Astrónomo do Instituto SETI garante que vamos encontrar extraterrestres até 2036

Seth Shostak, astrónomo e astrofísico do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) está convencido de que os humanos vão encontrar uma civilização extraterrestre inteligente até 2036.

“O SETI duplica a velocidade aproximadamente a cada dois anos porque a velocidade depende muito dos computadores”, disse o astrónomo e astrofísico Seth Shostak, em entrevista ao The Debrief. “Então, basta seguir a Lei de Moore e eu aposto com todo a gente um copo de Starbucks que encontraremos algo até 2036.”

Shostak explicou que as pessoas não percebem como o SETI funciona. Os media retratam o instituto e respetivos investigadores como um grupo de cientistas que ficam sentados a ouvir o ruído de fundo do cosmos e ficam animados quando ouvem algo fora do comum.

“Nós não nos sentamos à frente dos computadores e olhamos para os dados. Seria como assistir milhões de canais de relevisão ao mesmo tempo”, explicou o astrofísico.

Na verdade, a enorme rede de computadores do SETI faz toda esse escuta. Conforme esses computadores se tornam melhores e mais rápidos, conseguem podem ouvir mais sinais.

Um Universo é um lugar grande e, à medida que o poder de processamento se torna mais rápido, os computadores SETI podem observá-lo melhor.

Shostak baseia a sua previsão na Lei de Moore, uma teoria de meio século postulada pelo cofundador da Intel, Gordon Moore, que supõe que a velocidade de processamento de um computador duplicará a cada dois anos. Embora alguns peritos na indústria de tecnologia afirmem que a Lei de Moore já não é aplicável devido a mudanças no design, computação quântica e até mesmo nano-biotecnologia, a teoria ainda é geralmente aceite. É responsável pela velocidade com que o desenvolvimento tecnológico ocorreu nas últimas décadas.

Shostak também apontou que a compreensão geral do cosmos mudou drasticamente nos últimos anos. “Acho que a grande coisa que aconteceu nos últimos vinte anos ou mais foi a descoberta de exoplanetas. As pessoas sabem que isso é verdade. Sabem que encontramos muitos planetas e que os planetas são comuns”, afirmou Shostak.

O cientista observou que sempre houve um otimismo geral de que haja civilizações extraterrestres. O entendimento de que existem muitos outros planetas semelhantes à Terra deu às pessoas um impulso para querer ir mais longe.

Shostak espera que 2036 seja um ano crucial porque os computadores do SETI terão aumentado em velocidade e eficiência. “É quando teremos olhado para cerca de um milhão de sistemas estelares e é o meu instinto que diz que um milhão é o número certo para encontrar algo”, explicou.

Devido à distância entre a Terra e outros planetas e sistemas estelares que podem conter vida inteligente, a comunicação direta será impossível. Uma vez que os sinais de rádio e lasers têm um limite de velocidade de pouco menos de 300.000 quilómetros por segundo, os anos-luz entre a Terra e a fonte de qualquer comunicação potencial podem significar que qualquer sinal detetado pode variar de alguns anos a milhares de anos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Sim, sim! Para além de extraterrestres em 2036 a NASSA também vai à Lua! Ou então por causa de alguma outra epidemia venha anunciar que fica adiada para quem sabe lá pra 2112 ou 2222!

RESPONDER

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …