Nova arma do exército americano pode ter reconhecimento facial

O novo fuzil do exército americano pode vir equipado com uma tecnologia de reconhecimento facial. A arma terá também um sensor de vento e um software de identificação de alvo.

A utilização de tecnologia em armamento é cada vez mais comum e o exército americano não quer ser exceção. Tanto que o próximo fuzil usado pelos soldados pode vir equipado com uma tecnologia de reconhecimento facial e outras funcionalidades inovadoras.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos, segundo o Tech Explorist, abriu um concurso para que empresas criassem um protótipo para uma nova arma que seria usada pelo exército norte-americano. Reconhecimento facial, sensor de vento e software de identificação de alvo foram impostos pelo departamento.

O protótipo de arma escolhido será testado pelo exército durante 14 meses e, caso agrade aos americanos, será assinado um acordo com a empresa para a produção de armamento com estas tecnologias.

Com esta iniciativa, o exército dos Estados Unidos pretende que os seus soldados cometam menos erros e que se evite o “fogo amigo”, que ilustra o ato de ferir ou matar um soldado aliado. As armas serão produzidas em versões semi-automáticas e automáticas e poderão substituir as atuais M4A1 e M249.

Estas são armas já “desatualizadas”, sendo que o exército americano começou a usá-las em 1994 e fins dos anos 80, respetivamente. O Departamento de Defesa pede também que seja incluída uma tecnologia que mostra, nos óculos dos soldados, o ponto exato que a bala vai atingir.

Não só as situações de “fogo amigo” acidentais seriam corrigidas, como também a pontaria dos soldados subiria exponencialmente. O casamento entre tecnologia e armamento continua e o exército deseja um sistema de comunicação sem fios, que permita o registo de dados estatísticos e mostre informações como a distância para o alvo, balas no carregador e a temperatura da arma.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • fu·zil
      4. Arma de fogo, portátil, composta de um tubo ou cano metálico longo montado numa coronha, geralmente de madeira, para apoiar no ombro. = ESPINGARDA
      “fuzil”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

      fu·zi·lei·ro
      1. Soldado armado de fuzil ou espingarda.
      2. Soldado de uma companhia de infantaria da Marinha (ex.: fuzileiro naval).
      “fuzileiro”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

          • Sim, em Portugal ninguém escreve/diz “fuzil”; quer a população em geral, quer principalmente quem lida com armas!!
            Bizarro é o ZAP usar palavras estranhas só porque estão no dicionário, não tendo em conta o facto de serem completamente desconhecidas do grande publico (a quem, supostamente, um portal de notícias quer chegar).
            No meu corrector ortográfico, a palavra “fuzil” até aparece sublinhada como erro!
            .
            Espingarda vs. Fuzil
            “Em Portugal o termo Espingarda designa uma arma de fogo portátil de cano longo. Abrange o que no Brasil é designado por fuzil, termo que não é usado em Portugal.”
            pt.wikipedia.org/wiki/Fuzil

  1. talvez seja old school ,mas em uma situaçao de vida ou morte ,nao gostaria de depender de equipamento que o funcionamente fosse comprometido por ter as baterias ou pilhas descarregadas,em particular em situaçao nao urbana ,em que muitas vezes escasseiam recursos

RESPONDER

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …

Brexit: Hoje era o Dia D (mas afinal, fica tudo na mesma)

Devia ter sido o dia decisivo para o Brexit no Parlamento do Reino Unido, mas o processo foi mais uma vez adiado.  Foi aprovada uma emenda que obriga o primeiro-ministro Boris Johnson a pedir um novo …

"Mais Siza e menos Centeno". Emprego e salários são as chaves do novo Governo de Costa

O novo Executivo para a próxima legislatura, que António Costa apresentou esta terça-feira ao Presidente da República, tem como chaves de governação o emprego e os salários, escreve este sábado o Expresso. De acordo com …

FBI já apurou a causa da morte de três turistas na República Dominicana

Testes toxicológicos apresentados esta semana pelo FBI determinaram que a morte de três turistas norte-americanos na República Dominicana se deveu a causas naturais, avança o jornal New York Times. De acordo com o diário, no caso …

"Discos encriptados de Rui Pinto são pisa papéis para a Judiciária"

A Polícia Judiciária "precisaria de milhares de anos" para conseguir" descodificar os discos encriptados pelo hacker Rui Pinto, onde se acredita que estejam provas relevantes sobre os alegados roubos de emails e os acessos ilegais …