Artista que publicou vídeo sexual de candidato de Macron promete expor mais políticos

Depois de ter começado a circular um vídeo de cariz sexual em que Benjamin Griveaux seria protagonista, o artista russo Piotr Pavlenski veio afirmar que o ex-candidato à autarquia de Paris será a apenas o primeiro político a ver conteúdos sexuais divulgados.

Benjamin Griveaux, apoiado pelo Presidente Emmanuel Macron, retirou esta sexta-feira a sua candidatura após a difusão de um vídeo de carácter sexual. O candidato à autarquia de Paris concorria contra a presidente em exercício, a socialista Anne Hidalgo, e as sondagens já não lhe eram favoráveis. No entanto, o caso da divulgação do vídeo abalou a política francesa.

A divulgação do vídeo mereceu uma condenação de todos os quadrantes políticos, mas as atenções acabaram por voltar-se para o responsável pela publicação das imagens: Piotr Pavlenski.

O artista russo apresenta-se como um ativista contra o Governo do seu país mas também contra o Executivo de Emmanuel Macron. Ao Libération, Pavlenski assumiu a responsabilidade pelo site onde alojou o vídeo e, em entrevista ao canal francês BFMTV, diz que Griveaux será a apenas o primeiro político a ver conteúdos sexuais divulgados.

“Benjamin Griveaux é um candidato que mente para os seus eleitores e que faz propaganda puritana. É o único candidato que começou a sua carreira política com grandes mentiras e uma grande hipocrisia em relação a todos os eleitores”, afirmou Piotr Pavlenski.

Segundo o Expresso, o artista é representado pelo advogado Juan Branco, consultor jurídico de Julian Assange e da WikiLeaks, que já veio defender o cliente. “Ele decidiu denunciar, por todos os meios possíveis, o domínio que Macron tem sobre o poder político. Foi um gesto político de rutura, ele está na oposição. Ele tem um compromisso e diz que é apenas o primeiro passo.”

Em 2017, na capital francesa, Pavlenski incendiou uma fachada do Banco de França por considerar que a instituição tinha “tomado o lugar da Bastilha” e os “banqueiros o lugar dos monarcas”, uma ação que decorreu apenas cinco meses depois de ter conseguido asilo político no país.

Benjamin Griveaux vai apresentar queixa às autoridades pela divulgação do vídeo. A divulgação de imagens ou palavras com carácter sexual sem consentimento pode ser punida, de acordo com o Código Penal francês, com dois anos de prisão e uma multa de 60.000 euros.

O ex-candidato à Câmara de França pretende ainda acusar o artista russo de violação da sua vida privada. Griveaux não se quis pronunciar sobre o conteúdo do vídeo – ou responder se era verdadeiro.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, os norte-americanos querem mais imigração - e não menos

Pela primeira vez, os norte-americanos querem ver aumentar a imigração no seu país, escreve o Business Insider citando uma sondagem da Gallup. De acordo com os números apresentados pelo jornal norte-americano, 34% dos cidadãos dos …

Porto 5-0 Belenenses | Segunda parte demolidora no Dragão

O FC Porto respondeu de forma categórica à vitória do Benfica sobre o Boavista por 3-1 na noite de sábado. Na recepção ao Belenenses, os “azuis-e-brancos” golearam por expressivos 5-0, com quatro golos a serem apontados …

Foi exposto o primeiro núcleo exoplanetário. Pode pertencer a gigante gasoso "planeta falhado"

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram o núcleo sobrevivente de um gigante gasoso em órbita de uma estrela distante, oferecendo uma visão sem precedentes do interior de um planeta. O núcleo, que é do mesmo tamanho …

As águas profundas provocam terramotos e tsunamis (e já se sabe como)

Uma nova investigação vincula diretamente o ciclo da água na Terra com a produtividade magmática e a atividade sísmica. A água (H2O) e outros elementos voláteis (como o CO2 e o enxofre) que circulam nas profundezas …

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …