A Ciência confirma: as mulheres melhoram com a idade

As mulheres que já viveram a chamada “crise da meia-idade” têm uma melhor saúde emocional do que as mulheres mais jovens, o que se deve ao medo do envelhecimento destas últimas e a um truque das mais velhas.

Uma investigação levada a cabo na Universidade do Estado da Flórida (FSU), nos EUA, apurou que as preocupações das mulheres mais jovens com as rugas e com a velhice fazem com que a sua saúde emocional seja pior do que a das mulheres que já passaram a chamada “crise de meia idade”.

A ansiedade das jovens quanto ao declínio do corpo e da capacidade de atracção “degradam o seu bem-estar emocional”, constata-se neste estudo divulgado no site da FSU.

No caso das mulheres mais velhas, “a crescente manutenção de identidades jovens, à medida que envelhecem, promove o seu bem-estar”, considera-se na pesquisa que vai ser publicada na edição de Dezembro do Journal of Women and Aging.

A investigação analisou várias componentes da experiência subjectiva do envelhecimento medindo o contributo de cada uma para o bem-estar emocional conforme as diferenças de idade.

As variáveis em análise foram “identidade etária, concepções de tempo da meia-idade, atitudes de envelhecimento, ansiedades de envelhecimento e auto-reconhecimento das mudanças fisiológicas”.

As conclusões apontam que a identidade etária e as ansiedades do envelhecimento desempenham o papel principal para o inferior bem-estar emocional das mulheres mais jovens, em comparação com as mais velhas.

O truque das mulheres mais velhas

As mulheres mais velhas, por outro lado, apresentam níveis emocionais melhorados porque criam uma estratégia que as ajuda a manterem “percepções jovens de si próprias”, conforme se atesta no estudo.

“Estas perspectivas tornam-se mais discrepantes à medida que envelhecem”, afiançam ainda os investigadores, realçando que “se se perguntar a uma mulher de 45 anos quantos anos ela sente ter, ela pode responder 40, e se se fizer a uma de 75 anos a mesma pergunta, ela pode dizer 65“.

A investigadora que liderou o estudo, Anne Barrett, professora de sociologia da FSU, repara que “a marginalização das mulheres mais velhas na nossa sociedade pode ter consequências para as mulheres durante toda a vida adulta” e “pode corroer o seu bem-estar emocional muito antes de atingirem a velhice”.

A professora destaca, assim, “a necessidade de visibilidade e de representações positivas das mulheres mais velhas em todos os domínios da vida – nos média, na política e em outras arenas”.

O estudo focou-se em mulheres com idades entre os 25 e os 74 anos, com base em dados de um inquérito nacional feito nos EUA, realizando-se dois inquéritos, um entre 1995-1996 e outro entre 2004-2006.

Barrett também explica que a investigação centrou-se nas mulheres porque “o seu declínio no estatuto, à medida que envelhecem, é mais íngreme do que nos homens”.

“Elas enfrentam maior discriminação por idade no local de trabalho e sentem mais pressão para mascarar os sinais de envelhecimento”, conclui a investigadora.

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Encontrado no fundo do mar um organismo "sobrenatural" tão grande como um prédio de 11 andares

Uma equipa de investigadores capturaram imagens de um organismo "sobrenatural" nas águas da costa da Austrália Ocidental. Uma equipa a bordo de RV Falkor, o navio de investigação principal do Schmidt Ocean Institute, localizou o organismo, …

Há 1.400 anos, uma estranha luz vermelha apareceu no Japão (e já sabemos o que era)

O registo mais antigo de um fenómeno astronómico observado no Japão deixou uma marca importante na história japonesa e na literatura clássica. O fenómeno data de 30 de dezembro de 620 e há séculos que …

Cientistas convertem água em combustível solar

Uma equipa de investigadores britânicos usou uma metodologia única que permite transformar água em combustível solar, que pode ser uma solução para energia renovável. Esta metodologia única utilizada por uma equipa de cientistas da Universidade de …

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …