Ativistas exigem fim de testes de virgindade a candidatas a polícia na Indonésia

Austronesian Expeditions / Flickr

A Human Rights Watch (HRW) apelou à polícia nacional da Indonésia para acabar com os testes de virgindade às mulheres candidatas a integrar aquela força de segurança.

Segundo a Organização Não Governamental (ONG), as candidatas devem ser solteiras e virgens e é normal exigir um exame clínico em muitas estruturas policiais daquele que é o maior país muçulmano do mundo, apesar de a hierarquia já ter ordenado o fim desse tipo de inspeção.

Em entrevistas à HRW, citadas pela AFP, várias mulheres descrevem o exame clínico como “doloroso e traumático”: as candidatas são despidas perante médicas e sujeitas a um “teste de dois dedos” para avaliar se ainda são virgens, um método que a ONG classifica de arcaico e incorreto.

“Não me quero lembrar dessas más experiências. Foi humilhante”, afirmou uma jovem de 19 anos à HRW, que fez o teste na cidade de Pekanbaru, no oeste da ilha de Sumatra.

“Porque é que temos de tirar as nossas roupas em frente de estranho, penso que isso deveria parar”, acrescentou.

Nisha Varia, responsável da HRW para os direitos das mulheres, classificou os exames como uma “prática discriminatória que magoa e humilha” as candidatas.

“As autoridades policiais em Jacarta têm de abolir, imediata e inequivocamente, o exame e fazer cumprir essa decisão”, disse a responsável.

Estes exames contrariam as normas gerais da polícia mas, até ao momento, pouco tem sido feito para forçar uma alteração dos procedimentos tradicionais, acusou ainda Nisha Varia.

Em resposta, o porta-voz da polícia, Ronny Sompie, afirmou que as candidatas são sujeitas a um “exame de saúde abrangente” e que o objetivo é avaliar se têm doenças sexualmente transmissíveis.

Mesmo que as candidatas não sejam virgens isso não é motivo para chumbar nos exames clínicos, acrescentou o responsável.

Contudo, a HRW recordou que o comandante nacional da polícia indonésia, Sri Rumiati, já havia justificado a posição das autoridades, em 2010.

“Queremos ter prostitutas a juntar-se à polícia?”, disse então Sri Rumiati, em resposta às mesmas críticas dos ativistas de direitos humanos.

As mulheres compõem 3% do efetivo policial de 400 mil agentes em todo o país.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

2020 regista descida de acidentes rodoviários, mortos e feridos durante os primeiros 8 meses

O número de acidentes rodoviários, de vítimas mortais e de feridos diminuiu nos primeiros oito meses deste ano, em relação ao período homólogo de 2019, indica um relatório da Segurança Rodoviária. A Autoridade Nacional de Segurança …

Suspeito do ataque junto ao Charlie Hebdo acusado de tentativa de homicídio

O suspeito de ferir gravemente duas pessoas, na passada sexta-feira, à porta da antiga redação do semanário Charlie Hebdo, em Paris, foi acusado de "tentativa de homicídio relacionada com motivação terrorista", segundo a AFP. A informação …

SNS24 encaminhada crianças para a urgência "sem critério clínico", diz Ordem dos Médicos do Centro

A Ordem dos Médicos do Centro lamentou hoje que a linha SNS 24 esteja a encaminhar crianças "sem critério clínico" para as urgências hospitalares e pediu a definição urgente de "um plano seguro e com …

13 de outubro em Fátima com lotação reduzida a 6.000 fiéis

O Santuário de Fátima estima a presença de seis mil pessoas no recinto durante a peregrinação de 12 e 13 de outubro, estando prevista a colocação de círculos no chão, que reforçará a distância entre …

Jovem de 22 anos detido por suspeitas de burla de milhares de euros no MB Way

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um indivíduo, de 22 anos, suspeito de diversos crimes de burla informática, falsidade informática, acesso ilegítimo e branqueamento de capitais, estando em causa um montante de dezenas de milhares de …

Nagorno-Karabakh. Alta Comissária da ONU insta a um "cessar-fogo imediato"

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos manifestou, esta terça-feira, a sua preocupação face ao aumento das hostilidades entre o Azerbaijão e os separatistas arménios no enclave de Nagorno-Karabakh, instando as partes a …

Rio duvida que país consiga investir verba prevista para setor público

O presidente do PSD, Rui Rio, manifestou esta quarta-feira dúvidas de que o país consiga investir toda a verba prevista pelo Governo no plano de recuperação para a administração pública, prometendo que o documento social-democrata …

MP acusa três inspetores do SEF de homicídio de imigrante ucraniano

O Ministério Público acusou esta quarta-feira três inspetores do SEF do homicídio qualificado de um cidadão ucraniano, ocorrido a 12 de março no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa. Segundo uma nota da Procuradoria …

UE prepara lei que obriga gigantes tecnológicas a partilhar dados

A União Europeia (UE) está a preparar-se para forçar as gigantes tecnológicas a partilharem os dados que têm dos consumidores com empresas rivais menores, de acordo com uma nova lei que a Comissão Europeia está …

Morreu Quino, criador de Mafalda

O autor argentino Quino, célebre por ter criado a contestatária personagem de banda desenhada Mafalda, morreu esta quarta-feira em Mendoza, na Argentina, aos 88 anos, revelou a agência Efe. De acordo com o jornal argentino Clarín, …