“Atravesso a rua e arranjo-te já um emprego”, diz Macron a jovem desempregado

O Presidente francês Emmanuel Macron está a ser alvo de críticas após ter dito a um jovem horticultor desempregado que, para arranjar emprego, basta atravessar a rua.

Emmanuel Macron está a ser alvo de críticas depois de ter sido divulgado um vídeo, este domingo, no qual o chefe de Estado francês diz a um jovem horticultor desempregado que, para arranjar emprego, basta atravessar a rua.

“Tenho 25 anos, farto-me de enviar currículos e cartas de motivação, mas não me serve de nada. Envio para todos os lados, autarquias, mas ninguém liga”, queixou-se o jovem ao Presidente, nos jardins do Palácio do Eliseu, em Paris, este sábado.

“Queres trabalhar em que setor?”, questionou Macron, ao que o jovem respondeu “sou horticultor”. Na resposta, Macron aconselha o jovem a mudar de setor e a reorientar a sua busca.

“Se estás pronto e motivado, na hotelaria, nos cafés, na restauração, na construção, não há lugar onde vá que não me digam que precisam de gente. Um único! Hotéis, restaurantes, atravesso a rua, arranjo-te já um“, disse.

O jovem garantiu não ter “qualquer problema com isso, mas mando o CV e nunca me chamam”. Na resposta, Macron assegurou: “Vais por uma rua, vais a Montparnasse, vais a todos os cafés e restaurantes… Francamente, estou seguro que um em cada dois estão a recrutar agora. Vai lá!”.

As críticas face à atitude do Presidente francês não tardaram a chegar. Thomas Portes, porta-voz do Partido Comunista francês, comentou que a atitude de Macron foi “desdenhosa”, adianta o Diário de Notícias.

“Hotéis, cafés, restaurantes… Eu atravesso a rua e arranjo-te trabalho”. Nova saída desdenhosa de Emmanuel Macron para um desempregado. A título informativo o homem é horticultor. Então a solução é: mudar de setor? Este desprezo pelas classes trabalhadoras é insuportável”, escreveu no Twitter.

Alexis Corbière, deputado e porta-voz do movimento França Insubmissa, também comentou a atitude do chefe de Estado. “É culpa dos desempregados não conseguirem arranjar um emprego? Absurdo… A impotência do governo face ao desemprego transforma-se em desprezo em relação aos desempregados”, escreveu na mesma rede social.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. O Presidente francês não tuteou o jovem. A tradução em português deve ser “Atravesso a rua e arranjo-lhe já um emprego”. Os franceses como os portugueses têm por assim dizer as mesmas regras de tratamento. Neste caso não se trata de uma tradução do inglês para o português em que o pronome “you”, conforme o contexto deve ser traduzido pela segunda pessoa do plural ou do singular.
    Respeitem a Língua Portuguesas, cujas regras não fortam feitas para os cães!

  2. Mas agora critica-se o Presidente por dizer as verdades?
    Se queres emprego sentado com bom salário, regalias e poucas tarefas, isso esta complicado (os boys ocuparam os tachos todos)
    Agora se queres trabalhar, faz-te á vida. Isto de mandar currículos (Copy/Paste) para todos os lados e esperar que alguém responda, não dá nada.
    Tem de se mostrar empenho, ver as pessoas cara a cara e convencer que somos o funcionário que ele nem fazia ideia que precisava.

  3. A. M. Para o sr. Luis: Grande aula de português ! E se fosse consigo o discurso que o presidente teve com aquele agricultor era analisado por si da mesma maneira ou chamava-o à atenção ? Já tenho visto nestas páginas muito pior e olhe … lá vai o nosso português a caminho dos acordos ortográficos e não só !!!

  4. O Macron pretendia simplificar o processo de arranjar emprego e transmitir a ideia que empregos há muitos, só não tem trabalho quem não está disposto tão pouco a atravessar a rua. O problema neste discurso é que atravessar a rua, e sobretudo atualmente em França, é um risco. E para muitos mais vale não correr esse risco e mamar à fartazana na teta do estado livre, igual e fraterno.

    • É… pleno emprego, mas muito precário e quase escravo!…
      O problema é que a França dá “quinze a zero” aos EUA em tudo que tem a ver com qualidade de vida!!

          • Sim Portugal é dos países mais pacificos, mas voce nao falou só nisso voce disse que a França dava 15 a 0 aos EUA.
            1 – Tamanho das casas: Pelo preço de viver numa caixa de fósforos voce tem uma bela vivenda nos EUA. É standard nos EUA casas com 2 ou 3 casas de banho
            2 – Você trabalha, nos Estados Unidos paga muito menos impostos que em França, onde tudo é dado a quem nao quer trabalhar
            3 – Fundações e instituições de caridade são muito mais populares nos Estados Unidos que em França
            4 – Os miudos fazem muito mais desporto nos EUA que em França
            5 – A inovação e invenções são muito maiores nos EUA. De onde veio a internet?
            6 – O desemprego nos Estados Unidos é muito menor que em França
            7 – A natalidade nos EUA é muito maior, porque as condições para se ter filhos são melhores
            8 – Os atentados terroristas são o pão nosso de cada dia em França, tantos que já nem aparecem nas notícias o que tem a ver com a política desregulada de emigração
            9 – Os franceses são das pessoas mais antipáticas que há
            10 – Voce tem um cancro, o local onde tem mais hipóteses de sobrevivencia no mundo, é nos EUA
            11 – Voce tem uma ideia de negócio nos Estados Unidos fica rico, tem-na na Europa provavelmente fica anos à espera de autorizações

            15-0? Yeah right

Responder a Luis Cancelar resposta

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …

Novo estudo explica a importância de esterilizar os gatos antes da adolescência

Um novo estudo sugere que a idade de esterilização dos gatos deve ser antecipada de seis para quatro meses, com o objetivo de prevenir ninhadas indesejadas de gatinhos, que muitas das vezes acabam por ser …

Publicidade do Pingo Doce a promoções viola a lei do confinamento

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica está a avaliar incumprimento que visa aumentar clientes em loja durante o fim de semana. Os supermercados da Jerónimo Martins estão a publicitar promoções numa altura em que …

A tomada de posse de Joe Biden deixou os apoiantes do QAnon sem rumo

Com a tomada de posse de Joe Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos, esta quarta-feira, a frustração começou a infiltrar-se entre os apoiantes do QAnon. O QAnon é um movimento nascido, em 2017, no seio …

Pela quarta vez em quase 50 anos, gelo cobriu o deserto do Saara

Na terça-feira passada, um dos lugares mais secos do mundo acordou com uma geada sobrenatural. Foi apenas a quarta vez em quase 50 anos. No deserto do Saara, no noroeste da Argélia, nos arredores da cidade …