Arqueólogos acreditam ter encontrado “Endeavour”, o navio de James Cook

Archives New Zealand / Flickr

HMS Endeavour, navio da célebre viagem de James Cook

Arqueólogos marinhos estão cada vez mais perto de encontrar o HMS Endeavour, o navio do explorador britânico James Cook.

Uma equipa internacional de arqueólogos marinhos acredita ter descoberto o local onde se encontra o HMS Endeavour, o navio do século XVIII do explorador britânico James Cook e que ficou famoso pela circunavegação de três anos no Pacífico Sul.

Na célebre viagem a bordo do navio, entre 1768 e 1771, Cook contribuiu significativamente para o aprofundamento dos conhecimentos cartográficos do sudoeste do oceano Pacífico e tomou posse da Austrália em nome da coroa de Inglaterra.

Depois desta missão, o navio foi vendido a um novo dono que o rebatizou Lord Sandwich e que tentou trazer soldados para a América durante a revolução do país. Nos dias que antecederam a Batalha de Rhode Island, em 1778, o navio terá sido intencionalmente afundado juntamente com outros navios de guerra. Desde então, a sua localização exata permanece um mistério.

Durante mais de dez anos, a Rhode Island Marine Archaeology Project (RIMAP) tem estado a liderar o projeto para localizar o navio. Em 2016, foram encontrados documentos históricos em Londres que confirmavam que os navios tinham mesmo afundado e a RIMAP identificou nove locais nos quais se encontravam os restos de 13 navios.

Dois anos depois, um grupo de arqueólogos australianos e norte-americanos pensou ter localizado a área em que o Endeavour terá afundado. “A equipa delimitou a possível área de naufrágio do Endeavour a um só lugar, o que é muito promissor”, disse na altura o diretor do Australian National Maritime Museum.

Agora, avança o IFLScience, uma nova escavação num dos navios afundados levou os arqueólogos marinhos a acreditar que podem ter mesmo encontrado o navio.

De acordo com o RIMAP, os mergulhadores cavaram duas trincheiras para expor o casco e a quilha, ambos com estrutura e dimensões semelhantes às do navio de James Cook. As imagens tridimensionais mostram madeiras expostas que correspondem à forma como a icónica embarcação foi construída.

Anteriormente, os especialistas acreditavam que tinham sido feito buracos no fundo para permitir que os navios afundassem, mas ainda não tinha sido encontrada nenhuma evidência histórica que comprovasse essa prática.

Agora, os mergulhadores encontraram um buraco no fundo do navio perto da quilha que poderia ter sido intencionalmente perfurado para afundar o navio e mantê-lo fora das mãos do inimigo.

Os especialistas também escavaram uma série de artefactos, incluindo peças de couro, têxteis, vidro, cerâmica, fragmentos de madeira, além de amostras de carvão e de carvão vegetal que serão preservadas.

Embora não possam dizer com 100% certeza de que este navio é o HMS Endeavour, os investigadores querem continuar a analisar o navio, assim como os dados recolhidos recentemente, para finalmente confirmar o seu lugar na história.

Em abril de 2020, assinalam-se os 250 anos da chegada de James Cook e da mítica embarcação à Austrália. Apesar de ser britânico, os destroços que venham a ser encontrados são importantes para outros países (EUA, Nova Zelândia e Austrália), podendo levar a uma disputa a propósito do local onde os destroços deverão ser depositados.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Jesus "superstar" vence dérbi Fla-Flu, mas sonha regressar a Portugal

Por estes dias, Jorge Jesus continua o seu caminho como superstar no campeonato brasileiro de futebol: o técnico português, que comanda o Flamengo, venceu, este domingo, o dérbi frente ao Fluminense por 2-0, em jogo …

Cientistas encontraram sinais precoces de doença cardíaca em múmias com 4.000 anos

Múmias com quatro mil anos mostraram ter acumulação de colesterol nas artérias, sugerindo que as doenças cardíacas eram provavelmente mais comuns nos tempos antigos do que se pensava. Mohammad Madjid, professor assistente de medicina cardiovascular na …

Donald Trump desiste de realizar o G7 no seu clube de golfe em Miami

A decisão de Donald Trump, a braços com um processo de impeachment, de usar um dos seus resorts levantou dúvidas sobre conflito de interesses. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandonou a ideia de realizar …

Costa vai a Belém apresentar secretários de Estado. Patrícia Gaspar e Antero Luís na lista

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, vai esta segunda-feira a Belém apresentar ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, os nomes dos secretários de Estado que vão integrar o próximo Governo. O encontro, marcado para as 11 …

Chernobyl transforma-se num santuário para uma rara espécie de cavalos

Chernobyl tem sido o inesperado lar de uma espécie de cavalos em vias de extinção. Dezenas de cavalos de Przewalski foram observados em edifícios abandonados na zona radioativa da cidade ucraniana. Surpreendentemente, uma espécie de cavalos …

Sánchez desloca-se a Barcelona para “visitar agentes feridos” e lembra obrigações de Torra

O presidente do governo espanhol, em funções, Pedro Sánchez, desloca-se esta segunda-feira a Barcelona, após ter criticado o presidente do governo regional da Catalunha por não ter condenado com firmeza os atos de violência dos …

Governo de Hong Kong pede desculpas após polícia pulverizar mesquita

O Governo de Hong Kong pediu esta segunda-feira desculpas a líderes muçulmanos, depois da polícia antimotim ter pulverizado um portão da mesquita e algumas pessoas com um canhão de água, quando as autoridades tentavam dispersar …

Bolívia. Resultados preliminares dão vitória a Morales, mas com segunda volta

O chefe de Estado boliviano lidera os resultados preliminares da primeira volta das eleições Presidenciais, mas parece ser obrigado a disputar uma segunda ronda contra o ex-Presidente Carlos Mesa. A autoridade eleitoral da Bolívia indicou que, …

Telemóveis e computadores podem acelerar o envelhecimento

Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas da Oregon State University, nos Estados Unidos, concluiu que a exposição diária à luz azul, como aquela que é emitida por telemóveis e computadores, pode afetar a …

Quatro espeleólogos portugueses desaparecem em gruta espanhola

Uma equipa de resgate foi acionada para localizar quatro espeleólogos portugueses que estão desde sábado na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, com os trabalhos de socorro a serem dificultados pelo aumento do nível da água Quatro …