/

Astrónomo amador descobre mais uma lua de Júpiter

1

NASA / JPL / SwRI

Impressão de artista de Júpiter, criada a partir de imagens captadas pela sonda Juno da NASA, que tem vindo a estudar o planeta desde que aí chegou no dia 4 de julho de 2016.

Kai Ly revisitou dados captados em 2003 pelo Telescópio Canadá-França-Havai (CFHT) e descobriu uma nova lua na órbita de Júpiter, que ganhou o nome provisório de EJc0061.

Segundo a União Astronómica Internacional (IAU), Júpiter tem 79 luas conhecidas. Recentemente, o astrónomo amador Kai Ly descobriu um satélite natural ainda desconhecido, graças a dados de 2003 do Telescópio Canadá-França-Havai (CFHT), localizado no Havai.

De acordo com o IFL Science, EJc0061 = S/2003 J 24, – como é atualmente conhecido até ser aprovada uma nova designação – orbita Júpiter de 694 em 694 dias e tem um movimento retrógrado.

“Tenho orgulho em dizer que esta é a primeira lua planetária descoberta por um astrónomo amador! Fora isso, não há nada de notável nesta lua Joviana – é apenas um membro típico do grupo Carme”, disse Kai Ly. Este grupo diferencia-se das outras luas de Júpiter, como Ganimedes e Europa, por orbitar o planeta durante períodos de cerca de dois anos.

A descoberta foi publicada no Minor Planet Mailing List board, que faz parte do centro de astrofísica de Harvard – Smithsonian, nos Estados Unidos.

O estudante analisou as imagens do Telescópio Canadá-França-Havai (CFHT) captadas em fevereiro de 2003 por cientistas da Universidade do Havai, e encontrou um novo membro do grupo Carme, formado por outras 22 pequenas luas que orbitam em torno de Júpiter.

O Sky & Telescope salienta que o mais provável é que esta lua seja um fragmento que se separou da lua Carme, que orbita o planeta juntamente com outros 78 satélites naturais.

Com esta descoberta, o número total de luas detetadas em Júpiter é agora de 80.

  Liliana Malainho, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.