AstraZeneca só entregou 10% das vacinas. Depois de Itália, França e Alemanha também admitem bloquear exportações

Fracisco Seco / Pool / EPA

A presidente da Comissão Europeia avisou esta segunda-feira que outros países poderão seguir o exemplo de Itália e bloquear as exportações de vacinas contra a covid-19 e disse esperar um reforço na entrega no segundo semestre.

Numa entrevista a um jornal alemão, a presidente da Comissão Europeia salientou esperar que quase 100 milhões de doses por mês da vacina da covid-19 sejam entregues no segundo trimestre na UE, onde os programas de imunização estão a decorrer a um ritmo muito lento.

“Esperamos uma média de quase 100 milhões de doses por mês no segundo trimestre e um total de 300 milhões até ao final de junho”, sublinhou Ursula von der Leyen.

Além disso, a presidente da Comissão Europeia espera que 50 milhões de doses sejam entregues ainda em março, sendo que a UE – com uma população de quase 748 milhões de habitantes – recebeu apenas 51,5 milhões de doses de vacinas desde o final de dezembro.

Segundo Ursula von der Leyen, a AstraZeneca continua a falhar na entrega de vacinas à UE e, até agora, entregou “menos de 10%” do volume previsto até final de março, tal como estava no contrato assinado entre a farmacêutica e o executivo comunitário.

O caso do bloqueio da exportação de 250 mil doses da vacina para a Austrália pelo Governo italiano “não foi um caso isolado”, disse Ursula von der Leyen, na entrevista ao diário alemão.

Roma invocou, na quinta-feira, a escassez de doses na União Europeia (UE) e uma situação não urgente na Austrália como argumento para a decisão de não autorizar a exportação de um lote de 250 mil doses da vacina desenvolvida pela AstraZeneca/Oxford e que tinham sido produzidas com essa finalidade numa fábrica da farmacêutica em Itália.

Itália foi, assim, o primeiro país a acionar o mecanismo, mas, de acordo com a Euronews, França e Alemanha já disseram que admitem fazer o mesmo. Para Jens Spahn, ministro alemão da Saúde, “em caso de dúvida, temos de aplicar uma pressão que garanta que as entregas são executadas e que essa operação é fiável”.

A Austrália procura agora garantias de que não vai haver bloqueio a novos carregamentos de vacinas e o primeiro-ministro Scott Morrison disse compreender a emergência europeia, mas lembra que também tem um plano de vacinação em marcha.

“Em Itália, morrem pessoas ao ritmo de 300 por dia. Posso, por isso, compreender o elevado nível de ansiedade que existe em Itália e noutros países da Europa – essa não é a situação na Austrália. No entanto, conseguimos assegurar os abastecimentos, e até abastecimentos adicionais, tanto com a Pfizer como com a AstraZeneca, o que significa que podemos continuar a executar do nosso programa”, afirmou.

Itália e Grécia aprovam vacina para maiores de 65 anos

Depois de França, Alemanha, Dinamarca e Suécia terem alargado, nos últimos dias, o uso da vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos, Itália também o fez. A notícia foi avançada, esta segunda-feira, pelo ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza.

De acordo com o jornal italiano The Local, a “luz verde” para uso desta vacina na população mais idosa foi dada no seguimento de um parecer do Conselho Superior de Saúde italiano.

É referido que “foi disponibilizada mais informação científica” sobre a vacina, que “indica que, mesmo em pessoas com mais de 65 anos, a administração da AstraZeneca permite uma proteção significativa tanto do vírus SARS-CoV-2, como de severas formas, por vezes até fatais, da covid-19”.

Ainda assim, o governante italiano informou que pessoas “extremamente vulneráveis” a doenças de risco relacionadas com a covid-19 ficam ainda excluídas deste alargamento do uso da AstraZeneca.

Segundo o Greece City Times, também a Grécia aprovou esta vacina para maiores de 65 anos. “É seguro, cria uma resposta imunológica, é eficiente e protege todos os vacinados”, disse Maria Theodoridou, presidente do Comité Nacional de Vacinas da Grécia.

Theodoridou destacou ainda a importância da vacina na redução da taxa de internamentos hospitalares, bem como na redução da gravidade dos sintomas nos pacientes.

Maria Campos Maria Campos, ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

No funeral de Filipe, a família real não vai usar uniformes militares "para evitar envergonhar Harry"

No funeral do duque de Edimburgo os membros da família real não vão usar uniformes militares. A quebra na tradição é justificada como medida "para evitar envergonhar" o príncipe Harry. Segundo o The Sun, a decisão …

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …