Há autarquias interessadas em substituir os serviços da EDP

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O concurso para a concessão de distribuição de eletricidade só avança em 2019, mas já há autarquias interessadas em substituir os serviços da EDP nas casas das famílias e em pequenas e médias empresas.

De acordo com o Dinheiro Vivo, foram vários os municípios, nomeadamente no norte do país, que manifestaram interesse em fazer a exploração direta da distribuição de eletricidade na rede de baixa tensão, garante o regulador do setor energético.

Cristina Portugal, presidente da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos afirmou na quinta-feira num encontro com jornalistas, que “são os municípios que decidem se querem explorar ou não”. Mas, as autarquias que escolherem esta via “têm de apresentar um estudo económico”, explicou

As autarquias têm o direito histórico sobre as concessões da distribuição de eletricidade em baixa tensão, mas agora, com o fim dos contratos com a EDP, podem escolher entre fazer uma nova concessão, eventualmente com novos operadores, ou assumir a gestão direta da rede.

Caso assumam a gestão direta da rede, deixam de receber rendas anuais e têm de ressarcir a EDP pelos ativos da rede afetos à concessão em causa. Se optarem por concessionar, além das rendas, podem vir a receber um valor adicional da concessionária mas que não pode ser repercutido nas tarifas e nos clientes.

Os prazos das concessões, fixados em 20 anos, têm diferentes datas para terminar, com os últimos a ter termo em 2026.

Regras para novas concessões

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos propõe 3 modelos de distribuição das concessões pelo território nacional. A proposta apresenta um conjunto de regras para o concurso público que vai ser lançado em 2019.

De acordo com o Dinheiro Vivo, cada concessão deve ter mais de 600 mil clientes (pontos de entrega) para ser economicamente viável, segundo um estudo no qual se baseou o regulador. Além disso, o concurso de atribuição de concessões terá de respeitar a uniformidade tarifária, a coesão territorial e não pode haver aumentos dos custos.

A ERSE consultou a Associação Nacional de Municípios Portugueses antes de lançar a proposta, que estará em consulta pública até 17 de agosto. Será apresentado um primeiro relatório ao governo e à ANMP, a que se seguirá um relatório final, para o concurso avançar durante 2019.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Isto cheira-me a mais exploradores e novas manhas de exploração (mais custos), normalmente a coisa nunca vai para melhor veja-se o caso do tal imposto sobre o combustível que de provisório passou a definitivo.

  2. Mas porque é que os novos interessados teem que continuar a pagar a EDP os ativos?? em Portugal nunca nada funciona pela lei de mercado visto que existem interesses a serem salvaguardados e na energia estes serão de monopólio….

RESPONDER

17 de junho: Dois anos depois do "holocausto" que assolou Portugal

O incêndio que deflagrou há dois anos em Pedrógão Grande e que alastrou a concelhos vizinhos provocou a morte de 66 pessoas e 253 feridos, sete dos quais graves, e destruiu cerca de meio milhar …

Bilhetes de avião podem ficar 10% mais caros devido a novo imposto

Um novo imposto sobre as emissões de dióxido de carbono na aviação pode fazer com que os bilhetes fiquem 10% mais caros. A subida rondaria os 24 euros no preço médio das viagens. Os bilhetes de …

CEO do BCP defende taxa sobre transações financeiras para pagar Novo Banco

O CEO do Millennium BCP, Miguel Maya, defendeu a criação de taxas sobre transações financeiras sobre contribuintes portugueses como uma alternativa ao mecanismo de capital contingente para pagar o Novo Banco. Entre as contribuições para o …

Totti deixa Roma. "Chegou o dia que eu esperava que nunca chegasse"

O diretor técnico da Roma anunciou que vai deixar o cargo, por as suas opiniões não terem sido consideradas na escolha do novo treinador da equipa de futebol, o português Paulo Fonseca. "Chegou o dia que …

Bruges limita turismo "para não se tornar uma Disneylândia"

Burges, na Bélgica, é a mais recente cidade europeia a impor limites ao turismo para que "não se torne a Disneylândia". Dirk De Fauw, presidente da câmara local, anunciou em declarações ao jornal Het Nieuwsblad que …

Hospital Santa Maria abre inquérito a morte de Ruben Carvalho

A administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte decidiu abrir um processo de inquérito na sequência de notícias sobre eventual negligência hospitalar no internamento do histórico dirigente do PCP. Fonte oficial do Centro Hospitalar, que integra o …

Nós, Cidadãos! convida Aliança para coligação. Partido de Santana ainda está "a examinar"

O partido Nós, Cidadãos! desafiou a Aliança para uma coligação eleitoral “ao centro”, mas fonte oficial da força política liderada por Santana Lopes esclareceu que ainda está “a examinar”. O presidente do Nós, Cidadãos!, Mendo Castro Henriques, confirmou à …

Benfica desmente negociações com Atlético de Madrid por João Félix

O Benfica desmentiu, em nota divulgada esta segunda-feira, todas as notícias que dão conta de uma transferência iminente de João Félix para o Atlético de Madrid. João Félix tem feito capa em vários jornais espanhóis, que insistem …

Não havia tantos pré-avisos de greve desde o tempo da troika

Nas próximas semanas, são poucos os dias úteis que não têm pelo menos uma greve. Se o ritmo se mantiver, este será o ano da legislatura com mais pré-avisos. Dos hospitais aos tribunais, passando pelos transportes …

“Maré vermelha” interdita banhos em várias praias do Algarve

As praias entre a Ilha do Farol e Vilamoura, no Algarve, estão interditadas a banhos devido a uma concentração de uma alga marinha que pode ser perigosa para a saúde. As praias algarvias entre a Ilha …