Depois dos incêndios, Austrália está prestes a enfrentar uma “bonança” de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é muito provável que estas criaturas se proliferem.

A Austrália já teve de lidar com incêndios florestais extremos, inundações, tempestades de areia e até granizo. Agora, um grupo de especialistas está alertar para o perigo de aranhas mortais se proliferarem no país, devido às “condições perfeitas” que existem atualmente.

“Estamos a emitir uma mensagem de alerta ao público, já que as recentes condições de clima húmido, seguidas de dias quentes, criaram as condições perfeitas para que as aranhas-teia-de-funil prosperem”, lê-se numa publicação no Facebook do Australian Reptile Park.

Ainda que pareça assustador, esta não é uma experiência totalmente nova para Sydney. A Austrália é a casa de, pelo menos, 40 espécies de aranha-teia-de-funil. Uma delas é considerada a aranha mais letal para os seres humanos.

Quando o clima fica húmido, estes aracnídeos abandonam as suas tocas. As aranhas macho desta espécie têm um veneno seis vezes mais potente do que as fêmeas – e, segundo os especialistas, os machos são os únicos observados até agora.

No entanto, segundo o Science Alert, o Australian Reptile Park está preparado. Desde que o programa anti-veneno começou, na década de 1980, não houve uma única morte humana provocada por uma aranha-teia-de-funil.

Todos os anos, são relatadas entre 30 e 40 picadas, mas o veneno das aranhas que vivem neste parque australiano é usado para criar um antiveneno que já salvou centenas de vidas. Para o produzir, os cientistas retiram o veneno das aranhas, injetam-no num coelho e, de seguida, usam o anticorpo que este mamífero produz posteriormente para desenvolver um soro que evita um ataque semelhante em humanos.

Se por um lado a perspetiva de uma “bonança” de aranhas mortais na Austrália parece assustadora, também é emocionante: o parque está a pedir a todos os corajosos para capturarem as aranha-teia-de-funil que encontrarem.

No vídeo publicado no Facebook, um funcionário do parque explica como capturar estas criaturas velozes: basta usar um recipiente e uma colher (ou outro utensílio semelhante). Uma vez presa no recipiente, o especialista aconselha a colocar um pouco de algodão embebido em água, para que o animal não desidrate.

“Ao doar uma aranha ao parque de répteis, está a contribuir para salvar a vida das pessoas”, remata.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Tão lentamente quanto humanamente possível". Site simula como era usar a Internet nos anos 90

Se é jovem e gostaria de experimentar as velocidades lentas da Internet dos anos 90, está com sorte. Um novo site simula a experiência dolorosa à qual já não estamos habituados com as redes atuais. Nos …

Novembro vai ser “muito duro e muito exigente” (e fechar escolas seria uma "grande falta de respeito")

O primeiro-ministro, António Costa, avisou hoje que “convém não criar falsas expectativas”, porque novembro vai ser “muito duro e muito exigente”, sendo maior a probabilidade de, daqui a 15 dias, acrescentar mais concelhos à lista …

O Torsus Praetorian é o autocarro mais radical de sempre (e não permite faltas à escola)

Cheias, árvores caídas ou tempestades. Há muitas razões para faltar à escola ou, neste caso, haviam. É que a Torsus lançou um novo autocarro capaz de enfrentar todos os obstáculos e transportar as crianças até …

Spot, o cão-robô, visitou Chernobyl (e analisou os seus níveis de radiação)

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Bristol visitou a Central Nuclear de Chernobyl na semana passada para testar Spot, um robô de quatro patas feito pela empresa norte-americana Boston Dynamics. O Spot é o robô …

Sangue de porco é mais proteico do que qualquer proteína do mercado (e pode ser consumido em smoothies)

Uma equipa de investigadores do departamento de ciência alimentar da Universidade de Copenhaga desenvolveu um método para extrair proteínas do sangue de porco. O resultado é um pó fino, branco, com sabor neutro e com …

Costa anuncia cinco medidas restritivas para 121 concelhos "de elevado risco" e reforços da capacidade de resposta

Após um Conselho de Ministros extraordinário que durou mais de 8 horas, o primeiro-ministro anunciou este sábado novas "medidas imediatas" de combate à pandemia de covid-19. Concelhos "de elevado risco" estão sujeitos a medidas restritivas, …

Escola na China transformou-se num "edifício andante" para evitar a demolição

Os residentes da cidade chinesa de Xangai que, no início deste mês, passaram pelo distrito de Huangpu podem ter encontrado uma visão incomum: um "edifício andante". De acordo com a cadeia de televisão CNN, uma escola primária …

Joke Boon, a chef holandesa que não tem olfato nem paladar

Joke Boon perdeu o paladar e o olfato quando ainda era criança, mas isso não a impediu de viver da culinária, área na qual estes requisitos são, à partida, essenciais.  "Como seria a minha vida se …

Portugal com mais 39 mortos, mais 4007 casos e recorde de internamentos graves

Portugal registou hoje 39 mortos e mais 4.007 casos de novas infeções pelo novo coronavírus, tendo alcançado um novo recorde de 286 doentes internados nos cuidados intensivos por covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. Registou-se este …

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …