Um asteróide explodiu na Rússia esta semana e nós não vimos (mais uma vez)

Nem só de Mundial se faz a Rússia. Durante esta semana, várias cidades russas contemplaram um fantástico espetáculo de luzes nos céus, quando um meteoro se desfez numa bola de fogo na paisagem, sem causar quaisquer danos. 

Segundo os dados da NASA, o meteoro explodiu com 2,8 quilotons de TNT, na passada quinta-feira, às 01h16, sobre várias cidades russas, incluindo Lipetsk, situada a sudeste de Moscovo.

A agência espacial norte-americana indica que asteróide explodiu a 27,2 quilómetros de altitude, enquanto viajava a uma velocidade de 14,4 quilómetros por segundo.

O tamanho da explosão indica que se tratava de um pequeno asteróide, com cerca de quatro metros de diâmetro. Comparativamente com o asteróide de 20 metros que atingiu Chelyabinsk, também na Rússia, em fevereiro de 2013, este é bem mais pequeno.

“O acontecimento foi relatado por testemunhas das cidades de Kursk, Lipetsk, Voronzeh e Orel. Muitas das testemunhas relataram um grande estrondo sónico“, de acordo com a Organização Internacional de Meteoros.

Apesar de ainda não sabermos se algum dos fragmentos do asteróide atingiu a superfície da Terra, sabemos que provavelmente a enorme explosão – causada pelo atrito do ar –  desintegrou a maior parte da rocha antes mesmo de conseguir alcançar o chão.

Um grupo de cientistas da Universidade Federal de Ural, na Rússia, acredita ter encontrado os primeiros meteoritos provenientes deste asteróide. Os fragmentos de pedra têm pelo menos três centímetros e foram encontrados na região de Lipetsk, segundo a mesma organização.

Como este fenómeno se tornou relativamente comum, o asteróide não foi detetado até atingir a superfície da atmosfera – o que nos deixa um pouco nervosos.

Porém, e apesar de não se tratar de um gigante rochoso que poderia destruir a vida como a conhecemos, este acontecimento mostra que ainda há um longo caminho a percorrer até detetarmos com facilidade intrusos provenientes do espaço.

Felizmente, a NASA está a tentar melhorar o rastreamento de asteróides potencialmente problemáticos. Ainda nesta quarta-feira, a agência espacial norte-americana apresentou o seu plano para destruir o asteróide do fim do mundo.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Coitada da Rússia; é culpada de tudo e mais alguma coisa, sobretudo do que se inventa (e mente) nos Países Ocidentais. Aposto que até vai ser culpada de a selecção não vir a ser campeã mundial de futebol 2018. Talvez só por ser na Rússia

    • Pois, “coitada” da Rússia… nem os asteróides a respeitam!…
      Mas, não deve ser culpada da tua falta de bom senso e inteligência!…

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …