Assis critica novo Governo do PS. É “muito António Costa” e feito só para dois anos

Miguel A. Lopes / Lusa

O ex-eurodeputado do Partido Socialista, Francisco Assis

O ex-eurodeputado do Partido Socialista (PS) Francisco Assis não poupou nas críticas ao novo Governo, que António Costa apresentou ao Presidente da República na terça-feira ao final do dia, considerando que este é um executivo à imagem e semelhança do primeiro-ministro, feito para durar apenas dois anos.

“Os cálculos de António Costa são estes. Há aqui dois anos de combate político permanente. Depois vai haver dois momentos importantíssimos: a presidência portuguesa da União Europeia e as eleições autárquicas. António Costa formou um Governo a pensar neste dois anos”, disse o ex-eurodeputado socialista no programa Casa Comum de quarta-feira, segundo informou a Rádio Renascença.

“Valorizou muito a continuidade, a experiência, mesmo de ministros que estão muito desgastados junto da opinião pública”, acrescentou, no debate semanal com o social-democrata Paulo Rangel, que também aponta o desgaste de alguns ministros que continuam no Governo.

Para Paulo Rangel, “o pior de tudo é não haver renovação nenhuma”, considerando que “onde verdadeiramente as coisas vão doer e doem é nos casos da Saúde, Educação e Serviços Públicos em geral”.

Nesses casos, continuou, “as notícias são negativas porque Marta Temido é uma ministra completamente desacreditada. Não houve nenhum ganho, antes pelo contrário, na substituição pelo ministro anterior Adalberto Campos Fernandes. Neste momento a situação da Saúde é caótica. E o ministro da Educação, sinceramente, foi um ministro medíocre e vai continuar, não havendo nenhuma renovação”.

O social-democrata também criticou o aumento de Ministérios, considerando que “dá a ideia de que quer dar o bodo aos pobres”. Segundo o próprio, “tem que satisfazer toda a gente e, de repente, artificialmente, faz inchar o Governo para 19 ministros. É uma coisa nunca vista, é o maior Governo desde sempre. Não se justifica minimamente. É uma má solução e ter 19 ministros é manifestamente para agradar a ‘capelinhas’ do PS”.

Francisco Assis apontou críticas diretas ao núcleo duro do novo Governo, nomeadamente dois dos novos ministros de Estado: Pedro Siza Vieira e Mariana Vieira da Silva.

“Este é um Governo muito António Costa, com pessoas muito próximas do primeiro-ministro. Basta ter como número dois uma pessoa que nunca teve qualquer vida pública, no sentido de intervenção política, como o ministro da Economia”, indicou.

“Causa-me também estranheza que Mariana Vieira da Silva assuma funções, de repente, de ministra de Estado, sendo uma pessoa que não tem um percurso político que se lhe conheça, um pensamento, uma linha de orientação, uma causa, uma luta, uma disputa, qualquer coisa”.

O ex-eurodeputado socialista sublinhou: “É uma pessoa que cresce ali na redoma do Governo e de repente é ministra da Estado”, afirmando ainda que a “gerigonça” terminou na noite eleitoral e que não adianta o PS dizer o contrário.

“O Bloco de Esquerda é enfático a dizer ‘a geringonça acabou’. O Partido Comunista também já disse que a geringonça acabou, ainda que de uma forma não tão evidente. E depois há uma tentativa de alguns setores do PS que dizem que há uma outra geringonça e até falam da “esquerda plural”. Acho que isso é a pior forma de abordar a questão. As coisas têm de ser ditas com inteira verdade ao país”, concluiu.

“A geringonça acabou e entrámos numa nova fase. Pessoalmente, estou satisfeito porque sempre achei que, na atual fase da vida política portuguesa, a geringonça tinha mais aspetos positivos que negativos”, afirmou o ex-eurodeputado e dirigente socialista, que tem defendido que o PS tem de ter capacidade para falar para a esquerda e para a direita.

ZAP // //

PARTILHAR

RESPONDER

Quinto debate dos candidatos democratas marcado por ataques a Trump

O quinto debate entre os candidatos democratas à Casa Branca ficou marcado, esta quarta-feira, pela unânime oposição ao Presidente norte-americano, atualmente alvo de um processo de destituição. "Não podemos ser consumidos por Donald Trump", advertiu o …

Paulo Rangel reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu

O eurodeputado do PSD foi reeleito, esta quinta-feira, vice-presidente do Partido Popular Europeu (PPE) no congresso desta formação política, que decorre desde quarta-feira em Zagreb, na Croácia. De acordo com uma nota à imprensa, Paulo Rangel …

Ex-eletricista de Picasso condenado por ter escondido 271 obras na garagem durante 40 anos

O último eletricista de Pablo Picasso, Pierre Le Guennec, e a sua mulher foram esta terça-feira condenados em última instância a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa estava, de acordo com a AFP, …

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …