Arrow diz que não recebeu benefícios fiscais em Portugal

EU Council Eurozone / Flickr

A ministra as Finanças, Maria Luís Albuquerque

A ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

A Arrow Global, empresa que contratou a ex-ministra Maria Luís Albuquerque como administradora não executiva, garante que não beneficiou de isenção de impostos ou de benefícios fiscais em Portugal.

A empresa decidiu emitir um comunicado, depois de a imprensa ter avançado esta quarta-feira que as empresas Whitestar e Gesphone, detidas pela Arrow no ano passado, receberam cerca de 400 mil euros em benefícios fiscais até 2014.

Segundo a informação disponibilizada pela Autoridade Tributária, as duas tiveram benefícios fiscais num total de 381,7 mil euros entre 2012 e 2014, sendo que a maioria do benefício foi para a Whitestar, num total de 362,5 mil euros.

De acordo com a nota enviada pela empresa, citada pelo DN, a empresa assegura que “não recebeu qualquer tipo de isenção de impostos ou benefícios fiscais em Portugal”, até porque só adquiriu a Whitestar em abril de 2015.

Tudo indica que a empresa não teve benefícios fiscais de forma direta, mas falta saber se o mesmo aconteceu no ano de 2015 relativamente às subsidiárias que entretanto foram adquiridas.

Este é um assunto que os deputados do PCP e Bloco querem ver esclarecido na subcomissão de ética, que está também a avaliar se a atual deputada do PSD cumpre, ou não, o regime das incompatibilidades dos titulares de cargos políticos.

Segundo o Público, uma das questões que os deputados querem ver esclarecidas é se as subsidiárias da empresa receberam, de forma direta ou indireta, apoios financeiros do Estado enquanto Maria Luís esteve no Governo, entre 2011 e 2015.

Em declarações ao mesmo jornal, a bloquista Mariana Mortágua defende que é preciso esclarecer “qual é o papel da Arrow e a sua integração na economia portuguesa” para se perceber a “a gravidade do conflito de interesses”.

A polémica em torno da Arrow Global começou depois da empresa britânica ter contratado a ex-ministra Maria Luís Albuquerque para o cargo de administradora não executiva, sendo conhecido que gere em Portugal uma carteira de crédito de 5,5 mil milhões de euros, com clientes como o Banif, o Millennium BCP, o Santander, o Banco Popular, o Montepio, entre outros.

No mesmo comunicado, o grupo explica porque é que contratou a ex-governante do PSD, referindo que tem uma “vasta experiência e o conhecimento dos mercados financeiros internacionais”.

De acordo com o DN, a empresa garante ainda que “não teve qualquer contacto ou ligação” com Maria Luís durante o Governo de Passos Coelho e que esta “não esteve envolvida em qualquer contrato ou acordo comercial que envolvesse a Arrow Global ou a Whitestar”.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu um dos jovens infetados com peste negra na Mongólia

Morreu um dos jovens infetados com peste bubónica, também conhecida como peste negra, na Mongólia. O rapaz contraiu a doença depois de ter comido carne de marmota. Um jovem de 15 anos morreu, esta segunda-feira, vítima …

PCP quer Costa no Parlamento de 15 em 15 dias (e não vai contribuir para acabar com os debates quinzenais)

O PCP não concorda que será o fim da democracia caso os debate quinzenais passem a mensais. No entanto, não vai contribuir para acabar com este modelo. Ao Expresso, o deputado comunista António Filipe Duarte garantiu …

"Espero contar tudo o que sei". Cientista chinesa fugiu da China para alertar que "não temos muito tempo"

A virologista chinesa Li-Meng Yan, que fugiu para os Estados Unidos, deu uma segunda entrevista à Fox News, na qual alertou que "não temos muito tempo".   Li-Meng Yan, especialista em virologia e imunologia, era uma …

Galp perde 60 milhões de euros em negócios não autorizados

A Galp perdeu 60 milhões de euros em negócios não autorizados com licenças de CO2. A petrolífera já avançou com ações disciplinares e uma auditoria. A Galp informou que foram identificadas transações, não autorizadas pela empresa, …

"Bandeira vermelha". Tóquio em alerta máximo após aumento de novas infeções

A capital do Japão, Tóquio, com 14 milhões de habitantes, está no nível mais alto de alerta para o novo coronavírus após um aumento dos casos registados. “Os especialistas disseram-nos que a situação das infeções está …

Operação Saco Azul. Empresas "zombie" terão desviado 1,8 milhões do Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial …

Maçãs com preços em alta, menos vinho e cerveja a estragar-se (os efeitos da pandemia)

A pandemia de covid-19 está a levar milhares de litros de cerveja a estragar-se, enquanto os produtores de vinho temem uma quebra na produção e, logo, nos lucros. Enquanto isso há menos maçãs e mais …

TAD anula sanção de cinco jogos à porta fechada ao Benfica

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu provimento ao recurso do Benfica e revogou a sanção de cinco jogos à porta fechada imposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao clube, pelo apoio prestado a …

Costa vira à esquerda, mas Catarina Martins diz que "não pode ser só conversa"

Esta quarta-feira, António Costa lança as negociações para o Orçamento do Estado para 2021 com os partidos que, até aqui, foram seus aliados. O primeiro-ministro insiste que o caminho da sua governação passa por entendimentos à …

No novo ano letivo, a Educação Física continua a ser maior incógnita

No início de julho, o Ministério da Educação anunciou algumas orientações sobre o próximo ano letivo que não contemplavam a Educação Física e o futuro da disciplina continua a ser uma incógnita.  Nas escolas, a falta …