Austeridade ajudou a conter efeitos da pandemia. Crise será um “choque”, mas vai “criar oportunidades”

Alice O’Donkor / wikimedia

O economista Ricardo Reis, professor da London School of Economics.

A crise pandémica “será um choque para as economias”, mas “os choques podem criar oportunidades”. A análise é do economista Ricardo Reis, professor da London School of Economics, que também salienta como as políticas de austeridade ajudaram a conter os primeiros efeitos económicos da pandemia em Portugal.

“A política de austeridade, que nos últimos quatro ou cinco anos chamámos de contenção ou responsabilidade, permitiu-nos ter estímulos orçamentais“, considera o conceituado economista no programa “Da Capa à Contracapa” da Rádio Renascença (RR).

“Para quem questionou as cativações e outras artimanhas que permitiram ter austeridade com outro nome, por via do controlo do défice público nos últimos oito a nove anos, vê agora o resultado do sacrifício”, considera ainda o também presidente do Comité de Datação de Ciclos Económicos da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Ricardo Reis acredita que a segunda vaga de covid-19 não vai afectar tanto a economia portuguesa como a primeira, porque não deverá haver um confinamento generalizado, como o primeiro-ministro já anunciou.

Contudo, esta segunda vaga deve impedir uma recuperação rápida da economia já em 2021.

“É difícil adivinhar se vamos ter uma recuperação em ‘V’. É fácil de prever que haja um ressalto na economia simplesmente porque parar mais do que parámos em Março e Junho é impossível”, analisa o economista, considerando que “basta voltar a trabalhar mesmo em nova vaga de covid que a economia não vai sofrer tanto como sofreu”.

“Há aí um impulso de recuperação. Se vai ser refeito todo o caminho em 2021, é optimista”, considera porém.

Ricardo Reis acredita também que Portugal pode sair beneficiado com a crise pandémica, nalgumas áreas, nomeadamente com a generalização do teletrabalho.

Receber os choques pode criar oportunidades, para desta vez tirarmos partido delas. Talvez seja uma oportunidade uma empresa se diversificar e instalar as suas fábricas em Portugal. E uma segunda oportunidade está na mudança para cada vez mais trabalho à distância”, constata.

“Os economistas falam das ‘economias da aglomeração’, as forças que levam a que a Alemanha e a França tenham vantagens competitivas por estarem próximas dos centros do mundo e que podem ser hoje menores. E assim um país periférico como Portugal beneficia”, acrescenta ainda o economista.

Contudo, Ricardo Reis destaca como pontos negativos a grande dependência externa de Portugal, pelo que uma possível crise financeira internacional complicará a retoma económica.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Em todas as crises há oportunidades. Olhem aí todos de motorizada a levar comida a casa. O problema dos choques é que estes implicam ajustes que não são imediatos. E as pessoas não comem para stock. Não hibernam como os ursos. Logo, há sempre um período de tempo complicado, ainda para mais num país em que entre reformados e assalariados mais de metade está no equivalente ao salário mínimo ou aí próximo. E 75% da população não passa dos 25 mil euros anuais (agregado familiar). Isso sim, é dramático. Felizmente que o nosso PR, PM e Presidente da CML trouxeram para Portugal a final da Liga dos Campeões e neste momento praticamente não há desemprego e está tudo bem.

    • Stock só mesmo de papel higiénico o que é obviamente muito importante para o português. Talvez porque nos estejamos a cag*r para se quem nos governa é realmente competente ou não.

  2. Esta opinião em teoria é muito bonita e promissora. Na prática não passa de uma especulação otimista que poderá nunca se concretizar.
    O problema dos governos, instituições, especialistas, etc. é que cada vez mais baseiam as suas decisões ou ideias em pressupostos em vez de realidades…

RESPONDER

Académicos sul-africanos querem diminuir o brilho do Sol

Um grupo de cientistas e académicos sul-africanos considera diminuir o brilho do Sol para evitar uma seca devastadora na Cidade do Cabo, de acordo com um novo estudo científico recentemente publicado. Os especialistas pretendem lançar …

O Universo está cheio de uma substância misteriosa: chama-se quintessência

Uma equipa internacional de cientistas sugere, num novo estudo, que a expansão acelerada do Universo pode ser causada por uma substância misteriosa chamada quintessência. Os cientistas acreditam que a expansão do Universo está relacionada com a …

Entrevista: "Demorei 2 anos a aperfeiçoar o meu passe; os miúdos de Timor já jogam lindamente!"

Sara Moreira Silva é a líder da primeira escola de voleibol em Timor-Leste, que vai arrancar em janeiro de 2021. Fica aqui a perspetiva de uma portuguesa que vê muito talento entre os timorenses...que não …

O edifício mais antigo do mundo ainda em funcionamento "mora" em Roma

O Panteão de Roma, o edifício mais antigo desta cidade italiana, continua a ser utilizado nos dias de hoje, cerca de 2.000 anos depois da sua construção. Edificado em meados de 125 a.C sob a …

Da cabeça de javali à perdiz. Historiadores e chefs ensinam a cozinhar pratos medievais

Uma equipa de historiadores e grandes chefs reuniu-se para oferecer um curso online para ensinar os alunos a criar banquetes medievais. Professores da Universidade de Durham e chefs do restaurante Blackfriars criaram o Eat Medieval, que …

The Climate Store. Os preços desta loja sueca variam conforme a pegada ecológica

Os rótulos dos alimentos já indicam o quão bom ou mau um produto é para a nossa saúde, mas e o planeta? Um número crescente de marcas está agora a rotular os seus produtos para …

A cidade-irmã mais famosa de Petra abre finalmente ao público. "Esconde" túmulos amaldiçoados

A cidade de Hegra, localizada nos desertos a norte de Al Ula, no noroeste da Arábia Saudita, vai pela primeira vez abrir ao público, podendo os visitantes explorar agora este local antigo sem quaisquer restrições. …

Falha no Microsoft Excel pode ter levado a mais de 1.500 mortes no Reino Unido

Um erro no Microsoft Excel que eliminou quase 16 mil casos de covid-19 das estatísticas do Reino Unido pode ter levado a mais de 1.500 mortes evitáveis, de acordo com um artigo da Warwick University. Os …

Pessoas com bons hábitos de sono têm menor risco de insuficiência cardíaca

Os padrões de sono saudáveis ​​incluem acordar de manhã cedo, dormir 7 a 8 horas por noite e não ter insónias ou sonolência diurna excessiva. Esta pode ser a receita secreta para evitar insuficiência cardíaca, …

Marcelo quer regras do Natal na próxima semana. E lembra que não há lugar para uma crise política

O Presidente da República defendeu, esta sexta-feira, que as medidas para o fim-de-semana do Natal devem ser conhecidas já na próxima semana. E congratulou-se com o facto de já haver um Orçamento aprovado. Em resposta às questões …