofia ou modo de vida”.

Alguns dos adeptos do Jedeísmo preferem evitar a palavra religião.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …