Ser ativista ambiental é mais perigoso em alguns países do que noutros

EA / Pexels

Colômbia

Nos países desenvolvidos, são vários os ambientalistas a pedir ação em caso de emergência planetária. Mas quando os ambientalistas são corajosos o suficiente para se fazerem ouvir em lugares como Barrancabermeja, na Colômbia, protestam normalmente contra problemas locais. 

A falta de saneamento, a água contaminada e a desflorestação são três dos problemas que degradam o ambiente local, representando também uma ameaça direta à saúde humana.

Barrancabermeja, na Colômbia, alberga a maior refinaria de petróleo da Colômbia.A refinaria opera há cerca de 100 anos e, durante esse período de tempo, as indústrias locais poluíram os cursos de água natural com metais pesados, que foram absorvidos pelo solo e pela vegetação com que o gado se alimenta.

A água potável não chega a todas as áreas de Barrancabermeja, fazendo com que alguns lugares não tenham água corrente, uma situação que já motivou vários protestos ambientais.

A poluição e o acesso a água potável são dois dos principais problemas da cidade, que motivam greves e protestos. Mesmo durante o pior conflito colombiano, entre os anos 1980 e o início dos anos 2000, a população de Barrancabermeja foi suficientemente corajosa para protestar pelo direito à água potável. E ainda hoje o fazem.

Segundo o The Conversation, no coração da indústria pesada da Colômbia, o ambientalismo tem raízes antigas e passou por duras décadas de violência e intimidação. A população colombiana mantém a preocupação com o ambiente há muitos anos, mas sempre sob pressão.

Os protestos ambientais em países em desenvolvimento da Ásia, América Latina, África ou Caraíbas podem ser perigosos. Estas regiões são, coletivamente, conhecidas como Global South.

Dos 20 países com mais assassinatos de ativistas ambientais em 2018, 19 são considerados parte do Global South. A única exceção é a Ucrânia, que ocupa a 10ª posição com três mortes. As Filipinas registaram mais assassinatos do que qualquer outro país, com 30 mortos no ano passado, seguida da Colômbia, com 24 mortes.

Em Barrancabermeja, os líderes ambientais são caluniados, intimidados e ameaçados. Muitos viram-se obrigados a abandonar as suas casas e procurar asilo político no exterior.

O movimento ambiental ganhou o apoio de milhões de pessoas em 2019. No entanto, manter a solidariedade para com as pessoas menos afortunadas dos países em vias de desenvolvimento e exigir uma ação coordenada e global é essencial.

A comunicação social assume um papel importante nesta missão, mas é importante que as experiências das pessoas que protestam em locais como Barrancabermeja sejam ouvidas, defende Fatima Garcia Elena, professora na Faculdade de Ciências Sociais, Nottingham Trent University, no Reino Unido.

É inegável a existência de diferenças nas lutas ambientais em todo o mundo. Aumentar a consciencialização sobre o aumento da temperatura é importante, dado que a crise climática é um problema global. No entanto, os riscos não são distribuídos de maneira uniforme e os efeitos são mais localizados e prementes apenas para alguns.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Turismos de Portugal e Espanha querem "confinar" população na Península Ibérica. Fronteiras só abrem em julho

Os Turismos de Portugal e Espanha estão a preparar campanhas de promoção para captar os 55 milhões de habitantes dos dois país durante o verão. De acordo com o semanário Expresso, Portugal e Espanha preparam-se para …

Autocarro do Benfica apedrejado. Casas de jogadores vandalizadas com ameaças

O autocarro benfiquista foi apedrejado após o jogo com o Tondela. Além disso, a casa de alguns jogadores foram grafitadas com ameaças, nomeadamente a de Pizzi. O autocarro do Benfica foi atacado após o empate frente …

Rio só está à espera de Marcelo. E não se compromete com o Orçamento

O presidente do PSD deu uma entrevista à TSF, na qual afirmou que só está à espera que Marcelo Rebelo de Sousa avance para anunciar o apoio do partido à sua recandidatura. Em entrevista à TSF, …

Contrariando as autoridades, Hong Kong assinala aniversário de Tiananmen. "Podem reprimir as nossas atividades mas não o nosso espírito"

Evocando razões de saúde pública devido à pandemia, as autoridades de Hong Kong proibiram a vigília de quinta-feira que visava assinalar o 31.º aniversário do massacre de Tiananmen. As aglomerações com mais de oito pessoas …

Governo pondera criar nova contribuição sobre a banca para financiar Segurança Social

O Governo de António Costa está a estudar a criação de uma contribuição adicional de solideriedade sobre o setor bancário para ajudar a financiar a Segurança Social e fazer face aos custos de resposta à …

Arqueólogos encontram rara ferramenta de caça com 300 mil anos

Arqueólogos encontraram uma ferramenta de madeira utilizada na caça há 300 mil anos. É muito raro encontrar artefactos paleolíticos feitos de madeira, realça o autor do estudo. Uma equipa de investigadores da Universidade de Tübingen e …

Twitter não descarta suspender conta de Donald Trump

Um alto responsável da plataforma digital Twitter não excluiu a suspensão da conta da Donald Trump caso o Presidente norte-americano prossiga a publicação de mensagens incendiárias que transgridam as regras daquela rede social. Com 81,7 milhões …

Patrões agradados com o plano do Governo. PSD diz que "é muito fraco"

Enquanto patrões e sindicalistas ficaram bastante satisfeitos com o Programa de Estabilização Económica e Social apresentado pelo Governo, o PSD deixou duras críticas. Esta quinta-feira, no final do Conselho de Ministros, onde foi aprovado o plano …

Na resposta a uma crise, ligações humanas podem piorar ainda mais as coisas

Um novo estudo sugere que a conexão humana nem sempre é uma coisa boa, sobretudo quando se trata de ultrapassar uma crise com sucesso. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 2480 voluntários …

Brasil ultrapassa Itália e torna-se no terceiro país com mais mortes

O país sul-americano, que tem uma população estimada em 210 milhões de habitantes, contabiliza 34.021 vítimas mortais e 614.941 casos confirmados. O Brasil ultrapassou a Itália e tornou-se no terceiro país do mundo com mais mortes …