Arquitectos projectam arranha-céus de pernas para o ar e suspenso de um asteróide

(dr) CLOUDS ARCHITECTURE OFFICE

A Torre Analemma, um arranha-céus virado do avesso e suspenso de um asteróide, é um projecto da Clouds Architecture Office.

A Torre Analemma, um arranha-céus virado do avesso e suspenso de um asteróide, é um projecto da Clouds Architecture Office.

O “edifício mais alto do mundo” de todos os tempos, virado de “cabeça para baixo” e suspenso de um asteróide em órbita. Este é o projecto megalómano (e impossível) de uma empresa de arquitectura norte-americana.

A Torre Analemma é um conceito da empresa de arquitectura Clouds Architecture Office, que tem sede em Nova Iorque, e que planeia construir “o edifício mais alto do mundo de sempre” virado do avesso, isto é, construído a partir do céu para baixo.

Confuso? É caso para estar! E se acrescentarmos que este arranha-céus de “pernas para o ar” deve ficar suspenso de um asteróide em órbita, localizado a cerca de 50.000 quilómetros acima da superfície da Terra, ainda mais baralhado ficará.

Esta bizarra empreitada é definida pela empresa, no seu site, como um projecto de design thinking” à “escala planetária” e parece absolutamente inviável, pelo menos, a curto/médio prazo.

Aceder ao edifício exigiria ter um jacto de alta velocidade, sendo que a área residencial está prevista para ficar situada a cerca de 8 mil metros de altitude. E para sair de casa, só usando um pára-quedas!

Esta mesma empresa nova-iorquina já projectou uma cidade de casas-nuvens, com construções suspensas acima dos prédios, e uma casa de gelo em Marte, mas este arranha-céus virado do avesso soa a pura ficção científica.

Viajar pelo mundo sem sair de casa

Os arquitectos da Clouds projectaram a Torre Analemma para que esta se mova lentamente, através das grandes cidades do mundo, ao longo de 24 horas.

“A Analemma pode ser colocada numa órbita geo-estacionária excêntrica, o que lhe permitiria viajar entre os hemisférios norte e sul, num loop diário”, explica uma nota publicada no site da empresa.

“O rastro de terra para esta torre de pêndulo seria uma figura oito, onde a torre se moveria à sua menor velocidade no topo e no fundo da figura oito, permitindo a possibilidade de os ocupantes das torres interagirem com a superfície do planeta nesses pontos”, esclarecem os idealistas do projecto.

“A órbita proposta está calibrada para que a parte mais lenta da trajectória da torre ocorra sobre a cidade de Nova Iorque“, sublinham ainda.

E uma vez que a vista das janelas mudaria ao longo do dia, dependendo da altura da torre, os arquitectos perspectivam desenhar janelas que mudem de tamanho e de altura para lidar com as diferenças de pressão e de temperatura. Isto mesmo que haja “um limite de altura tangível a partir do qual as pessoas não tolerariam viver devido às condições extremas”, assumem.

“Por exemplo, enquanto poderá haver um benefício por haver 45 minutos a mais de luz do dia a uma altura de 32.000 metros, o vácuo próximo e a temperatura de -40 C impediriam as pessoas de saírem para o exterior sem um fato protector”, reconhecem os profissionais da Clouds, notando porém que os astronautas não deixam a estação espacial, durante décadas, e que por isso, “talvez não seja assim tão mau”.

A Torre é dividida em secções com funções definidas, sendo que a parte mais baixa será dedicada a escritórios e espaços comerciais. Segue-se uma área para jardinagem e agricultura e depois, vem a área residencial a 8 mil metros de altitude. Ainda há espaço para monumentos, cultos religiosos e um local funerário situado a 32 mil metros de altura.

Arranha-céus do avesso suspenso de asteróide

O edifício seria apetrechado com painéis solares colocados no espaço e com mecanismos para gerar água purificada a partir da condensação das chuvas e das nuvens, garantindo assim, a sua auto-suficiência energética.

E quanto à suspensão do asteróide, os arquitectos da Clouds apontam para o uso do Sistema de Apoio Universal Orbital que permitiria agregar-lhe cabos de força extrema para o rebaixar, para mais perto da Terra, para se poder agarrar ao edifício.

E se isto tudo soa a absolutamente inviável, a Clouds avança que “a NASA agendou uma missão de recuperação de asteróides para 2021 que visa provar a viabilidade de capturar e relocalizar um asteróide“.

O argumento é válido, mas mesmo assim, a construção da Torre Analemma deverá ainda tardar a sair do papel.

SV, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Que engraçado, pareçe uma cópia a papel quimico do meu conceito de elevador espacial… a diferença é que o asteroide estava numa orbita geoestacionária…

  2. Pois… Muito fixe…. Eles desenham… Tão lindo! Mas os ENGENHEIROS é que têm de calcular a estrutura! Acordem para a vida!

    • O pior é mesmo para os trolhas… que têm de aturar os arquitontos e os engenhocas… mas no fim são eles que carregam com os baldes às costas…

  3. Não se percebe muito bem o porquê da necessidade de um asteroide se poderia ser ancorado num satélite próprio na nossa órbitra. Mas pronto, gostam de complicar 🙂

RESPONDER

O planeta extrassolar mais próximo da Terra pode ter companhia

Uma equipa internacional de astrofísicos encontrou evidências da existência de um segundo planeta a orbitar Próxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol. Na prática, o mundo extrassolar mais próximo de nós pode ter companhia. …

Uma estrela ajudou a perceber quando é que a Via Láctea devorou outra galáxia

Recentemente, astrónomos descobriram que uma colisão com uma galáxia satélite encheu a Via Láctea de estrelas. Agora, graças a uma única estrela, já é possível perceber quando é que isso aconteceu. A galáxia satélite Gaia-Enceladus foi, …

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …