Artistas sul-coreanos e uma banda K-pop foram a Pyongyang actuar para Kim Jong-un

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e a mulher, Ri Sol-ju, assistiram este domingo ao primeiro espetáculo de artistas sul-coreanos em Pyongyang em mais de uma década, segundo a agência noticiosa sul-coreana Yonhap.

O evento acontece num período de apaziguamento entre as duas Coreias, iniciado nos recentes Jogos Olímpicos de Inverno, após cerca de dois anos de uma escalada devido à realização de testes nucleares e balísticos por parte do regime de Pyongyang.

Cento e vinte artistas sul-coreanos, incluindo a popular girls band K-pop Red Velvet, dançarinos e praticantes de artes marciais, chegaram no sábado à capital do país. O espectáculo, que contou com a presença do líder norte-coreano, Kim Jong-Un, aconteceu este domingo no grande teatro de Pyongyang leste, com capacidade para 1.500 pessoas.

Segundo a imprensa sul-coreana, Kim Jong-Un assistiu ao espectáculo ao lado da mulher, Ri Sol-ju. A imprensa de Seul diz ainda que a irmã mais nova do líder, Kim Yo-jong, e outros altos funcionários norte-coreanos estiveram também presentes.

Kim Jong-un ficou profundamente comovido e de coração inchado ao ver a resposta entusiástica do público norte-coreano, avança a agência de notícias KCNA, citada pela BBC. O líder norte-coreano terá aplaudido e apertado a mão aos artistas sul-coreanos durante o evento, e após o espectáculo terá ficado a tirar fotografias com os músicos.

“Kim Jong-un demonstrou muito interesse, e fez perguntas sobre as músicas e as letras”, afirmou o ministro da Cultura sul-coreano, Do Jong-whan, aos repórteres.

KCNA / YONHAP

Kim Jong-un e o ministro da Cultura sul-coreano cumprimentam artistas sul-coreanos em Pyongyang

Esta postura coincide com a do ministro da Cultura sul-coreano, que lidera a delegação de 190 pessoas – entre as quais responsáveis políticos do país – que viajou para Pyongyang. Do Jong-whan defendeu o regresso a projectos conjuntos e intercâmbios culturais e desportivos entre as duas Coreias para uma coexistência pacífica na região.

Na terça-feira, os sul-coreanos vão juntar-se a artistas norte-coreanos para actuar no complexo desportivo de Ryugyong Jong Ju Yong, que pode receber 12 mil pessoas.

No próximo dia 27 de abril, está previsto um encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o recém eleito presidente sul-coreano, Moon Jae-in. Esta será a primeira cimeira entre as duas Coreias em 11 anos.

Para maio é aguardada uma cimeira inédita entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos.

Em outro sinal de pacificação, os exercícios militares anuais conjuntos da Coreia do Sul e dos EUA, que começaram hoje e que todos os anos são encarados por Pyongyang como uma manobra de provocação, foram este ano encurtados para um mês.

Este ano, os dois aliados optaram pela não utilização de armas estratégicas, enquanto Kim Jong-un afirmou compreender o compromisso assumido por Seul e Washington para a realização destes exercícios militares.

ZAP // Lusa / Deutsche Welle

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-2 Belenenses SAD | Líder salva virgindade nos descontos

A Belenenses SAD esteve a segundos de cumprir a promessa de Petit, que na antevisão da partida apontava para a primeira derrota do Sporting. Os “azuis” estiveram a vencer por 2-0, graças a uma eficácia …

Quatro anos depois, Danny recuperou a sua prancha. Estava a 2700 quilómetros

Um surfista australiano recuperou a sua prancha quatro anos depois de a ter perdido. Estava a 2700 quilómetros do sítio onde a tinha visto pela última vez. Danny Griffiths, um surfista habituado a ondas grandes, perdeu …

Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de "cabeça para baixo"

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero. Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …