Arqueólogos acreditam ter encontrado o famoso navio de James Cook

Archives New Zealand / Flickr

HMS Endeavour, navio da célebre viagem de James Cook

Um grupo de arqueólogos australianos e americanos acredita ter localizado a área em que o Endeavour, o navio que o explorador britânico James Cook usou nas suas viagens à Austrália e à Nova Zelândia, terá afundado. Mais de dois século depois, o mistério pode estar desvendado.

De acordo com os investigadores, o navio naufragou em 1778 perto do porto de Newport, no estado de norte-americano de Rhode Island, anos depois de ter sido usado por Cook.

“A equipa delimitou a possível área de naufrágio do Endeavour a um só lugar, o que é muito promissor”, disse o diretor do Australian National Maritime Museum, Kevin Sumption.

O navio naufragado foi encontrado graças à utilização de um sonar. Os mergulhadores vão agora fazer buscas mais precisas. “Será preciso muito mais trabalho, análise e pesquisa em detalhe até que possamos definitivamente dizer que encontramos o Endeavour de James Cook”, acrescentou Sumption em declarações à AFP.

A confirmar-se a descoberta, os trabalhos arqueológicos devem arrancar no próximo ano e estar concluídos a tempo de assinalar os 250 anos da chegada de James Cook e dda mítica embaração à Austrália (em abril de 2020). O Endeavour foi comprado pela marinha britânica em 1768 para uma missão científica no Oceano Pacífico, com objetivo de localizar o misterioso continente a sul do globo, conhecido então como Terra Australis.

Apesar de ser britânico, sublinha o The Sydney Morning Herald, os destroços que venham a ser encontrados são importantes para vários países – Estados Unidos, Inglaterra, Nova Zelândia e Austrália -, podendo levar a uma disputa a propósito do local onde os destroços deverão ser depositados.

O navio é conhecido principalmente pelas viagens do explorador britânico à Austrália e à Nova Zelândia. No porto de Darling, perto de Sydney, é possível ver uma réplica do navio. Depois que Cook o utilizou, o navio foi vendido e afundado junto com outros 12 navios, em 1778, durante a Guerra da Independência americana

As descobertas resultam de 25 anos de trabalho de investigação, num trabalho conjunto entre o Museu Nacional Marítimo da Austrália e os arqueólogos da marinha dos EUA.

Kathy Abbass, diretora do projeto, adiantou: “Podemos dizer que pensamos saber qual dos barcos é o Endeavour. É entusiasmante. Estamos cada vez mais perto”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …